Voltar ao Topo

CDC - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDORAcesse o Código de Defesa do Consumidor e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
CCB/2002 - CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO/2002Acesse o Código Civil Brasileiro de 2002 e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
CLT - CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHOAcesse a CLT - Consolidação das Leis do Trabalho e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela rara manifestação judicial que vale a pena consultar, é aquela que tem aval da Constituição e tem compromisso com o cidadão e com as pessoas.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que é fundamental na construção de uma ponte segura em direção a uma jurisdição e a uma advocacia de qualidade.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que simplifica e dá vida a temas complexos e a jurisdição.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que ajuda a qualificar o profissional e o futuro profissional do direito.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela capaz de receber o respeito das pessoas, do cidadão e das partes.
Aval da ConstituiçãoSem aval constitucional, não há tese jurídica, não há lei, não há normativo, não há obrigação de qualquer natureza que vincule legitimamente um cidadão.
Tutelagem estatalO cidadão e as pessoas são livres. «Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão/1789. Art. 1º - Os homens nascem e são livres e iguais em direitos. [...].»
Tutelagem estatalA tutelagem sobre as pessoas e sobre o cidadão não tem aval constitucional nem filosófico. Estados, governos, e principalmente a jurisdição prestam serviços, servem a sociedade, as pessoas e o cidadão.
O Estado e a prestação de serviço públicoA função primordial do estado, dos governos e da jurisdição é prestar serviços ao cidadão e as pessoas e não servir-se deles.
O Estado e a prestação de serviço públicoO conceito do Estado prestador de serviços nasceu com a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789/França este compromisso com o cidadão não está na esfera de disposição de nenhum parlamento, governo ou jurisdição.
Princípio da legalidadeNinguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (CF/88, art. 5º, II).
Princípio da legalidadeEntenda-se aqui, o sentido de «lei» como «lei material» e aval da Constituição e principalmente da cláusula mandato de que trata art. 1º, parágrafo único, da CF/88.
Princípio da legalidadePortanto, nenhum cidadão ou pessoa tem a obrigação de cumprir qualquer normativo, ou decisão judicial, sem o aval constitucional.
Constitucionalidade casuística.A constitucionalidade é fundamentalmente casuística, não milita qualquer presunção em favor de qualquer pronunciamento, seja, ele judicial, governamental, ou mesmo do Congresso.
Compromisso com a ConstituiçãoQuem demite-se do compromisso com a Constituição, não é Magistrado, não é Advogado, não é Promotor de Justiça, não é Delegado de Polícia, não é Servidor Público, não é Parlamentar, não é sequer cidadão.
PROMOÇÃOAdquira o Pacote LEGJUR de 1 ANO e GANHE:
2 meses adicionais se você já é cliente (14 meses)
1 mês adicional para novos clientes (13 meses)

LEGJUR.COM - Vade Mécum Digital
O seu Portal de Legislação, Jurisprudencia, Súmulas, Exame da Ordem, Livros Digitais e Notícias
www.legjur.com

Filtros ativos
  • Verbas Rescisorias P...X

Leading Case Leading Case (72) Operadores de Busca Palavras Combinadas (0)Palavras Alternadas (5.949)
Expressão Exata (0) Relator Abdalla Jallad (1)
Adroaldo Furtado Fabrício (33)
Aldon do Vale Alves Taglialegna (3)
Alfredo Peres (2)
Aloísio de Toledo Cesar (18)
Aloysio Nogueira (67)
Ana Maria Schuler Gomes (2)
Athos Carneiro (2.877)
Buarque de Amorim (2)
Deoclécia Amorelli Dias (133)
Matéria Civel (1.664)
Criminal (1.066)
Trabalhista (1.165)
Previdenciário (325)
Tributário (552)
Tribunal 1 TACSP (18)
1 TARJ (2)
1 TASP (7)
2 TACSP (73)
2 TASP (2)
STF (127)
STJ (2.877)
TACRIMSP (6)
TAMG (67)
TAPR (26)
TARJ (5)
TARS (4)
TJMG (165)
TJMS (5)
TJMT (1)
TJPR (20)
TJRJ (335)
TJRS (33)
TJSC (46)
TJSP (486)
TRF 1 Região (24)
TRF 2 Região (3)
TRF 3 Região (2)
TRF 4 Região (15)
TRF 5 Região (5)
TRT 10 Região (2)
TRT 11 Região (2)
TRT 12 Região (16)
TRT 13 Região (6)
TRT 14 Região (1)
TRT 15 Região (18)
TRT 17 Região (3)
TRT 18 Região (3)
TRT 2 Região (305)
TRT 23 Região (1)
TRT 24 Região (1)
TRT 3 Região (133)
TRT 4 Região (9)
TRT 6 Região (2)
TRT 7 Região (1)
TRT 9 Região (19)
TST (1.073)

Carregando...


Download Gratuito
Busca por Palavra Chave


PESQUISA AVANÇADA DE JURISPRUDÊNCIA
Busca por Palavra Chave

Pesquisa por palavra chave



Busca por campos específicos

Pesquise número da jurisprudência

Pesquise Nome do Relator

Pesquise Número Doc. LEGJUR

Busca por artigo da Legislação
-


verbas rescisorias para menor aprendiz

5.949 Documentos Encontrados

Operador de busca: Palavras alternadas

Ordenar por:

Lei nº 10272/2001 <- Veja Legislação relacionada a pesquisa.

Imprimir pagina Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Adicione o LEGJUR nos Favoritos Compartilhe no Google+

(DOC. LEGJUR 103.1674.7272.6100)

1 - TST. Multa prevista no art. 477/CLT. Verbas rescisórias pagas a menor.

«A multa prevista no art. 477, § 8º da CLT, é relativa ao atraso no pagamento de verbas rescisórias incontroversas. Não existe previsão legal de multa por pagamento insuficiente das verbas rescisórias. Portanto, indevida a multa.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5854.9023.1000)

2 - TST. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento das verbas rescisórias no prazo legal. Impossibilidade da aplicação da multa fundamentada na existência de diferenças de verbas rescisórias decorrentes de reflexos de verbas deferidas em juízo (horas extras).

«A reclamada efetuou o pagamento das verbas rescisórias dentro do prazo estabelecido no § 6º do artigo 477 da CLT, não podendo ser condenada ao pagamento da multa prevista no § 8º do citado preceito legal apenas porque foram deferidas na mesma reclamação outras parcelas ao obreiro, que repercutiram no valor das verbas rescisórias. Recurso de revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8014.8200)

3 - TST. Verbas rescisórias. Pagamento a menor. Homologação do trct fora do prazo. Multa do art. 477 da CLT.

«A multa prevista no artigo 477, § 8º da CLT somente tem cabimento na hipótese de atraso do pagamento das verbas rescisórias, não incidindo em caso de pagamento parcial ou de homologação do TRCT fora do prazo. Precedentes. Conhecido e provido, no particular.»

Opções

(DOC. LEGJUR 12.2594.9000.5000)

4 - TST. Verbas rescisórias. Multa do art. 477 da CLT. Pagamento de tempestivo de verbas rescisórias. Reconhecimento de diferenças. Revista não conhecida. CLT, art. 896.

«O egrégio Tribunal Regional indeferiu o pagamento da multa do art. 477 da CLT. Fundamentou sua decisão no fato das verbas rescisórias terem sido pagas pela reclamada tempestivamente, reconhecendo-se ao reclamante, posteriormente, apenas o direito ao pagamento de diferenças de verbas trabalhistas, em decorrência de parcelas reconhecidas judicialmente. O entendimento desta Corte Superior é no sentido de que o pagamento a menor não é hipótese de aplicação da multa do art. 477 da CLT... (Continua)

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (v. Verbas rescisorias) (Jurisprudência)
CLT, art. 477
CLT, art. 896
Opções

(DOC. LEGJUR 108.1511.1000.1300)

5 - TST. Contrato de trabalho. Rescisão. Verbas rescisórias. Multa prevista no artigo 477, § 8º, da CLT. Pagamento das verbas rescisórias no prazo. Homologação efetuada posteriormente. Multa indevida.

