Modelo de Petição Inicial com Pedido de Liminar para Baixa de Inscrição Indevida no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) - Empresa

Publicado em: 04/06/2024 Civel
Modelo de petição inicial com pedido de liminar para exclusão de inscrição indevida no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) de empresa que teve cheque devolvido duas vezes e, mesmo após pagamento, não obteve a baixa pela instituição financeira.

EXCELENTÍSSIMO SENHOR DOUTOR JUIZ DE DIREITO DA ___ VARA CÍVEL DA COMARCA DE [CIDADE]

[EMPRESA REQUERENTE], pessoa jurídica de direito privado, inscrita no CNPJ sob o nº [número do CNPJ], com sede na [endereço completo], vem, por seu advogado infra-assinado, com escritório profissional na [endereço do advogado], onde recebe intimações e notificações, conforme instrumento de mandato anexo (doc. 1), propor a presente

AÇÃO DE OBRIGAÇÃO DE FAZER COM PEDIDO LIMINAR

em face de [BANCO REQUERIDO], instituição financeira inscrita no CNPJ sob o nº [número do CNPJ], com sede na [endereço completo], pelos motivos de fato e de direito a seguir expostos.

I. DOS FATOS

  1. No dia 10/04/2024, a Requerente emitiu um cheque no valor de R$ [valor] para pagamento a [beneficiário]. O referido cheque foi devolvido duas vezes por insuficiência de fundos.

  2. Posteriormente, em 10/05/2024, a Requerente regularizou o valor do cheque junto à instituição financeira, efetuando o pagamento correspondente e apresentando o cheque pago ao banco para que fosse efetuada a baixa no Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF).

  3. Todavia, transcorridos mais de vinte dias desde a apresentação do cheque pago, o Banco Requerido não procedeu à baixa da inscrição da Requerente no CCF, o que vem acarretando sérios prejuízos à sua imagem e operações comerciais.

II. DO DIREITO

  1. A inscrição e permanência do nome da Requerente no CCF caracteriza ato abusivo, conforme estabelece o CDC, art. 42 ( Lei 8.078/90), uma vez que a dívida foi quitada e o banco não atualizou o cadastro em tempo hábil.

  2. A demora na atualização do CCF pelo Banco Requerido configura desídia e má-fé, violando o princípio da boa-fé objetiva (CCB/2002, art. 422).

  3. Além disso, a perman"'>...

    Para ter acesso a íntegra dessa peça processual Adquira um dos planos de acesso do site, ou caso você já esteja cadastrado ou já adquiriu seu plano clique em entrar no topo da pagina:


Legislação e Jurisprudência sobre o tema
Informações complementares

NARRATIVA DE FATO E DIREITO

A narrativa de fato trata-se de um episódio em que uma empresa teve um cheque devolvido duas vezes por insuficiência de fundos. Após regularizar a situação com a instituição financeira e apresentar o cheque pago, o banco falhou em atualizar o Cadastro de Emitentes de Cheques sem Fundos (CCF) em tempo hábil, causando prejuízos à empresa.

Fato e Direito:

  1. Fato: A empresa teve um cheque devolvido duas vezes por falta de fundos. Após o pagamento do cheque, a instituição financeira não realizou a baixa no CCF.

  2. Direito: A não atualização do cadastro pela instituição financeira configura ato abusivo, conforme o art. 42 do Código de Defesa do Consumidor (CDC). A demora viola o princípio da boa-fé objetiva (art. 422 do Código Civil) e o direito à honra e à imagem da empresa (art. 5º, X, da Constituição Federal).

Considerações Finais:

A responsabilidade das instituições financeiras em manter atualizados os cadastros de emitentes de cheques é crucial para evitar danos irreparáveis aos clientes. O princípio da boa-fé objetiva impõe um dever de cooperação e lealdade entre as partes. O Código de Defesa do Consumidor, em seu art. 42, protege o consumidor contra práticas abusivas, garantindo que, uma vez quitada a dívida, o nome deve ser retirado dos cadastros restritivos.

Doutrinadores como Nelson Nery Junior e Rosa Maria de Andrade Nery reforçam a importância da atualização imediata dos cadastros para evitar prejuízos aos consumidores. A jurisprudência também tem consolidado o entendimento de que a manutenção indevida do nome do consumidor em cadastros restritivos gera direito à indenização por danos morais.

A presente ação visa garantir a imediata baixa da inscrição indevida no CCF, restaurando a imagem da empresa e prevenindo maiores danos financeiros e reputacionais.


solicite seu modelo personalizado

Solicite Seu Modelo de Peça Processual Personalizado!

