Voltar ao Topo

CDC - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDORAcesse o Código de Defesa do Consumidor e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
CCB/2002 - CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO/2002Acesse o Código Civil Brasileiro de 2002 e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
CLT - CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHOAcesse a CLT - Consolidação das Leis do Trabalho e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela rara manifestação judicial que vale a pena consultar, é aquela que tem aval da Constituição e tem compromisso com o cidadão e com as pessoas.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que é fundamental na construção de uma ponte segura em direção a uma jurisdição e a uma advocacia de qualidade.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que simplifica e dá vida a temas complexos e a jurisdição.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que ajuda a qualificar o profissional e o futuro profissional do direito.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela capaz de receber o respeito das pessoas, do cidadão e das partes.
Aval da ConstituiçãoSem aval constitucional, não há tese jurídica, não há lei, não há normativo, não há obrigação de qualquer natureza que vincule legitimamente um cidadão.
Tutelagem estatalO cidadão e as pessoas são livres. «Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão/1789. Art. 1º - Os homens nascem e são livres e iguais em direitos. [...].»
Tutelagem estatalA tutelagem sobre as pessoas e sobre o cidadão não tem aval constitucional nem filosófico. Estados, governos, e principalmente a jurisdição prestam serviços, servem a sociedade, as pessoas e o cidadão.
O Estado e a prestação de serviço públicoA função primordial do estado, dos governos e da jurisdição é prestar serviços ao cidadão e as pessoas e não servir-se deles.
O Estado e a prestação de serviço públicoO conceito do Estado prestador de serviços nasceu com a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789/França este compromisso com o cidadão não está na esfera de disposição de nenhum parlamento, governo ou jurisdição.
Princípio da legalidadeNinguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (CF/88, art. 5º, II).
Princípio da legalidadeEntenda-se aqui, o sentido de «lei» como «lei material» e aval da Constituição e principalmente da cláusula mandato de que trata art. 1º, parágrafo único, da CF/88.
Princípio da legalidadePortanto, nenhum cidadão ou pessoa tem a obrigação de cumprir qualquer normativo, ou decisão judicial, sem o aval constitucional.
Constitucionalidade casuística.A constitucionalidade é fundamentalmente casuística, não milita qualquer presunção em favor de qualquer pronunciamento, seja, ele judicial, governamental, ou mesmo do Congresso.
Compromisso com a ConstituiçãoQuem demite-se do compromisso com a Constituição, não é Magistrado, não é Advogado, não é Promotor de Justiça, não é Delegado de Polícia, não é Servidor Público, não é Parlamentar, não é sequer cidadão.
PROMOÇÃOAdquira o Pacote LEGJUR de 1 ANO e GANHE:
2 meses adicionais se você já é cliente (14 meses)
1 mês adicional para novos clientes (13 meses)

LEGJUR.COM - Vade Mécum Digital
O seu Portal de Legislação, Jurisprudencia, Súmulas, Exame da Ordem, Livros Digitais e Notícias
www.legjur.com

Filtros ativos
  • Rol De TestemunhasX

Leading Case Leading Case (0) Operadores de Busca Palavras Combinadas (94)
Palavras Alternadas (2.111)
Expressão Exata (63)
Relator Aldir Passarinho Júnior (1)
Amaral Vieira (1)
Antonio Carlos Morais Pucci (1)
Antônio G. de Vasconcelos (1)
Arnaldo Esteves Lima (2)
Assusete Magalhães (1)
Barros Monteiro (1)
Berenice Marcondes Cesar (1)
Carlos Alberto Direito (1)
Carlos Alberto Menezes Direito (1)
Matéria Civel (10)
Criminal (33)
Trabalhista (8)
Previdenciário (0)
Tributário (2)
Tribunal 2 TACSP (4)
2 TASP (1)
STF (4)
STJ (59)
TAPR (1)
TARS (1)
TJRJ (3)
TJRS (1)
TJSC (1)
TJSP (12)
TRT 2 Região (3)
TRT 3 Região (3)
TST (1)

Carregando...


Download Gratuito
Busca por Palavra Chave


PESQUISA AVANÇADA DE JURISPRUDÊNCIA
Busca por Palavra Chave

Pesquisa por palavra chave



Busca por campos específicos

Pesquise número da jurisprudência

Pesquise Nome do Relator

Pesquise Número Doc. LEGJUR

Busca por artigo da Legislação
-


rol de testemunhas

94 Documentos Encontrados

Operador de busca: Palavras combinadas

Ordenar por:

Lei nº 9807/1999 <- Veja Legislação relacionada a pesquisa.

Imprimir pagina Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Adicione o LEGJUR nos Favoritos Compartilhe no Google+

(DOC. LEGJUR 103.1674.7528.2200)

1 - TJRS. Prova testemunhal. Apresentação do rol de testemunhas. Tempestividade. CPC, art. 407. Inteligência.