«Incide a multa prevista no art. 477, § 8º, da CLT se a homologação da rescisão contratual pelo sindicato e a entrega das guias CD/SD, necessárias à liberação do saldo do FGTS e ao requerimento do seguro-desemprego, foram efetuadas tardiamente. As disposições constantes dos parágrafos do art. 477 da CLT devem ser interpretadas conjuntamente. O parágrafo quarto do referido dispositivo de lei preceitua que o pagamento será efetuado no ato da homologação da rescisão do contrato... (Continua)

Referência(s):
Contrato de trabalho (Jurisprudência)
Rescisão (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
Homologação (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 136.7681.6003.0400)

6 - TRT 3 Região. Multa. Clt, art. 477. Multa artigo 477 da CLT. Pagamento das verbas rescisórias a menor.

«O Juízo a quo entendeu ser devida a multa do artigo 477, § 8º, da CLT, uma vez que a reclamada não pagou na época própria as verbas salariais reconhecidas em sentença, ou seja, incidiu em mora por não efetuar o pagamento de todas as parcelas nos valores devidos. Em outras palavras, o pagamento, em si, das verbas rescisórias não está sendo questionado; a discussão se restringe à remuneração utilizada com base de cálculo de tais parcelas. Com a devida vênia ao Juízo de orige... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7005.5700)

7 - TST. Recurso de revista. Pagamento a menor de verbas rescisórias. Horas extras reconhecidas em juízo. Multa do art. 477, § 8º, da CLT indevida.

«O entendimento desta Corte Superior é de que o reconhecimento do direito a diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo não enseja aplicação da multa do art. 477 da CLT, que somente deve incidir quando ultrapassado o prazo para pagamento previsto no § 6º do dispositivo legal em análise. Recurso de revista a que se dá provimento.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7463.3700)

8 - TRT 2 Região. Verbas rescisórias. Multa do art. 477, da CLT. Verbas controversas. Inaplicabilidade. Considerações do Juiz Ricardo Artur Costa e Trigueiros sobre o tema.

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
CLT, art. 477
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7387.3000)

9 - TRT 2 Região. Verbas rescisórias. Multa por atraso no pagamento das verbas. Verba indevida na hipótese. Responsabilidade pelo atraso do pagamento imputada à reclamante. CLT, art. 477, § 8º.

«A forma de rescisão do contrato de trabalho somente foi reconhecida em juízo. Antes disso a empresa não reconhecia dever verbas rescisórias, nem havia prazo para pagamento delas. Logo, não houve atraso no pagamento das verbas rescisórias. Só haverá atraso, após o trânsito em julgado da decisão, contudo isso não é fato gerador da previsão do § 8º do art. 477 da CLT. A empresa provou por meio da testemunha Wanda que a reclamante pedir um vale. O patrão se recusou e a reclaman... (Continua)

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7182.4000)

10 - TST. Menor aprendiz. Relação de emprego. CLT, art. 3º.

«O reclamado foi admitido aos serviços da reclamada em 28/03/88, por força do convênio firmado com a Associação de Educação Familiar e Social do Paraná e a Fundação de Assistência ao Menor-aprendiz, com observância dos requisitos legais pertinentes, inclusive quanto à remuneração. Uma vez que o Egrégio Regional não reconheceu existência do vínculo empregatício seria incongruente deferir as diferenças salariais, por equiparação do reclamante com o funcionário da CEF em... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7448.1800)

11 - TRT 2 Região. Arbitragem. Verbas rescisórias. Direito indisponível. Lei 9.307/96, art. 1º.

«O TAESP não pode ser órgão homologador de rescisões de contrato de trabalho. As verbas rescisórias do autor eram líquidas e certas em razão da dispensa sem justa causa. Não havia o que arbitrar. O art. 1º da Lei 9.307/96 dispõe que a arbitragem diz respeito a direitos patrimoniais disponíveis. Logo, não pode ser feita quanto a direitos patrimoniais indisponíveis, como ocorre com as verbas rescisórias

Referência(s):
Arbitragem (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (v. Arbitragem) (Jurisprudência)
Direito indisponível (v. Arbitragem) (Jurisprudência)
Lei 9.307/96, art. 1º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7022.3000)

12 - TST. Recursos de revista da cvrd e da aratec manutenção e instalações ltda. Matéria comum. Análise conjunta. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Verbas rescisórias. Pagamento a menor. Diferenças reconhecidas em juízo. Inaplicabilidade da sanção.

«A previsão da multa do § 8º do artigo 477 da CLT destina-se às hipóteses nas quais o empregador, injustificadamente, não paga, nos prazos estipulados no § 6º do dispositivo, as parcelas constantes do instrumento de rescisão contratual. A natureza penal da sanção imposta no § 8º impede a interpretação extensiva de seu preceito para os casos de diferenças rescisórias deferidas judicialmente, pela desconstituição da modalidade de contrato a termo. Incontroverso nos autos o p... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8022.2100)

13 - TST. Danos morais. Atraso no pagamento das verbas rescisórias.

«Esta Corte tem entendido que o atraso no pagamento de verbas rescisórias, por si só, não caracteriza o resultado lesivo, capaz de configurar o dano moral. Recurso de Revista de que não se conhece.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8007.0400)

14 - TST. Maior remuneração. Base de cálculo da verbas rescisórias.

«Esta Corte consolidou o entendimento de que a regra insculpida no art. 477 da CLT é impertinente ao debate relativo à base de cálculo das verbas rescisórias. Recurso de Revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8014.8000)

15 - TST. Agravo de instrumento. Admissibilidade. Recurso de revista. Verbas rescisórias. Pagamento a menor. Multa do art. 477 da CLT.

«Mostra-se prudente o provimento do agravo de instrumento para determinar o processamento do recurso de revista, ante a provável violação do artigo 477, § 8º, da CLT. Agravo de instrumento provido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8018.6900)

16 - TST. Verbas rescisórias. Art. 477 da CLT. Falta de prequestionamento.

«O Regional não deliberou acerca do pagamento das verbas rescisórias com base na maior remuneração recebida pelo reclamante na empresa, pelo que, à falta do devido prequestionamento, a questão não se habilita ao conhecimento desta Corte, nos termos da Súmula nº 297 do TST, descartando-se, assim, a assinalada afronta aos artigos 7º, inciso VI, da Constituição Federal e o artigo 477 da CLT e a contrariedade às Súmulas nºs 45, 63 e 172 e à Orientação Jurisprudencial nº 47 da ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.2600.1000.9300)

17 - TRT 3 Região. Dano moral. Indenização por danos morais. Agressões físicas e psicológicas graves praticadas pelo sócio da ex- empregadora. Menor aprendiz. Quantum indenizatório.

«Os valores arbitrados a título de dano moral, na processualística do trabalho, devem atender ao duplo caráter da reparação: compensação da vítima e punição do agente, estabelecendo o art. 944 do Código Civil critério para fixação da indenização por arbitramento, com equidade e razoabilidade, levando-se em conta as circunstâncias do caso, sua gravidade, a extensão do dano, a culpa, a condição da vítima e a situação econômica do lesando. In casu, tendo em vista a compr... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8007.7500)

18 - TST. Diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo.

«O reconhecimento judicial do direito a verbas rescisórias não autoriza o deferimento da multa do art. 477, § 8.º, da CLT, visto não se tratar de descumprimento do prazo fixado no § 6.º do mesmo dispositivo legal. Precedentes da Corte. Recurso de Revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7067.8900)

19 - TRT 4 Região. Multa. Verbas rescisórias. Força maior. CLT, art. 477, § 8º.

«O § 8º do art. 477 da CLT não excepciona do pagamento da multa pelo atraso na satisfação das verbas rescisórias o motivo de força maior do empregador, ônus do negócio que somente ele deve suportar. Apelo a que se nega provimento.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5855.7017.9900)

20 - TST. Danos morais. Atraso no pagamento de verbas rescisórias. Desconto ilegal.

«Esta Corte tem entendido que o atraso no pagamento dos das verbas rescisórias, por si só, não caracteriza o resultado lesivo, capaz de configurar o dano moral. Recurso de Revista de que não se conhece.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8006.3800)

21 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento incorreto das verbas rescisórias. Reconhecimento judicial de parcelas trabalhistas.

«O art. 477, § 6º, da CLT estabelece prazos para pagamento das parcelas constantes do instrumento de rescisão. O fato de as verbas rescisórias terem sido quitadas apenas parcialmente ou a menor, em face dos pedidos autorais deferidos em juízo, não enseja o pagamento da cominação estabelecida no art. 477, § 8º, da CLT. Em regra, a referida penalidade apenas tem cabimento quando as verbas rescisórias não satisfeitas pelo empregador no prazo legal forem incontroversas.... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7193.0200)

22 - TRT 2 Região. Aviso prévio «domiciliar» e pagamento das verbas rescisórias.