Sabemos que cada processo é único e merece um modelo de peça processual que reflita suas especificidades. Por isso, oferecemos a criação de modelos de peças processuais personalizados, partindo de um modelo básico adaptável às suas exigências. Com nosso serviço, você tem a segurança de que sua documentação jurídica será profissional e ajustada ao seu caso concreto. Para solicitar seu modelo personalizado, basta clicar no link abaixo e nos contar sobre as particularidades do seu caso. Estamos comprometidos em fornecer a você uma peça processual que seja a base sólida para o seu sucesso jurídico. Solicite aqui

Outras peças semelhantes

Modelo de Petição Inicial para Ação de Cobrança de Cheque Sem Fundos

Modelo de Petição Inicial para Ação de Cobrança de Cheque Sem Fundos

Publicado em: 18/07/2023 Civel

Acesse nosso modelo completo de petição inicial para Ação de Cobrança de Cheque Sem Fundos, elaborado com base no Código de Processo Civil e na Lei do Cheque. Esta é uma ferramenta essencial para advogados, estudantes de direito e partes interessadas que necessitam de um guia detalhado e compreensível.

Acessar

Modelo de Petição de Indenização por Danos Morais por Inscrição Indevida e Cobrança de Energia

Modelo de Petição de Indenização por Danos Morais por Inscrição Indevida e Cobrança de Energia

Publicado em: 27/04/2024 Civel

Modelo de ação judicial para contestar a inscrição indevida em cadastro de inadimplentes e cobranças indevidas de consumo de energia, com pedido de indenização por danos morais.

Acessar

Modelo de Ação de Indenização por Danos Morais por Inclusão Indevida em Cadastro de Inadimplentes

Modelo de Ação de Indenização por Danos Morais por Inclusão Indevida em Cadastro de Inadimplentes

Publicado em: 05/05/2024 Civel

Acesse um modelo de ação judicial para contestar uma inclusão indevida em cadastros de inadimplentes, incluindo pedido de danos morais e a declaração de inexistência de débito.

Acessar

Você está prestes a dar um passo crucial para aperfeiçoar a sua prática jurídica! Bem-vindo ao LegJur, seu recurso confiável para o universo do Direito.

Ao adquirir a assinatura do nosso site, você obtém acesso a um repositório completo de modelos de petição. Preparados por especialistas jurídicos com vasta experiência na área, nossos modelos abrangem uma ampla gama de situações legais, permitindo que você tenha uma base sólida para elaborar suas próprias petições, economizando tempo e garantindo a excelência técnica.

Mas a LegJur oferece muito mais do que isso! Com a sua assinatura, você também terá acesso a uma biblioteca abrangente de eBooks jurídicos, conteúdo atualizado de legislação, jurisprudência cuidadosamente selecionada, artigos jurídicos de alto nível e provas anteriores do Exame da Ordem. É tudo o que você precisa para se manter atualizado e preparado na sua carreira jurídica.

Na LegJur, temos o objetivo de fornecer as ferramentas essenciais para estudantes e profissionais do Direito. Quer você esteja se preparando para um processo, estudando para um concurso ou apenas buscando expandir seu conhecimento jurídico, a LegJur é a sua parceira confiável.

Investir na assinatura LegJur é investir na sua carreira, no seu futuro e no seu sucesso. Junte-se a nós e veja por que a LegJur é uma ferramenta indispensável no mundo jurídico.

Clique agora para fazer a sua assinatura e revolucione a maneira como você lida com o Direito. LegJur: seu parceiro para uma carreira jurídica brilhante.

Assine já e tenha acesso imediato a todo o conteúdo
Veja aqui o que o legjur pode lhe oferecer

Assinatura Mensal

Assine o LegJur e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos! Cancele a qualquer hora.

R$ 19,90

À vista

1 mês

Acesse o LegJur por 1 mês e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 29,90

Parcele em até 3x sem juros

3 meses

Equilave a R$ 26,63 por mês

Acesse o LegJur por 3 meses e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 79,90

Parcele em até 6x sem juros

6 meses

Equilave a R$ 21,65 por mês

Acesse o LegJur por 6 meses e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 129,90

Parcele em até 6x sem juros

12 meses + 2 meses de Brinde

Equilave a R$ 15,70 por mês

Acesse o LegJur por 1 ano e desfrute de acesso ilimitado a um vasto acervo de informações e recursos jurídicos!

R$ 219,90

Parcele em até 6x sem juros

A cópia de conteúdo desta área está desabilitada, para copiar o conteúdo você deve ser assinante do site.