«No caso de não ter sido estabelecido prazo pelo magistrado para apresentação do rol e nem designada a data da audiência de instrução e julgamento, não há preclusão do direito de arrolar testemunhas

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7200.5300)

2 - TAPR. Procedimento sumário. Petição inicial. Rol de testemunhas. Apresentação em data posterior. CPC, art. 276.

«Ao determinar que o autor deve oferecer desde logo, na petição inicial, o rol de testemunhas, o art. 276 do CPC tem por escopo evitar surpresa para a parte adversa. Contudo, se o rol é apresentado em data posterior e sendo a audiência designada especificamente para tentativa de conciliação e recebimento da contestação, está respeitada a finalidade, já que restou assegurado ao réu, com a devida antecedência, o pleno conhecimento de seu conteúdo.»

Referência(s):
Procedimento sumário (Jurisprudência)
CPC, art. 276
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7050.1600)

3 - STJ. Procedimento sumaríssimo. Testemunhas. Depósito do rol. Precatória. CPC, art. 278, § 2º.

«Não fixa a lei prazo especial para apresentação do rol de testemunhas cuja oitiva dependa da expedição de precatória. Não há como indeferir petição que o requeira, ao simples argumento de que não seria viável o aperfeiçoamento da medida até a realização da audiência. Entendimento que conduziria a perplexidade, por não se saber precisamente qual seria o prazo.»

Referência(s):
Procedimento sumaríssimo (Jurisprudência)
CPC, art. 278, § 2º
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7255.4700)

4 - STJ. Prova testemunhal. Rito sumário. Ausência do rol de testemunhas. Despacho determinando a oitiva posterior. Precedente do STJ.

«Não pode o Juiz colher o depoimento de testemunhas cujo rol não tenha sido apresentado no momento próprio, com a cobertura do art. 130 do CPC, sob pena de violentar o direito da outra parte.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7051.5500)

5 - STJ. Prova. Rol testemunhal. Testemunhas excedentes.

«Redução pelo Juiz. Legitimidade do cancelamento judicial das testemunhas excedentes do número legal, desde que, no prazo assinado, tanto não fez a própria defesa.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7226.0000)

6 - STJ. Prova testemunhal. Sumaríssimo. Testemunhas. Depósito do rol. Prazo.

«No processo sumaríssimo, atual sumário, ainda que o comparecimento da testemunha dependa de prévia intimação, prevalece tempestiva a apresentação do rol até 48 horas antes da realização da audiência, pois aplicável a regra do § 2º do art. 278 do CPC.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7354.0100)

7 - 2 TACSP. Prova testemunhal. Rol de testemunhas. Prazo para sua apresentação. Fixação pelo Juiz em 5 dias. Possibilidade. CPC, art. 407.

«Com a nova redação do art. 407 do CPC, dada pela Lei 10.358/2001, o prazo é fixado pelo Juiz; na omissão o rol será apresentado até 10 dias antes da audiência. Rol apresentado além do prazo assinalado pelo Juiz. Mantida a decisão que considerou intempestiva a apresentação do rol

Referência(s):
Prova (Jurisprudência)
Prova testemunhal (v. Prova) (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova) (Jurisprudência)
Prazo para sua apresentação do rol (v. Prazo) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7492.2100)

8 - STJ. Prova testemunhal. Rol de testemunhas. Apresentação. Audiência de instrução e julgamento. Prazo. Extemporâneo. Pretensão anulatória afastada. CPC, art. 407.

«É extemporânea a apresentação de rol de testemunhas, com determinação de novos endereços, em prazo inferior ao descrito no art. 407 do CPC, de sorte que improcede a pretensão da ré de ver anulado o processo por cerceamento de defesa.»

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
Instrução e julgamento (v. Audiência) (Jurisprudência)
Prazo (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7266.0100)

9 - STJ. Audiência de conciliação. Apresentação do rol de testemunhas. Nulidade.

«Não importa nulidade do processo a não realização da audiência de conciliação, uma vez que a norma contida no art. 331 do CPC visa a dar maior agilidade ao processo e as partes podem transigir a qualquer momento. Da mesma forma, não se declara nulidade pelo fato de o magistrado de 1º grau ter estabelecido prazo diverso do previsto no art. 407/CPC para a apresentação do rol de testemunhas, se essas foram inquiridas e nenhum prejuízo houve para a parte.»

Opções

(DOC. LEGJUR 136.2322.3000.5500)

10 - TRT 3 Região. Caracterização. Cerceamento de defesa. Configuração. Nulidade da sentença. Apresentação de rol de testemunhas. Não comparecimento destas. Obrigatoriedade de adiamento da audiência.