«Inexiste a figura do aviso prévio cumprido em casa. A lei contempla, apenas, o aviso prévio trabalhado ou indenizado. O chamado aviso prévio «domiciliar» corresponde à verdadeira dispensa de seu cumprimento, hipótese em que o pagamento das verbas rescisórias, efetuado após o prazo previsto na alínea «b», do § 6º do art. 477/CLT, rende ensejo à aplicação da respectiva multa.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7106.0700)

23 - TST. Prescrição. Início do prazo. Verbas rescisórias. Aviso prévio indenizado.

«O prazo prescricional para a postulação de verbas rescisórias, no caso de aviso prévio indenizado, tem início com o decurso do tempo de pré-aviso, porque com a integração deste ao tempo de serviço, a exigibilidade das parcelas devidas só surge no momento da efetiva extinção do contrato de trabalho.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5853.8011.6100)

24 - TST. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação extemporânea.

«2.1 - Entendimento pessoal da relatora no sentido de que o simples depósito dos valores pecuniários na conta-corrente do empregado ou em conta judicial no prazo estipulado não dispensa o empregador das demais obrigações de fazer que integrem o ato rescisório. O pagamento das verbas rescisórias, previsto no art. 477, § 8.º, da CLT é um ato jurídico complexo, que inclui a baixa na CTPS do trabalhador e a liberação de documentos para saque do FGTS e seguro-desemprego, sob pena de ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9009.5000)

25 - TST. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Diferenças de verbas rescisórias

«O entendimento do Eg. TST é no sentido de que a multa do artigo 477, § 8º, da CLT não incide quanto ao pagamento de diferenças de verbas rescisórias, por ausência de previsão legal. Precedentes. Recurso de Revista parcialmente conhecido e provido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9007.2500)

26 - TST. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação extemporânea.

«Entendimento pessoal da relatora no sentido de que o simples depósito dos valores pecuniários na conta-corrente do empregado ou em conta judicial no prazo estipulado não dispensa o empregador das demais obrigações de fazer que integrem o ato rescisório. O pagamento das verbas rescisórias, previsto no art. 477, § 8.º, da CLT é um ato jurídico complexo, que inclui a baixa na CTPS do trabalhador e a liberação de documentos para saque do FGTS e seguro-desemprego, sob pena de impedi... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8004.9000)

27 - TST. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Diferenças de verbas rescisórias

«A jurisprudência desta Corte é no sentido de que a existência de diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo não configura hipótese de incidência da multa prevista no artigo 477, § 8º, da CLT. Precedentes. Recurso de Revista parcialmente conhecido e provido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7241.5700)

28 - TST. Falência. Multa pelo atraso na quitação das verbas rescisórias. Massa falida.

«A indisponibilidade de que se revestem os bens levados à massa falida impedem o Síndico de quitar as verbas rescisórias no prazo legal, importando em afastá-las das penas cominadas no art. 477, § 8º e no art. 467/CLT.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7128.8200)

29 - TST. Pagamento das verbas rescisórias. Prazo que se esgota em dia não útil.

«Prorroga-se para o primeiro dia útil subseqüente o prazo para pagamento das verbas rescisórias quando esse se esgota em dia não útil.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 136.2784.0001.6100)

30 - TRT 3 Região. Multa do artigo 477 da CLT. Depósito das verbas rescisórias em conta corrente.

«A realização do depósito das verbas rescisórias não afasta, per si, o atraso na rescisão contratual, já que o acerto rescisório é um ato complexo, que envolve não apenas o pagamento das verbas rescisórias, mas, também, a formalização da rescisão contratual perante o sindicato profissional ou autoridade do Ministério do Trabalho [em se tratando de empregado com tempo de serviço igual ou superior a 01 (um) ano], com a liberação do TRCT no código 01, a chave de conectividad... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8013.2100)

31 - TST. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação extemporânea.

«1. Entendimento pessoal da relatora no sentido de que o simples depósito dos valores pecuniários na conta corrente do empregado ou em conta judicial no prazo estipulado não dispensa o empregador das demais obrigações de fazer que integrem o ato rescisório. O pagamento das verbas rescisórias, previsto no art. 477, § 8.º, da CLT, é um ato jurídico complexo, que inclui a baixa na CTPS do trabalhador e a liberação de documentos para saque do FGTS e seguro-desemprego, sob pena de im... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8013.2300)

32 - TST. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação extemporânea.

«1. Entendimento pessoal da relatora no sentido de que o simples depósito dos valores pecuniários na conta-corrente do empregado ou em conta judicial no prazo estipulado não dispensa o empregador das demais obrigações de fazer que integrem o ato rescisório. O pagamento das verbas rescisórias, previsto no art. 477, § 8.º, da CLT, é um ato jurídico complexo, que inclui a baixa na CTPS do trabalhador e a liberação de documentos para saque do FGTS e seguro-desemprego, sob pena de im... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 121.8341.1000.1800)

33 - TST. Verba rescisória. Multa prevista no art. 477 da CLT. Verbas rescisórias quitadas no prazo legal. Entrega posterior das guias do FGTS e do seguro-desemprego.

«Registrado expressamente pelo Colegiado Regional que a quitação das verbas rescisórias ocorreu no prazo estipulado no § 6º do artigo 477 da CLT, indevida a multa prevista no § 8º do citado dispositivo, ainda que, na entrega das guias do FGTS e do seguro-desemprego, não tenha sido observado referido prazo. Isso porque o fato gerador de referida multa é o retardamento na quitação das verbas rescisórias. Recurso de revista conhecido e provido.»

Referência(s):
Verba rescisória (Jurisprudência)
Multa (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
FGTS (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
Seguro-desemprego. (Jurisprudência)
CLT, art. 477
Opções

(DOC. LEGJUR 12.2594.9000.0000)

34 - TST. Recurso de revista. Administrativo. Auto de infração. Nulidade. Contratação de menor aprendiz. Empresa de vigilância. Atividade de risco. Precedentes do TST. CLT, arts. 403, 405, I e 429. Dec. 5.598/2005, art. 11.

«Não obstante o art. 429 da CLT disponha que os estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a contratar menores aprendizes no percentual de cinco a quinze por cento, os demais dispositivos que também tratam da matéria demonstram a preocupação do legislador em compatibilizar a exigência prevista no mencionado artigo da CLT com o local e as atividades que serão desenvolvidas pelo menor aprendiz. É inconteste a importância que foi relegada ao adequado desenvolvimento físico, ... (Continua)

Referência(s):
Recurso de revista (Jurisprudência)
Administrativo (Jurisprudência)
Auto de infração (Jurisprudência)
Nulidade (v. Auto de infração) (Jurisprudência)
Aprendiz (Jurisprudência)
Menor aprendiz (Jurisprudência)
Contratação (v. Menor aprendiz) (Jurisprudência)
Empresa de vigilância (Jurisprudência)
Empresa de vigilância (v. Menor aprendiz) (Jurisprudência)
Vigilância (v. Menor aprendiz) (Jurisprudência)
Atividade de risco (v. Vigilância) (Jurisprudência)
CLT, art. 403
CLT, art. 405, I
CLT, art. 429
Dec. 5.598/2005, art. 11 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 136.7681.6001.7000)

35 - TRT 3 Região. Dano moral. Atraso no pagamento das verbas rescisórias.

«O fato de a empregadora não ter cumprido preceitos da legislação trabalhista, atrasando o pagamento das verbas rescisórias, apesar de ser reprovável, causando percalços ao autor, não faz concluir pelo abalo em seus valores íntimos ou ofensa à sua honra ou dignidade, eis que o dano experimentado é de ordem patrimonial, não podendo ser tido como fato gerador do dano moral, sob pena até mesmo de se chegar à banalização do instituto.»

Opções

(DOC. LEGJUR 136.2350.7001.7200)

36 - TRT 3 Região. Multa do § 8º do art. 477 da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias.

«O requisito para a imposição da multa de que cuida o § 8º do art. 477 da CLT é o pagamento a destempo das parcelas rescisórias. É irrelevante, para os fins desta sanção, o momento em que ocorre a assistência sindical ou a homologação da rescisão, já que o dispositivo convencional é taxativo ao impor a aplicação da multa ao empregador que não quitar as verbas rescisórias no prazo do § 6º do mesmo dispositivo legal. Portanto, se o pagamento das parcelas resultantes da res... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7279.6700)

37 - TST. Aposentadoria espontânea. Efeitos. Verbas rescisórias e multa do FGTS (40%).

