(DOC. LEGJUR 154.0193.0000.0000)

STJ. Administrativo e processo civil. Mandado de segurança. Anistia política. Militar. Cabo da aeronáutica. Indenização. Pagamento. Retroativo. Acolhimento dos embargos de declaração. Erro de julgamento. Portaria de anistia não anulada. Preliminares de inadequação da via eleita e decadência. Rejeitadas. Existência de previsão orçamentária. Matéria pacificada na Primeira Seção do STJ.

«1. Devem ser acolhidos os embargos de declaração em razão de erro de julgamento, uma vez que informado pela própria autoridade coatora (fls. 226-228) que a portaria de anistia política do impetrante continua em vigor, em razão do Despacho 30, do Ministro de Estado da Justiça, que reconhece a vigência do título administrativo em questão (Portaria 1.378, de 22/10/2002, publicada no Diário Oficial da União de 24/10/2002, Seção 1, p. 86).

(Origem do acórdão e Ementa p/citação - Somente para assinantes LEGJUR)
Não perca tempo. Cadastre-se e faça agora sua assinatura LEGJUR

Não há comentários nesta Jurisprudência.
Seja o Primeiro a fazer um comentário

Deixe seu comentário

Seu comentário é muito importante para o LEGJUR


Aguarde Carregando