Modelo de Petição Inicial de Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Partilha de Bens

Publicado em: 08/08/2023 Familia
Confira nosso modelo detalhado de petição inicial voltado para a Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Partilha de Bens, adequado à legislação vigente e às melhores práticas jurídicas.

AO JUÍZO DA VARA DE FAMÍLIA DA COMARCA DE [inserir localidade]

Assunto: Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Partilha de Bens

[Nome do Requerente], [nacionalidade], [estado civil], [profissão], portador(a) do RG nº [número] e CPF nº [número], residente e domiciliado(a) à [endereço completo], por seu advogado abaixo assinado, conforme procuração anexa (doc. 01), vem, respeitosamente, à presença de Vossa Excelência, propor:

AÇÃO DE RECONHECIMENTO E DISSOLUÇÃO DE UNIÃO ESTÁVEL COM PARTILHA DE BENS

contra [Nome do Requerido], [nacionalidade], [estado civil], [profissão], portador(a) do RG nº [número] e CPF nº [número], residente e domiciliado(a) à [endereço completo], pelos fatos e fundamentos a seguir expostos:

I. DOS FATOS

  1. O Requerente e o Requerido iniciaram uma convivência pública, contínua e duradoura em [data de início da união], configurando uma união estável, conforme previsão do CCB/2002, art. 1.723.

  2. Durante o período de convivência, as partes adquiriram bens móveis e imóveis, que devem ser partilhados de forma equitativa entre as partes, conforme regime de com"'>...

    Para ter acesso a íntegra dessa peça processual Adquira um dos planos de acesso do site, ou caso você já esteja cadastrado ou já adquiriu seu plano clique em entrar no topo da pagina:


Legislação e Jurisprudência
Informações complementares

A Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Partilha de Bens é um instrumento jurídico que visa formalizar o fim de uma união estável e estabelecer a divisão de bens adquiridos durante a relação. Vamos explorar os aspectos jurídicos relevantes:

  1. Fundamento Legal: A união estável e seu regime de bens são regulados pelo Código Civil Brasileiro (Lei 10.406/2002) , especialmente no CCB/2002, art. 1.723, CCB/2002, art. 1.724, CCB/2002, art. 1.725, CCB/2002, art. 1.726 e CCB/2002, art. 1.727. A Constituição Federal de 1988 também reconhece a união estável como entidade familiar.

  2. Conceito e Definição: A união estável é configurada pela convivência pública, contínua e duradoura com o objetivo de constituição de família. A ação de reconhecimento e dissolução busca judicialmente declarar a existência e o término dessa união, além de definir a partilha dos bens.

  3. Natureza Jurídica: Trata-se de uma ação de natureza civil, de caráter declaratório (reconhecimento da união estável) e constitutivo (dissolução da união e partilha de bens).

  4. Hipóteses de Ocorrência: Pode ser proposta quando há desacordo entre as partes sobre a existência da união, seu término ou a partilha dos bens. Também é utilizada quando um dos conviventes nega a existência da união ou quando há necessidade de formalizar judicialmente a divisão de bens.

  5. Efeitos: O reconhecimento judicial da união estável e sua dissolução implicam a divisão de bens conforme o regime aplicável (comunhão parcial, universal, ou separação total). Também pode haver a necessidade de pagamento de pensão alimentícia e outros efeitos relacionados ao direito de família.

  6. Defesa das Partes: As partes podem contestar a existência da união, a data de início ou término, alegar a existência de bens particulares (não sujeitos à partilha), ou contestar o regime de bens aplicável.

  7. Legitimidade Ativa e Passiva: No polo ativo, qualquer um dos conviventes pode propor a ação. No polo passivo, estará o outro convivente. Em alguns casos, terceiros interessados (como filhos ou credores) podem intervir na ação.

  8. Prazo Prescricional e Coisa Julgada: O prazo para questionar a partilha de bens ou a validade da união estável não é consensual na doutrina e jurisprudência, podendo variar conforme o caso. Geralmente, o prazo prescricional para revisão de partilha é de até 2 anos após a homologação judicial. A coisa julgada garante a imutabilidade da decisão após esgotados os recursos, tornando definitivas as questões decididas.

  9. Revisão da Transação ou Sentença Judicial: A transação ou a sentença podem ser revistas em casos de vício de consentimento, erro, fraude ou simulação. A ação rescisória é o instrumento processual para desconstituir uma sentença transitada em julgado, sujeita a prazos específicos.

É crucial que as partes envolvidas busquem orientação jurídica especializada, pois cada caso possui peculiaridades que podem influenciar a aplicação da lei e os prazos processuais.

Solicite Seu Modelo de Peça Processual Personalizado!