«A aposentadoria espontânea pelo trabalhador é causa de extinção do contrato de trabalho, o que não se confunde, porém, com dispensa imotivada, hipótese em que seriam devidas as chamadas verbas rescisórias. Como, na aposentadoria espontânea, não se tem uma demissão sem justa causa, é correto então se concluir que, em tal hipótese, não tem o trabalhador direito à multa de 40% sobre os depósitos do FGTS.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8012.3600)

38 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação extemporânea.

«1. Entendimento pessoal da relatora no sentido de que o simples depósito dos valores pecuniários na conta-corrente do empregado ou em conta judicial no prazo estipulado não dispensa o empregador das demais obrigações de fazer que integrem o ato rescisório. O pagamento das verbas rescisórias, previsto no art. 477, § 8.º, da CLT é um ato jurídico complexo, que inclui a baixa na CTPS do trabalhador e a liberação de documentos para saque do FGTS e seguro-desemprego, sob pena de imp... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 125.8682.9000.0200)

39 - TRT 3 Região. Verba rescisória. Multa do artigo 477 da CLT. Depósito das verbas rescisórias em conta corrente.

«A realização do depósito das verbas rescisórias não afasta, per si, o atraso na rescisão contratual, já que o acerto rescisório é um ato complexo, que envolve não apenas o pagamento das verbas rescisórias, mas, também, a formalização da rescisão contratual perante o sindicato profissional ou autoridade do Ministério do Trabalho [em se tratando de empregado com tempo de serviço igual ou superior a 01 (um) ano], com a liberação do TRCT no código 01, a chave de conectividad... (Continua)

Referência(s):
Verba rescisória (Jurisprudência)
Multa (v. Verba rescisória) (Jurisprudência)
Conta corrente (v. Verba rescisória) (Jurisprudência)
Depósito das verbas rescisórias em conta corrente (v. Verba rescisória) (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 6º
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7242.6100)

40 - TST. Falência. Massa falida. Multa pelo pagamento das verbas rescisórias.

«A multa prevista no art. 477, § 8º, da CLT é uma das ramificações do princípio protecionista ao trabalhador, visando afastar abusos que possam ocorrer na relação de trabalho. A premissa implícita é a possibilidade material da empresa de efetuar o pagamento das verbas rescisórias no prazo legal. A situação de falência é excepcional e tem regulamentação condizente com a excepcionalidade do evento, não atraindo a incidência do referido dispositivo legal, que pressupõe o flu... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7381.2600)

41 - TRT 12 Região. Verbas rescisórias. Multa prevista no art. 477, § 8º da CLT. Inaplicabilidade. Controvérsia quanto à existência da relação de empregatício. Multa indevida.

«Não se pode imputar culpa à recorrente em face do pagamento a destempo das verbas rescisórias quando a controvérsia gira em torno da existência do vínculo de emprego, visto que o § 8º do art. 477 da CLT refere-se tão-somente ao atraso no pagamento de verbas rescisórias incontroversas, o que não é o caso do autos.»

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8011.6400)

42 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação extemporânea.

«Entendimento pessoal da relatora no sentido de que o simples depósito dos valores pecuniários na conta-corrente do empregado ou em conta judicial no prazo estipulado não dispensa o empregador das demais obrigações de fazer que integram o ato rescisório. O pagamento das verbas rescisórias, previsto no art. 477, § 8.º, da CLT, é um ato jurídico complexo, que inclui a baixa na CTPS do trabalhador e a liberação de documentos para saque do FGTS e seguro-desemprego, sob pena de imped... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9006.1200)

43 - TST. Multa do art. 477 da CLT. Atraso no pagamento das verbas rescisórias.

«Ao contrário do alegado pela reclamada, o pagamento das verbas rescisórias se deu fora do prazo fixado no § 6º do art. 477 da CLT, não havendo que se falar em simples atraso na homologação da rescisão. Assim, a análise do recurso demandaria o revolvimento de matéria fático-probatória, o que é inviável nesta fase. Incidência do óbice previsto na Súmula nº 126 desta Corte Superior. Recurso de revista que não se conhece.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7078.4900)

44 - TRT 10 Região. Pagamento das verbas rescisórias. Prazo. Contagem. CLT, art. 477, § 6º, «b».

«O prazo de dez dias, estabelecido no art. 477, § 6º, «b», da CLT, para pagamento das verbas rescisórias, conta-se com a exclusão do dia referente a data da notificação da demissão, tendo em vista a regra geral inerente a contagem dos prazos insculpida no art. 125, do CCB, aplicado aqui subsidiariamente, por força do art. 8º, parágrafo único da CLT, vez que se trata de prazo para o cumprimento de obrigação de direito material.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 136.2350.7000.7600)

45 - TRT 3 Região. Dano moral. Danos morais decorrentes do atraso no pagamento de verbas rescisórias.

«Os prejuízos reparáveis sob o título de indenização por danos morais são apenas aqueles causados pela subversão ilícita de valores subjetivos que são caros à pessoa e nela provocam sofrimento íntimo profundo, a perda da paz interior, desânimo, angústia e baixa de consideração à pessoa. O atraso no pagamento de verbas rescisórias do contrato de trabalho tem punição prevista em lei nos artigos 467 e 477 da CLT, não ensejando outra reparação, a título de danos morais.»... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7214.4800)

46 - TRT 12 Região. Transação. Parcelamente de verbas rescisórias. Acordo extrajudicial. Multa prevista no § 8º do art. 477 da CLT. Descabimento.

«É lícita a transação extrajudicial entre empregado e empregador que visa ao parcelamento das verbas rescisórias devidamente corrigidas e à dispensa do pagamento da multa prevista no § 8º do art. 477 da CLT, quando não comprovado vício capaz de ensejar nulidade do ato.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5855.7014.0500)

47 - TST. Recurso de revista do reclamante. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Diferenças de verbas rescisórias reconhecidas judicialmente.

«O reconhecimento judicial do direito a verbas devidas no curso do contrato de trabalho e que repercutem no cálculo das verbas rescisórias não autoriza o deferimento da multa do art. 477, § 8.º, da CLT, visto não se tratar de descumprimento do prazo fixado no § 6.º do mesmo dispositivo legal. Precedentes da Corte. Recurso de Revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7177.2600)

48 - TRT 3 Região. Justa causa. Culpa recíproca. Verbas rescisórias. Cálculo.

«Embora o art. 484 da CLT induza ao entendimento de que seriam devidas todas as verbas rescisórias regulares, apenas que reduzidas à metade de seus respectivos valores, a jurisprudência dominante, inclusive já de há muito consolidada no Enunciado 14/TST, entende ser devida apenas a indenização correspondente à metade da multa rescisória de 40% sobre os depósitos do FGTS, isto é, 20% sobre esses mesmos depósitos, sendo integralmente indevidos as férias e o salário trezeno propor... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5854.9002.6100)

49 - TST. Recurso de revista. Verbas rescisórias. Multa do art. 477 da CLT.

«O juízo valorativo do conjunto fático-probatório dos autos inscreve-se no âmbito da autonomia do julgador, conforme disposto no art. 131 do CPC. Dessa forma, somente ao juiz cabe discernir qual das provas colhidas melhor retrata a realidade dos fatos. Ressalte-se que inócuo o debate a respeito da distribuição do ônus da prova, uma vez que a Corte Regional entendeu que a reclamada não se desincumbiu de comprovar o fato impeditivo do direito pleiteado pela obreira. Assim, n... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 137.9653.1000.9600)

50 - TST. Recurso de embargos. Multa do art. 477 da CLT. Diferenças de verbas rescisórias.

«A mera consideração sobre a existência de diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo não se consubstancia em motivo determinante da cominação do artigo 477, parágrafo 8º, da Consolidação das Leis do Trabalho. Recurso de embargos conhecido e desprovido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 138.0594.6005.1400)

51 - TST. Recurso de embargos. Multa do art. 477 da CLT. Diferenças de verbas rescisórias.

«A mera consideração sobre a existência de diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo não se consubstancia em motivo determinante da cominação do artigo 477, parágrafo 8º, da Consolidação das Leis do Trabalho. Recurso de embargos conhecido e desprovido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 138.4353.4000.7900)

52 - TST. Recurso de embargos. Multa do art. 477 da CLT. Diferenças de verbas rescisórias.

