Modelo de Contrarrazões de Apelação

Publicado em: 15/05/2024 Constitucional Direito Penal Processo Penal
Petição de contrarrazões de apelação onde o Ministério Público apelou com o fundamento de que a decisão do julgamento perante o tribunal do júri foi manifestamente contrária às provas dos autos.

Excelentíssimo Senhor Doutor Desembargador Presidente do Egrégio Tribunal de Justiça do Estado de [Estado]

Processo nº: [Número do Processo]

Apelante: Ministério Público

Apelada: [Nome da Ré], [Nacionalidade], [Estado Civil], [Profissão], portadora do RG nº [número] e CPF nº [número], residente e domiciliada na [Endereço da Ré].

Vara de Origem: [Vara de Origem]

CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO

[Nome da Ré], já qualificada nos autos do processo em epígrafe, por intermédio de seu advogado infra-assinado, vem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, apresentar CONTRARRAZÕES DE APELAÇÃO, em face do recurso interposto pelo Ministério Público, pelas razões de fato e de direito a seguir expostas.

I. DO RESUMO DOS FATOS

O Ministério Público apelou da decisão do Tribunal do Júri, alegando que a decisão dos jurados foi manifestamente contrária às provas dos autos. Na fase inquisitorial, a ré confessou que teria mandado matar a amante de seu esposo. Contudo, durante a instrução processual, a ré negou veementemente a contratação de qualquer pessoa para cometer o homicídio.

II. DO DIREITO

Fundamento Legal e Constitucional

O CPP, art. 593, III, do Código de Processo Penal dispõe que caberá apelação das decisões do Tribunal do Júri quando a decisão dos jurados for manifestamente contrária à prova dos autos. No entanto, a soberania dos veredictos do Tribunal do Júri está garantida pela CF/88, art. 5º, XXXVIII,  "c", da Constituição Federal.

Argumentação Jurídica

1. Soberania dos Veredictos do Tribunal do Júri

O princípio da soberania dos veredictos do Tribunal do Júri deve ser respeitado. Os jurados, representantes diretos da sociedade, analisaram as provas apresent"'>...

Para ter acesso a íntegra dessa peça processual Adquira um dos planos de acesso do site, ou caso você já esteja cadastrado ou já adquiriu seu plano clique em entrar no topo da pagina:


Legislação e Jurisprudência sobre o tema
Informações complementares
Informações complementares

Narrativa de Fato e Direito

A narrativa dos fatos aborda a apelação interposta pelo Ministério Público contra a decisão do Tribunal do Júri, que absolveu a ré. A contrarrazão fundamenta-se na soberania dos veredictos, na ausência de provas conclusivas e na contradição entre a confissão extrajudicial e a negativa durante a instrução processual. A defesa argumenta que a decisão dos jurados deve ser mantida, respeitando-se os princípios constitucionais e processuais.

Conceitos e Definições

Contrarrazões de Apelação: Peça processual apresentada pela parte apelada em resposta ao recurso de apelação interposto pela parte adversa, visando defender a manutenção da decisão recorrida.

Tribunal do Júri: Órgão do Poder Judiciário competente para julgar crimes dolosos contra a vida, composto por um juiz de direito e jurados leigos, representantes da sociedade.

Confissão Extrajudicial: Declaração feita pelo acusado fora do âmbito judicial, durante a fase inquisitorial, que deve ser corroborada por outras provas para ter valor probatório.

Considerações Finais

As contrarrazões de apelação visam garantir a manutenção da decisão do Tribunal do Júri, que absolveu a ré com base na análise das provas apresentadas durante o julgamento. A soberania dos veredictos dos jurados deve ser respeitada, conforme previsto na Constituição Federal, e a confissão extrajudicial, sem a devida corroboração, não pode fundamentar uma condenação. A defesa dos direitos da ré é essencial para assegurar a justiça e a equidade processual.