Sabemos que cada processo é único e merece um modelo de peça processual que reflita suas especificidades. Por isso, oferecemos a criação de modelos de peças processuais personalizados, partindo de um modelo básico adaptável às suas exigências. Com nosso serviço, você tem a segurança de que sua documentação jurídica será profissional e ajustada ao seu caso concreto. Para solicitar seu modelo personalizado, basta clicar no link abaixo e nos contar sobre as particularidades do seu caso. Estamos comprometidos em fornecer a você uma peça processual que seja a base sólida para o seu sucesso jurídico. Solicite aqui

Outras peças semelhantes

Modelo de Apelação em Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Contestação da Partilha de Bens e Sucumbência

Modelo de Apelação em Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Contestação da Partilha de Bens e Sucumbência

Publicado em: 14/02/2024 Familia

Este modelo de Apelação é dirigido ao Tribunal de Justiça e objetiva contestar uma sentença proferida em ação de reconhecimento e dissolução de união estável, que envolve questões de partilha de bens e solicitação de gratuidade da justiça. O recurso desafia a aplicação do regime de separação obrigatória de bens determinada pelo juiz, argumentando que houve esforço comum na aquisição dos bens durante a união estável, o que justificaria uma partilha equitativa. Além disso, contesta a decisão sobre a distribuição da sucumbência e reivindica o direito à gratuidade da justiça para o apelante, com base na insuficiência de recursos. Este modelo é embasado no Código de Processo Civil, na Constituição Federal, e em jurisprudências pertinentes, visando assegurar a correta aplicação da lei e a justiça no caso concreto.

Acessar

Ação de Dissolução de Sociedade Ltda. com Partilha de Bens após Dissolução de União Estável

Ação de Dissolução de Sociedade Ltda. com Partilha de Bens após Dissolução de União Estável

Publicado em: 01/08/2023 Familia

Modelo de petição inicial destinado a sócios que, após o reconhecimento e dissolução de uma união estável, buscam dissolver uma sociedade limitada e realizar a partilha de bens e direitos da empresa.

Acessar

Modelo de Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Partilha de Bens e Questões Relativas a Filhos

Modelo de Ação de Reconhecimento e Dissolução de União Estável com Partilha de Bens e Questões Relativas a Filhos

Publicado em: 30/01/2024 Familia

Modelo de petição para ação de reconhecimento e dissolução de união estável, abrangendo partilha de bens, guarda dos filhos, regime de visitas, pensão alimentícia e pedido de tutela de urgência antecipada.

Acessar

Você está prestes a dar um passo crucial para aperfeiçoar a sua prática jurídica! Bem-vindo ao LegJur, seu recurso confiável para o universo do Direito.

Ao adquirir a assinatura do nosso site, você obtém acesso a um repositório completo de modelos de petição. Preparados por especialistas jurídicos com vasta experiência na área, nossos modelos abrangem uma ampla gama de situações legais, permitindo que você tenha uma base sólida para elaborar suas próprias petições, economizando tempo e garantindo a excelência técnica.

Mas a LegJur oferece muito mais do que isso! Com a sua assinatura, você também terá acesso a uma biblioteca abrangente de eBooks jurídicos, conteúdo atualizado de legislação, jurisprudência cuidadosamente selecionada, artigos jurídicos de alto nível e provas anteriores do Exame da Ordem. É tudo o que você precisa para se manter atualizado e preparado na sua carreira jurídica.

Na LegJur, temos o objetivo de fornecer as ferramentas essenciais para estudantes e profissionais do Direito. Quer você esteja se preparando para um processo, estudando para um concurso ou apenas buscando expandir seu conhecimento jurídico, a LegJur é a sua parceira confiável.

Investir na assinatura LegJur é investir na sua carreira, no seu futuro e no seu sucesso. Junte-se a nós e veja por que a LegJur é uma ferramenta indispensável no mundo jurídico.

Clique agora para fazer a sua assinatura e revolucione a maneira como você lida com o Direito. LegJur: seu parceiro para uma carreira jurídica brilhante.

Assine já e tenha acesso imediato a todo o conteúdo
Veja aqui o que o legjur pode lhe oferecer

Assinatura Mensal

Assine o LegJur e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos! Cancele a qualquer hora.

R$ 19,90

À vista

1 mês

Acesse o LegJur por 1 mês e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 29,90

Parcele em até 3x sem juros

3 meses

Equilave a R$ 26,63 por mês

Acesse o LegJur por 3 meses e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 79,90

Parcele em até 6x sem juros

6 meses

Equilave a R$ 21,65 por mês

Acesse o LegJur por 6 meses e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 129,90

Parcele em até 6x sem juros

12 meses + 2 meses de Brinde

Equilave a R$ 15,70 por mês

Acesse o LegJur por 1 ano e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 219,90

Parcele em até 6x sem juros

A cópia de conteúdo desta área está desabilitada, para copiar o conteúdo você deve ser assinante do site.