«A mera consideração sobre a existência de diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo não se consubstancia em motivo determinante da cominação do artigo 477, parágrafo 8º, da Consolidação das Leis do Trabalho. Recurso de embargos conhecido e provido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7466.8900)

53 - TRT 2 Região. Falência. Obrigações decorrentes do contrato de trabalho. Efeitos. Verbas rescisórias. Multa devida. CLT, art. 467.

«A falência é um risco do empreendimento e, como tal, deve ser suportado pela empresa, não podendo esta transferir ao empregado seus prejuízos ou perdas. Cabe ao síndico da massa falida ser diligente, no sentido de obter a autorização judicial para satisfazer os encargos trabalhistas, não sujeitos as delongas de um processo judicial, não tendo pago as verbas rescisórias incontroversas no prazo legal, procede a multa do art. 467, da CLT.»

Referência(s):
Falência (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
CLT, art. 467
Opções

(DOC. LEGJUR 136.2350.7000.7500)

54 - TRT 3 Região. Dano moral. Mora salarial. Atraso no pagamento de um mês de salário e das verbas rescisórias. Indenização por danos morais e materiais.

«O atraso no pagamento de salário e das verbas rescisórias, por si só, não é suficiente para garantir ao trabalhador o recebimento das reparações pleiteadas em razão dos alegados danos moral e material considerando que o próprio ordenamento jurídico prevê consequências específicas para a quitação extemporânea das verbas trabalhistas, tais como as multas previstas nos artigos 467 e 477 da CLT, incidência de juros e correção monetária.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9001.7100)

55 - TST. Danos morais. Atraso no pagamento dos salários e das verbas rescisórias.

«O Regional não esclareceu se não foram pagos os salários como alegado pela reclamante. Assim, não há como se verificar, quanto a esse aspecto, se houve violação dos dispositivos apontados ou divergência jurisprudencial, pois implicaria o reexame de fatos e provas, nos termos da Súmula nº 126 do TST. No mais, a decisão do TRT está em sintonia com a jurisprudência desta Corte, segundo a qual o deferimento de indenização por danos morais pelo atraso no pagamento de ver... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.7681.6001.7200)

56 - TRT 3 Região. Pagamento das verbas rescisórias. Mora. Lesão a direitos da personalidade. Danos morais.

«As questões relativas ao descumprimento de direitos típicos ligados ao contrato de trabalho, como a ausência de pagamento das verbas rescisórias, a despeito de ensejarem reparação, pela forma própria, não dão azo, em princípio, a indenização por dano moral, uma vez que o prejuízo sofrido pelo inadimplemento não pode ser considerado suficiente para ofender direitos da personalidade. Contudo, em sendo possível verificar que a mora no pagamento das parcelas devidas quando da ext... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8017.9500)

57 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação tardia.

«1. Decisão Regional em que adotado o entendimento de que devida a multa do art. 477, § 8º, da CLT, em virtude da homologação tardia da rescisão contratual. 2. A jurisprudência prevalente do Tribunal Superior do Trabalho já assentou que a multa estipulada no referido preceito consolidado não incide em caso de atraso na homologação da rescisão contratual, quando evidenciado que o pagamento das verbas rescisórias foi efetuado no prazo legal. Precedentes da SDI-I. ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.2784.0001.5900)

58 - TRT 3 Região. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Descabimento.

«O cabimento da multa prevista no § 8º, do art. 477 da CLT condiciona-se à inobservância do § 6º daquele mesmo dispositivo consolidado, o qual dispõe que o pagamento das parcelas constantes do instrumento de rescisão ou recibo de quitação deverá ser efetuado até o primeiro dia útil imediato ao término do contrato, ou até o décimo dia, contado da data da notificação da demissão, quando da ausência do aviso prévio, indenização do mesmo ou dispensa do seu cumprimento. Nes... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5049.5300)

59 - STJ. Menor. Responsabilidade civil. Indenização. Verba deferida em favor de menor. Administração das verbas pela mãe. Possibilidade. Precedentes do STJ. CCB, arts. 385 e 386.

«Acolhe o STJ o entendimento de que não se pode impor, sem motivo plausível, restrição a que a mãe disponha das verbas deferidas em favor de menor, oriundas de ação de indenização em decorrência do falecimento do pai.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7301.8000)

60 - STJ. Menor. Responsabilidade civil. Indenização. Verba deferida em favor de menor. Administração das verbas pela mãe. Possibilidade. Precedentes do STJ. CCB, arts. 385 e 386.

«Acolhe o STJ o entendimento de que não se pode impor, sem motivo plausível, restrição a que a mãe disponha das verbas deferidas em favor de menor, oriundas de ação de indenização em decorrência do falecimento do pai.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9022.4300)

61 - TST. Multa. Art. 477 da CLT. Pagamento das verbas rescisórias efetuado no prazo legal. Homologação tardia.

«Segundo a jurisprudência prevalecente no Tribunal Superior do Trabalho, ao interpretar o artigo 477 da CLT, o fato gerador da multa prevista no § 8º está vinculado ao descumprimento dos prazos estipulados no § 6º do mesmo artigo, e não ao atraso na homologação da rescisão contratual. Assim, tendo havido o pagamento das verbas rescisórias no prazo a que alude o artigo 477, § 6º, da CLT, foi cumprida a obrigação legal por parte do empregador, sendo indevida a aplicação da mul... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7316.3800)

62 - TST. Verba rescisória. Transação. Complementação da multa do art. 477, § 8º, da CLT. Celebração de acordo entre as partes para pagamento parcelado das verbas rescisórias. Impossibilidade.

«O acordo celebrado entre as partes, sem a participação do sindicato, para o pagamento parcelado das verbas rescisórias, teve como único objetivo desvirtuar a aplicação do art. 477, § 8º, da CLT, que tem por escopo assegurar a quitação de tais parcelas dentro do prazo previsto no § 6º do referido preceito de lei, independente da situação financeira da empresa, visto que os riscos da atividade econômica devem ser suportados, exclusivamente, pelo empregador. Assim, con... (Continua)

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Transação (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8017.4700)

63 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação tardia.

«1. Hipótese em que o e. Tribunal Regional entendeu aplicável a multa do artigo 477, § 8º, da CLT, uma vez que a homologação da rescisão contratual se deu fora do prazo do artigo 477, § 6º, da CLT. 2. A jurisprudência prevalente do Tribunal Superior do Trabalho já assentou que a multa estipulada no referido preceito consolidado não incide em caso de atraso na homologação da rescisão contratual, quando evidenciado que o pagamento das verbas rescisórias foi efetuado n... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 115.9030.3000.0400)

64 - TST. Menor. Aprendiz. Aprendizagem. Vigilância. Periculosidade. Atividade de risco. Empresa de segurança privada não é obrigada a contratar menores aprendizes. CLT, arts. 403, parágrafo único, 428 e 429. Lei 10.097/2000 (Menor. Contrato de aprendizagem Trabalhista. Altera a Consolidação das Leis do Trabalho - CLT). Lei 11.180/2005 (Institui o Projeto Escola de Fábrica, autoriza a concessão de bolsas de permanência a estudantes beneficiários do Programa Universidade para Todos - PROUNI, institui o Programa de Educação Tutorial - PE). Dec. 5.598/2005 (Regulamenta a contratação de aprendizes). Lei 7.102/1983 (Serviços de vigilância e de transporte de valores). ECA, art. 62 (Aprendizagem. Conceito). CF/88, art. 7º, XXXIII (Direitos do menor).