 

O Tribunal do Júri, no Brasil, é um órgão judicial previsto na Constituição Federal de 1988, destinado ao julgamento de crimes dolosos contra a vida, tais como homicídio, infanticídio, aborto e instigação ao suicídio. Abaixo estão os principais fundamentos legais que regem o Tribunal do Júri:

1. Constituição Federal de 1988

A Constituição Federal assegura a instituição do Tribunal do Júri, estabelecendo seus princípios e garantias:

  • CF/88, art. 5º, inciso XXXVIII: "É reconhecida a instituição do júri, com a organização que lhe der a lei, assegurados:
    • a) a plenitude de defesa;
    • b) o sigilo das votações;
    • c) a soberania dos veredictos;
    • d) a competência para o julgamento dos crimes dolosos contra a vida;"

2. Código de Processo Penal ( Decreto-Lei 3.689/1941)

O Código de Processo Penal (CPP) regulamenta o funcionamento do Tribunal do Júri, detalhando o procedimento desde a denúncia até o julgamento final:

  • CPP, art. 406 a CPP, art. 497: Esses artigos disciplinam o procedimento do júri, que se divide em duas fases: a instrução preliminar (primeira fase) e o julgamento em plenário (segunda fase).

3. Legislação Complementar

  • Lei 11.689/2008: Esta lei trouxe significativas alterações ao procedimento do Tribunal do Júri, visando torná-lo mais célere e eficiente.
  • Lei 13.964/2019 (Pacote Anticrime): Introduziu modificações no processo penal, incluindo disposições que afetam o Tribunal do Júri, como mudanças nas regras de competência e nos procedimentos para a realização do júri.

4. Princípios Fundamentais

Os princípios que norteiam o Tribunal do Júri são essenciais para garantir a justiça e a imparcialidade dos julgamentos:

  • Princípio da Plenitude de Defesa: Assegura ao acusado o direito de se defender amplamente, utilizando todos os meios legais disponíveis.
  • Princípio do Sigilo das Votações: Garante que a votação dos jurados seja secreta, protegendo-os de pressões externas.
  • Princípio da Soberania dos Veredictos: As decisões dos jurados não podem ser alteradas por juízes ou tribunais superiores.
  • Princípio da Competência para Julgar Crimes Dolosos Contra a Vida: O Tribunal do Júri é competente exclusivamente para julgar crimes dolosos contra a vida.

5. Procedimento do Tribunal do Júri

O procedimento do Tribunal do Júri é dividido em duas fases:

  • Primeira Fase (Judicium Accusationis): Fase de instrução preliminar, onde o juiz verifica a admissibilidade da acusação e decide se o caso deve ir a julgamento pelo júri. Nessa fase, ocorre a audiência de instrução e julgamento, onde são colhidas provas e ouvidas testemunhas.
  • Segunda Fase (Judicium Causae): Fase do julgamento em plenário, onde os jurados (cidadãos convocados) decidem sobre a culpa ou inocência do réu. O julgamento é presidido por um juiz togado, e os jurados votam de forma secreta sobre os quesitos apresentados.

Esses fundamentos legais e princípios garantem que o Tribunal do Júri funcione de maneira justa e imparcial, respeitando os direitos dos acusados e promovendo a justiça penal.

solicite seu modelo personalizado

Solicite Seu Modelo de Peça Processual Personalizado!

Sabemos que cada processo é único e merece um modelo de peça processual que reflita suas especificidades. Por isso, oferecemos a criação de modelos de peças processuais personalizados, partindo de um modelo básico adaptável às suas exigências. Com nosso serviço, você tem a segurança de que sua documentação jurídica será profissional e ajustada ao seu caso concreto. Para solicitar seu modelo personalizado, basta clicar no link abaixo e nos contar sobre as particularidades do seu caso. Estamos comprometidos em fornecer a você uma peça processual que seja a base sólida para o seu sucesso jurídico. Solicite aqui

Outras peças semelhantes

Modelo de Contrarrazões à Apelação na Justiça Federal

Modelo de Contrarrazões à Apelação na Justiça Federal

Publicado em: 02/04/2024 Constitucional Direito Penal Processo Penal

Este modelo de contrarrazões à apelação é destinado a processos na Justiça Federal, contendo fundamentos legais, constitucionais e jurídicos, argumentação detalhada e as defesas que podem ser opostas. O documento visa orientar na elaboração de uma resposta efetiva às razões de apelação apresentadas pela parte contrária, assegurando a manutenção da decisão favorável em primeira instância.