«Não obstante o art. 429 da CLT disponha que os estabelecimentos de qualquer natureza são obrigados a contratar menores aprendizes no percentual de cinco a quinze por cento, os demais dispositivos que também tratam da matéria demonstram a preocupação do legislador em compatibilizar a exigência prevista no mencionado artigo da CLT com o local e a atividades que serão desenvolvidas pelo menor aprendiz. É inconteste a importância que foi relegada ao adequado desenvolvimento físico, m... (Continua)

Referência(s):
Menor (Jurisprudência)
Aprendiz (v. Menor) (Jurisprudência)
Aprendizagem (Jurisprudência)
Atividade de risco (v. Vigilância) (Jurisprudência)
Periculosidade (v. Vigilância) (Jurisprudência)
Segurança privada (v. Aprendizagem) (Jurisprudência)
Vigilância (v. Aprendizagem) (Jurisprudência)
CLT, art. 403, parágrafo único
CLT, art. 428
CLT, art. 429
Lei 10.097/2000 (Legislação)
Lei 11.180/2005 (Legislação)
Dec. 5.598/2005 (Legislação)
Lei 7.102/1983 (Legislação)
ECA, art. 62
CF/88, art. 7º, XXXIII
Opções

(DOC. LEGJUR 113.0391.1000.2300)

65 - STJ. Representação comercial. Verbas rescisórias. Prescrição. Prazo prescricional. Termo inicial. Lei 4.886/1965, arts. 27, «j», e 34

«O direito e a pretensão de receber verbas rescisórias (Lei 4.886/1965, arts. 27, «j», e 34) só nascem com a resolução injustificada do contrato de representação comercial. Desde então, conta-se o prazo prescricional. A regra prescricional não interfere na forma de cálculo da indenização estipulada no art. 27, «j»., da Lei 4.886/1965, pois, embora ela tenha por base o 'total da retribuição auferida durante o tempo em que exerceu a representação', isso não signi... (Continua)

Referência(s):
Representação comercial (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Prescrição (Jurisprudência)
Prazo prescricional (v. Prescrição) (Jurisprudência)
Termo inicial (v. Prazo prescricional) (Jurisprudência)
Lei 4.886/1965, art. 27, «j» (Legislação)
Lei 4.886/1965, art. 34 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7333.7600)

66 - TRT 3 Região. Sentença. Execução. Reintegração do empregado. Verbas rescisórias. Necessidade de devolução sob pena de enriquecimento ilícito.

«A sentença, para ser executada, tem de ser interpretada em todos os seus contornos, efeitos e alcance, não comportando tergiversações. Tendo sido acolhida a tese de nulidade da dispensa, com a imediata e efetiva reintegração do empregado ao serviço, tudo que recebera a título de verbas rescisórias deve ser devolvido, com dedução do seu crédito, sob pena de enriquecimento ilícito, ainda que assim não tenha sido comandado, porque essa a natureza da decisão proferida.»

Referência(s):
Sentença (Jurisprudência)
Execução (Jurisprudência)
Reintegração do empregado (Jurisprudência)
Verba rescisória (Jurisprudência)
Enriquecimento ilícito (Jurisprudência)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.6614.1000.0100)

67 - TRT 18 Região. Verbas rescisórias. Multa. Prova do pagamento. Ônus da prova do empregador. Considerações da Juíza Marilda Jungmann Gonçalves Daher sobre o tema. CLT, art. 477 e 818. CPC, art. 333.

«... A comprovação do pagamento das verbas rescisórias incumbe à reclamada, mediante apresentação de instrumento de rescisão com discriminação da natureza de cada parcela paga ao empregado e seu valor ou por meio de recibo de quitação passado pelo empregado (CLT, arts. 477, § 2º). A reclamada não trouxe aos autos nenhum documento comprobatório do pagamento das verbas rescisórias no prazo legal, razão por que é devida a multa prevista no § 8º da CLT. ...» (Juíza Marilda... (Continua)

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
Prova do pagamento (v. Verbas rescisórias) (Jurisprudência)
Ônus da prova (v. Prova) (Jurisprudência)
Prova (Jurisprudência)
CLT, art. 477
CLT, art. 818
CPC, art. 333
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7023.0700)

68 - TST. Verbas rescisórias.

«Tratando-se de processo submetido ao rito sumaríssimo, somente será admitido recurso de revista por contrariedade à súmula de jurisprudência uniforme desta Corte ou por violação direta e literal da Constituição Federal (artigo 896, § 6º, da CLT). Assim, inservíveis eventuais alegações de violação de dispositivos infraconstitucionais e de divergência jurisprudencial. Ademais, a decisão de origem não analisou o tema à luz do artigo 8º, VI, da Constituição Federal. Incid... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 125.8682.9001.7800)

69 - TRT 3 Região. Verba rescisória. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Descabimento.

«O cabimento da multa prevista no § 8º, do art. 477 da CLT condiciona-se à inobservância do § 6º daquele mesmo dispositivo consolidado, o qual dispõe que o pagamento das parcelas constantes do instrumento de rescisão ou recibo de quitação deverá ser efetuado até o primeiro dia útil imediato ao término do contrato, ou até o décimo dia, contado da data da notificação da demissão, quando da ausência do aviso prévio, indenização do mesmo ou dispensa do seu cumprimento. Nes... (Continua)

Referência(s):
Verba rescisória (Jurisprudência)
Multa (v. Verba rescisória) (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 138.4240.5002.4200)

70 - STJ. Tributário e processual civil. Verbas rescisórias. Violação do art. 535. Alegações genéricas. Súmula 284/STF. Fgts. Juros de mora. Imposto de renda. Incidência com base no montante global. Impossibilidade. Aplicação das tabelas e alíquotas vigentes à época em que as verbas deveriam ter sido pagas. Precedentes.

«1. Não se conhece de recurso especial por suposta violação do art. 535 do CPC se a parte não especifica o vício que inquinaria o aresto recorrido, limitando-se a alegações genéricas de omissão no julgado, sob pena de tornar-se insuficiente a tutela jurisdicional. Súmula 284/STF. 2. Este Superior Tribunal de Justiça já decidiu que não incide Imposto de Renda sobre o recebimento do FGTS e dos juros de mora correlatos. Precedentes. 3. O entendimento de que o im... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9002.4700)

71 - TST. Pagamento das verbas rescisórias dentro do prazo previsto em lei. Homologação posterior. Multa do art. 477, § 8º, da CLT indevida.

«Se o pagamento das verbas rescisórias ocorreu no prazo previsto no § 6º do art. 477 da CLT, quitando-se aquelas discriminadas no termo de rescisão contratual, não incide a multa prevista no § 8º do mesmo dispositivo, ainda que a homologação do termo de rescisão, com a entrega das guias para o recebimento do FGTS e do seguro-desemprego, tenha ocorrido após o prazo. A multa prevista no art. 477, § 8º, da CLT somente é devida quando não quitadas, no prazo legal, as parcelas sala... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7530.2900)

72 - TRT 2 Região. Verbas rescisórias. Transação. Validade do acordo homologado pelo núcleo intersindical de conciliação prévia. CLT, arts. 477, § 1º e 625-A.

«A Consolidação das Leis do Trabalho, ao prever a instituição de Comissões de Conciliação Prévia, o fez com a intenção de tentar conciliar os conflitos individuais do trabalho (CLT, art. 625-A) e não como meio alternativo de se dar validade à quitação da rescisão do contrato de trabalho, cujos efeitos somente serão válidos, para o empregado com mais de um ano de serviço, quando feito com a assistência do respectivo Sindicato ou perante a autoridade do Ministério do Trabal... (Continua)

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Transação (Jurisprudência)
Acordo homologado (v. Transação) (Jurisprudência)
Núcleo intersindical de conciliação prévia (v. Transação) (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 1º
CLT, art. 625-A
Opções

(DOC. LEGJUR 136.7681.6001.6800)

73 - TRT 3 Região. Dano moral. Verba rescisória. Atraso no pagamento das verbas rescisórias. Indenização por danos morais.

«O atraso no pagamento das parcelas rescisórias, por si só, é insuficiente para se concluir pela ofensa moral, se não foram demonstrados desdobramentos desse ato na vida do trabalhador, que tenham ocasionado ofensa à sua honra, dignidade ou qualquer outro bem moral do empregado. Ausente o dano, ausente a obrigação de reparação, na forma dos artigos 186 e 927 do CC.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8001.1000)

74 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento tempestivo das verbas rescisórias. Homologação tardia.

«O descumprimento da obrigação de entrega do instrumento rescisório, no prazo legal, como determina a lei, por si só importa a incidência da indenização prevista no art. 477, § 8º, da CLT, por se tratar de falta de pagamento pelo descumprimento da obrigação de entrega do instrumento rescisório e de mora para o cumprimento atempado da obrigação de possibilitar ao trabalhador o recebimento do FGTS com a indenização de 40%. Todavia, por disciplina judiciária, impõe-se acompanh... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7172.1400)

75 - TST. Aprendiz. Aprendizagem. Contrato por prazo determinado.

«Ao celebrar um contrato de aprendizagem o empregador se obriga a dar cumprimento a ele pelo tempo previsto em lei para a aprendizagem, mas não se obriga a admitir o aprendiz definitivamente, e nem de outra parte está o menor aprendiz obrigado a continuar a prestar serviço à empresa, por isso o contrato de aprendizagem é um tipo especial de contrato por prazo determinado.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7372.0600)

76 - TRT 9 Região. Execução. Dedução de valores pagos em audiência a título de verbas rescisórias. Admissibilidade, sob pena de enriquecimento sem causa.

«Se o exeqüente aceitou o pagamento a título de diferenças de verbas rescisórias, realizado em audiência, ele deve ser deduzido da conta de liquidação, sob pena de desestimular a que o empregador, reconhecendo haveres de seu ex-empregado, efetue o pagamento, independente da condenação judicial, incorrendo em excesso de execução e enriquecimento sem causa.»

Referência(s):
Execução (Jurisprudência)
Verba rescisória (Jurisprudência)
Enriquecimento sem causa (Jurisprudência)
Opções

(DOC. LEGJUR 142.1281.8001.6800)

77 - TST. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo. Atraso na homologação da rescisão

«O reconhecimento, em juízo, de parcelas salariais cujos reflexos geram diferenças de verbas rescisórias faz com que a controvérsia em torno do montante global do que deveria ser pago por ocasião da dispensa tenha surgido em juízo, o que afasta de plano a aplicação da multa. Ademais, o mero atraso na homologação da rescisão contratual não é fato gerador da sanção imposta no art. 477, §8º, da CLT. Precedentes desta Corte.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8016.5900)

78 - TST. Multa prevista no art. 477 da CLT. Diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo.

«A multa prevista no art. 477, § 8º, da CLT apenas é devida quando as parcelas constantes do instrumento de rescisão ou recibo de quitação forem pagas fora do prazo previsto no § 6º do mesmo artigo. Nesse diapasão, havendo o reconhecimento da existência das diferenças de parcelas rescisórias mediante decisão judicial, não incide na espécie a referida multa. Recurso de Revista de que se conhece e a que se dá provimento.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7000.1300)

79 - TST. Verbas rescisórias e multa convencional.

«A admissibilidade do recurso de revista por violação tem como pressuposto a indicação expressa do dispositivo de lei ou da Constituição tido como violado.» (Súmula nº 221 desta Corte). Recurso de revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 117.3600.1000.1500)

80 - TST. Verba rescisória. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Pagamento das verbas rescisórias típicas e incontroversas dentro do prazo legal. Descabimento na hipótese.

«A finalidade da previsão da multa do art. 477, § 8º, da CLT é garantir o pagamento das verbas rescisórias típicas e incontroversas dentro dos prazos especificados no § 6º, protegendo o trabalhador de demora injustificada na percepção dos créditos oriundos da extinção do contrato de trabalho. Não abarca, portanto, os créditos deferidos em juízo, tendo em vista sua prévia submissão aos debates próprios da observância dos princípios da ampla defesa e do contraditório, sit... (Continua)

Referência(s):
Verba rescisória (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9005.8200)

81 - TST. Multa do art. 477 da CLT. Pagamento das verbas rescisórias efetuado no prazo legal. Homologação tardia.

«Ressalvado o meu entendimento pessoal, a jurisprudência prevalecente do Tribunal Superior do Trabalho é no sentido de que a multa prevista no artigo 477, § 8º, da CLT refere-se à mora no pagamento das parcelas rescisórias, de modo que a homologação posterior ao decurso do prazo estabelecido no § 6º não pode ser considerada como fato gerador de aplicação da aludida penalidade. Recurso de revista de que se conhece e a que se dá provimento.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9006.4600)

82 - TST. Multa do art. 477 da CLT. Pagamento das verbas rescisórias efetuado no prazo legal. Homologação tardia.

«Ressalvado o meu entendimento pessoal, a jurisprudência prevalecente do Tribunal Superior do Trabalho é no sentido de que a multa prevista no artigo 477, § 8º, da CLT refere-se à mora no pagamento das parcelas rescisórias, de modo que a homologação posterior ao decurso do prazo estabelecido no § 6º não pode ser considerada como fato gerador de aplicação da aludida penalidade. Recurso de revista de que se conhece e a que se dá provimento.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7451.0500)

83 - TRT 2 Região. Justa causa. Falta grave. Abandono do emprego caracterizado na hipótese. Verbas rescisórias e multa. CLT, arts. 477, § 8º e 482, «i».

«Para a caracterização da falta grave do abandono, necessário é que estejam presentes, concomitantemente, o elemento objetivo, das ausências injustificadas e consecutivas ao serviço, durante período que a jurisprudência fixou em 30 dias e, o elemento subjetivo, ou seja, a manifesta intenção do empregado de não mais querer retornar ao emprego. In casu, a par da prova documental (convocação por telegrama e jornal), a prova oral, inclusive aquela produzida pelo autor, revela o inte... (Continua)

Referência(s):
Justa causa (Jurisprudência)
Abandono do emprego (v. Justa causa) (Jurisprudência)
Falta grave (v. Justa causa) (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
CLT, art. 482, «i»
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9004.6300)

84 - TST. Recurso de revista. Verbas rescisórias. Base de cálculo. Art. 477 da CLT. Maior remuneração.

«O TRT de origem condenou a empresa-reclamada a pagar a remuneração relativa ao período de fevereiro a dezembro de 2007, para todos os efeitos, considerando o valor da hora-aula e o quantitativo médio existente no ano letivo anterior à suspensão contratual requerida. Não há de falar em violação direta e literal do art. 477 da CLT, porquanto o referido dispositivo não trata da base de cálculo das verbas rescisórias. Por outro lado, os arestos trazidos para confronto não guardam ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.1281.8004.4700)

85 - TST. Multa pelo atraso no pagamento das verbas rescisórias. Art. 477, § 8º, da CLT. Condenação judicial ao pagamento de diferenças salariais.

«1. Tem-se consolidado, neste Tribunal Superior, o entendimento de que o escopo da penalidade prevista no artigo 477, § 8º, da Consolidação das Leis do Trabalho é reprimir a atitude do empregador que cause injustificado atraso no pagamento das verbas rescisórias. 2. Este Tribunal havia sedimentado na Orientação Jurisprudencial n.º 351 da Subseção Especializada em Dissídios Individuais I - SBDI-I entendimento no sentido de que era indevida a multa prevista no artigo 477, § 8º, d... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9002.3200)

86 - TST. Recurso de revista. Reclamante. Atraso na homologação da rescisão contratual. Verbas rescisórias pagas no prazo. Multa do art. 477 da CLT. Indevida.

«A multa prevista no art. 477, § 8º, da CLT somente é devida quando não quitadas, no prazo legal, as parcelas salariais incontroversas. Desse modo, quando o pagamento das verbas rescisórias ocorre no prazo previsto no § 6º do art. 477 da CLT, quitando-se aquelas discriminadas no termo de rescisão contratual, não incide a multa estabelecida no § 8º, ainda que a homologação do termo de rescisão tenha ocorrido após o prazo. Recurso de revista de que se conhece e a que se nega pro... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7012.3700)

87 - TST. Recurso de revista. Efeitos da quitação. Verbas rescisórias. Súmula 330/TST.

«Consoante exegese dos itens I e II da Súmula 330/TST, a quitação passada pelo empregado, com assistência sindical de sua categoria profissional, ao empregador, com observância dos requisitos exigidos nos parágrafos do art. 477 da CLT, não ostenta eficácia liberativa total e absoluta. Restringe-se aos valores pagos mediante discriminação no instrumento, não alcança parcelas omitidas no termo de rescisão nem inviabiliza a postulação em juízo de diferenças pelo pagamento a men... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7495.3500)

88 - TRT 2 Região. Responsabilidade civil. Dano moral. Empregado. Verbas rescisórias. Inadimplemento. Inserção do nome do trabalhador no SPC e SERASA. Verba devida e fixada em 4 salários mensais. CCB/2002, art. 186. CF/88, art. 5º, V e X.

«Indenização devida quando a ausência de pagamento das verbas rescisórias no prazo legal, em incontroversa dispensa imotivada, ocasiona o inadimplemento do trabalhador e comprovada inserção de seu nome no SPC e SERASA - Art. 186 e 927 CC indicam fato gerador diverso do explicitado no art. 477/§8º CLT.»

Referência(s):
Responsabilidade civil (Jurisprudência)
Dano moral (Jurisprudência)
Empregado (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (v. Dano moral) (Jurisprudência)
CCB/2002, art. 186
CF/88, art. 5º, V e X
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5853.8024.4800)

89 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Verbas rescisórias. Diferenças reconhecidas em juízo. Inaplicabilidade da sanção.