Acessar

Modelo de Contrarrazões de Apelação com Preliminar de Intempestividade

Modelo de Contrarrazões de Apelação com Preliminar de Intempestividade

Publicado em: 12/12/2023 Constitucional Direito Penal Processo Penal

Este modelo de contrarrazões aborda a preliminar de intempestividade em um recurso de apelação, enfatizando a necessidade de observância dos prazos processuais e argumentando sobre o mérito da decisão recorrida.

Acessar

Modelo de Contrarrazões de Apelação em Ação de Cobrança de Planos Bresser, Verão e Collor

Modelo de Contrarrazões de Apelação em Ação de Cobrança de Planos Bresser, Verão e Collor

Publicado em: 04/06/2024 Constitucional Direito Penal Processo Penal

Modelo de contrarrazões de apelação em ação de cobrança de diferenças de correção monetária dos Planos Bresser, Verão e Collor, com fundamentos legais e argumentos contra as alegações de prescrição e ilegitimidade passiva levantadas pelo banco apelante.

Acessar

Você está prestes a dar um passo crucial para aperfeiçoar a sua prática jurídica! Bem-vindo ao LegJur, seu recurso confiável para o universo do Direito.

Ao adquirir a assinatura do nosso site, você obtém acesso a um repositório completo de modelos de petição. Preparados por especialistas jurídicos com vasta experiência na área, nossos modelos abrangem uma ampla gama de situações legais, permitindo que você tenha uma base sólida para elaborar suas próprias petições, economizando tempo e garantindo a excelência técnica.

Mas a LegJur oferece muito mais do que isso! Com a sua assinatura, você também terá acesso a uma biblioteca abrangente de eBooks jurídicos, conteúdo atualizado de legislação, jurisprudência cuidadosamente selecionada, artigos jurídicos de alto nível e provas anteriores do Exame da Ordem. É tudo o que você precisa para se manter atualizado e preparado na sua carreira jurídica.

Na LegJur, temos o objetivo de fornecer as ferramentas essenciais para estudantes e profissionais do Direito. Quer você esteja se preparando para um processo, estudando para um concurso ou apenas buscando expandir seu conhecimento jurídico, a LegJur é a sua parceira confiável.

Investir na assinatura LegJur é investir na sua carreira, no seu futuro e no seu sucesso. Junte-se a nós e veja por que a LegJur é uma ferramenta indispensável no mundo jurídico.

Clique agora para fazer a sua assinatura e revolucione a maneira como você lida com o Direito. LegJur: seu parceiro para uma carreira jurídica brilhante.

Assine já e tenha acesso imediato a todo o conteúdo
Veja aqui o que o legjur pode lhe oferecer

Assinatura Mensal

Assine o LegJur e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos! Cancele a qualquer hora.

R$ 19,90

À vista

1 mês

Acesse o LegJur por 1 mês e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 29,90

Parcele em até 3x sem juros

3 meses

Equilave a R$ 26,63 por mês

Acesse o LegJur por 3 meses e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 79,90

Parcele em até 6x sem juros

6 meses

Equilave a R$ 21,65 por mês

Acesse o LegJur por 6 meses e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 129,90

Parcele em até 6x sem juros

12 meses + 2 meses de Brinde

Equilave a R$ 15,70 por mês

Acesse o LegJur por 1 ano e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 219,90

Parcele em até 6x sem juros

A cópia de conteúdo desta área está desabilitada, para copiar o conteúdo você deve ser assinante do site.