«A previsão da multa do § 8º do artigo 477 da CLT destina-se às hipóteses nas quais o empregador, injustificadamente, não paga, nos prazos estipulados no § 6º do dispositivo, as parcelas constantes do instrumento de rescisão contratual. A natureza penal da sanção imposta no § 8º impede a interpretação extensiva de seu preceito para os casos de diferenças rescisórias por repercussão de parcelas deferidas judicialmente, salvo em caso de fraude ou da mora protagonizada pelo em... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9012.5400)

90 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477, § 8.º, da CLT. Diferenças de verbas rescisórias reconhecidas em juízo.

«O reconhecimento judicial do direito a verbas rescisórias não autoriza o deferimento da multa do art. 477, § 8.º, da CLT, visto não se tratar de descumprimento do prazo fixado no § 6.º do mesmo dispositivo legal. Precedentes da Corte. MULTA DO ART. 475-J DO CPC. INAPLICABILIDADE AO PROCESSO DO TRABALHO. A aplicação subsidiária do Código de Processo Civil ao Direito Processual do Trabalho, de acordo com a doutrina e com a jurisprudência unânimes, exige dois requisitos:... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9006.7100)

91 - TST. Recurso de revista. Multa do art. 477 da CLT. Pagamento das verbas rescisórias efetuado no prazo legal. Homologação tardia.

«Ressalvado o meu entendimento pessoal, a jurisprudência prevalecente do Tribunal Superior do Trabalho é no sentido de que a multa prevista no artigo 477, § 8º, da CLT refere-se à mora no pagamento das parcelas rescisórias, de modo que a homologação posterior ao decurso do prazo estabelecido no § 6º não pode ser considerada como fato gerador de aplicação da aludida penalidade. Recurso de revista de que se conhece e a que se dá provimento.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7001.2700)

92 - TST. Recurso de revista. Verbas rescisórias. Prazo legal para quitação. Pagamento parcial. Multa do art. 477, § 8º, da CLT. Incidência

«1. Enseja a aplicação da multa prevista no artigo 477, § 8º, da CLT o pagamento de apenas algumas parcelas rescisórias no prazo previsto em lei, mormente quando não verificado motivo razoável hábil a permitir o pagamento a destempo de parte dos valores. Precedentes. 2. Recurso de revista de que se conhece e a que se dá provimento.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.1281.8002.0300)

93 - TST. Verbas rescisórias. Multa do art. 477 da CLT.

«Não merece conhecimento o Recurso de Revista se a Recorrente não aponta violação a dispositivo de lei federal ou constitucional, nem colaciona divergência específica, com requer o artigo 896 da CLT.»

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9022.7500)

94 - TST. Verbas rescisórias. Recurso desfundamentado. Súmula 422 do TST.

«Verifica-se que o recurso de revista, neste tópico, encontra-se desfundamentado, pois a parte não apontou nenhuma violação constitucional nem contrariedade a verbete sumular desta Corte capaz de autorizar o conhecimento do apelo, nos termos do artigo 896, § 6º, da CLT. Segundo o princípio da dialeticidade, a fundamentação é pressuposto extrínseco de admissibilidade de qualquer recurso, sem a qual o apelo não logra desafiar a barreira do conhecimento. Esse é o entendim... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7422.8500)

95 - TRT 2 Região. Responsabilidade civil. Dano moral. Empregado. Atraso no pagamento de verbas rescisórias. Inexistência de ofensa ao patrimônio ideal do trabalho. Indenização indevida. CF/88, art. 5º, V e X.

«O atraso quanto ao pagamento das verbas rescisórias não pode ser tido como ato caracterizador de ofensa ao patrimônio ideal do trabalhador. Todo e qualquer inadimplemento sempre acarreta para o credor uma série de dificuldades, contudo, essas não podem ser vistas como ofensa ao patrimônio ideal, possuindo, aliás, a sistemática própria dessa recomposição, através da imposição quanto ao pagamento dos direitos trabalhistas tarifados. Não concordo, pois, com o julgado. Exclui-se ... (Continua)

Referência(s):
Responsabilidade civil (Jurisprudência)
Dano moral (Jurisprudência)
Empregado (Jurisprudência)
Verbas resicisórias (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, V e X
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7351.9200)

96 - TRT 2 Região. Verbas rescisórias. Multa do art. 477, § 8º. Multa prevista em convenção coletiva por atraso na quitação dessas verbas. Exclusão. Motivo da rescisão que se mostrou altamente controvertido chegando ao limite da culpa recípriva.

«... A respeito da multa do art. 477, § 8º, da CLT, entendo que neste caso não é cabível, porque o motivo da rescisão se mostrou altamente controvertido, chegando até mesmo ao limite da culpa recíproca? que ocorre quando patrão e empregado praticam, ao mesmo tempo, justa causa para a rescisão do contrato. A controvérsia está na própria sentença, que rejeitou as alegações de dispensa sem justa casa e de abandono de emprego, para concluir que o reclamante havia pedido demissão... (Continua)

Referência(s):
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
Opções

(DOC. LEGJUR 137.6673.8003.0000)

97 - TRT 2 Região. Dano moral e material. Indenização por dano moral em geral. Desconto salarial. Ilicitude. Termo de rescisão do contrato de trabalho. Saldo zerado. Quitação ineficaz. Verbas rescisórias devidas. Dano moral.

«É atentatória à dignidade do trabalhador o desconto salarial de origem não comprovada, da totalidade das verbas rescisórias. Indenização mantida no valor arbitrado em sentença. Recursos não providos.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7557.2300)

98 - STJ. Execução. Penhora. Impenhorabilidade. Conta-salário. Verbas rescisórias de caráter salarial. Precedentes do STJ. CPC, art. 649, IV. Violação.

«É inadmissível a penhora dos valores recebidos a título de verba rescisória de contrato de trabalho e depositados em conta corrente destinada ao recebimento de remuneração salarial (conta salário), ainda que tais verbas estejam aplicadas em fundos de investimentos, no próprio banco, para melhor aproveitamento do depósito.»

Referência(s):
Execução (Jurisprudência)
Penhora (Jurisprudência)
Impenhorabilidade (v. Execução) (Jurisprudência)
Conta-salário (v. Execução) (Jurisprudência)
Verbas rescisórias de caráter salarial (v. Impenhorabilidade) (Jurisprudência)
CPC, art. 649, IV
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7368.6700)

99 - TRT 2 Região. Compensação. Aviso prévio dado à empresa pelo empregado com verbas rescisórias devidas pela empresa. Possibilidade. CLT, arts. 462 e 487, § 2º.

«Totalmente lícita é a compensação, com suporte no art. 487, § 2º, da CLT, do aviso prévio dado à empresa pelo empregado demissionário com parcelas rescisórias oriundas do pedido de dispensa obreiro. Basta o «caput» do art. 462 da CLT para tal licitude garantir.»

Referência(s):
Compensação (Jurisprudência)
Aviso prévio (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
CLT, art. 487, § 2º
CLT, art. 462
Opções

(DOC. LEGJUR 108.4092.9000.0600)

100 - TST. Recurso de revista. Verbas rescisórias. Multa. Não comparecimento do empregado. Irrelevância. Revolvimento de fatos e provas. Impossibilidade. Revista não conhecida. CLT, arts. 477, § 8º e 896.

«A multa do art. 477, § 8º, da CLT é devida quando há pagamento das verbas rescisórias fora do prazo previsto em seu § 6º, sendo esta a hipótese dos autos. Ora, a Corte Regional reconheceu, com fulcro nos elementos fático-probatórios dos autos, que a reclamada efetuou o depósito das parcelas rescisórias mais de um mês após a extinção do contrato de trabalho, sendo devida a multa prevista no art. 477 da CLT, pois o fato de o obreiro não ter comparecido para receber os haveres... (Continua)

Referência(s):
Recurso de revista (Jurisprudência)
Verbas rescisórias (Jurisprudência)
Multa (Jurisprudência)
Revolvimento de fatos e provas (v. Recurso de revista) (Jurisprudência)
CLT, art. 477, § 8º
CLT, art. 896
Opções
  • Pagina: 1 de 60

Redes Sociais



LEGJUR.COM - Vade Mécum Digital 2005-2014 © Todos os direitos reservados.