«A questão mais intrigante que ressai dos autos repousa na constatação de que, depositado o rol de testemunhas no prazo legal (vide petição de fl. 12), o Juízo expressamente determinou a intimação das testemunhas, conforme despacho de fl. 315, tendo sido todas devidamente intimadas pela via postal (fls. 331/333). Acontece que as testemunhas, apesar de intimadas e devidamente advertidas de que poderiam sofrer aplicação de multa de um a dez salários mínimos, além de condução coe... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7503.0700)

11 - STJ. Prova testemunhal. Apresentação do rol de testemunhas (CPC, art. 407). Audiência de instrução e julgamento adiada. Preclusão. Não ocorrência. Garantia do contraditório assegurada. Precedente do STJ. Considerações do Min. Guaglia Barbosa sobre o tema.

«... 1. Limita-se a matéria em debate à tempestividade, ou não, da apresentação do rol de testemunhas, somente em tempo hábil ao se considerar a nova data assinalada para a realização de audiência de instrução e julgamento. 2. Dizia o artigo 407 do Código de Processo Civil, antes da reforma de 2001, incumbir à parte, cinco dias antes da audiência, depositar em cartório o rol de testemunhas, precisando-lhes o nome, a profissão e a residência. Para Fábio T... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Testemunha (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
Instrução e julgamento (v. Audiência) (Jurisprudência)
Preclusão (Jurisprudência)
Contraditório (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7560.5400)

12 - STJ. Prova testemunhal. Rol de testemunhas. Apresentação. Falta de designação de data de audiência pelo juízo. Contagem do prazo na forma do art. 407 do CPC e não do art. 185 do mesmo Código. CPC, art. 276.

«O prazo para oferecimento de rol de testemunhas é de até dez dias antes da audiência, em obediência ao art. 407 do CPC, salvo sistema diverso estabelecido pela lei, como no procedimento sumário (CPC, art. 276) e salvo outro prazo, também reverso, determinado pelo pelo Juízo. Não se aplica ao prazo de oferecimento de rol de testemunhas a regra genérica do art. 185 do CPC, ante a especificidade do disposto no art. 407 do mesmo Código.»

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
CPC, art. 185
CPC, art. 276
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7363.5400)

13 - 2 TACSP. Prova testemunhal. Rol de testemunhas apresentado sem a indicação da profissão e local de trabalho de cada uma considerado inválido. Irregularidade que não acarreta prejuízo objetivo à parte contrária e que pode ser suprida na própria audiência. Decisão reformada. CPC, art. 407.

«... Não entrevejo prejuízo à parte contrária, pelo fato de no rol das testemunhas apresentado pelo agravante, não terem sido mencionados a profissão e o local onde trabalhavam. Objetivamente, nada pode ser percebido nesse sentido, até porque tais informações podiam ser colhidas na própria audiência, antes da inquirição de cada uma delas. De rigor, assim, o reconhecimento da validade do rol de testemunhas apresentado pelo agravante, cumprindo, ao D. Juízo de origem, a inquiriç... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Testemunha (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7400.6200)

14 - 2 TACSP. Prova testemunhal. Apresentação do rol tempestivamente. Ausência de qualificação das testemunhas. Falha sanável antes da realização da audiência. Validade. Preclusão não operada. Considerações sobre o tema. CPC, art. 407.

«... Incumbia às partes depositar em cartório, no prazo fixado pelo juiz, o rol de suas testemunhas, «precisando-lhes o nome, profissão, residência e o local de trabalho», nos termos do art. 407 do CPC. O réu, ora agravante, apresentou tempestivamente o rol mencionando apenas os nomes das testemunhas, sem qualificá-las. Essa melhor identificação cobrada pelo legislador tem uma finalidade muito clara dentro do processo e decorre, como pondera MOACYR AMARAL SANTOS, «da necessidade d... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Qualificação das testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Preclusão (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 138.7571.5003.3900)

15 - TJSP. Prova. Ação acidentária. Oitiva de testemunhas. Inviabilidade, no caso. Ação que tramita pelo rito sumário, em virtude de expressa disposição legal e não foi apresentado rol de testemunhas com a petição inicial, restando preclusa a prova oral. Recurso improvido.

Opções

(DOC. LEGJUR 141.8840.3000.6300)

16 - STJ. Agravo regimental em agravo em recurso especial. Ação anulatória de ato jurídico. Deficiência na fundamentação do recurso. Súmula 284/STF. Prazo para apresentação do rol de testemunhas. Caráter preclusivo.

«1. O artigo apontado como violado não apresenta conteúdo normativo suficiente para fundamentar a tese desenvolvida no recurso especial, o que atrai, por analogia, a incidência da Súmula 284/STF. 2. A jurisprudência desta Corte encontra-se consolidada no sentido de que é preclusivo o prazo fixado pelo juiz para a apresentação em cartório do rol de testemunhas (CPC, art. 407), de modo que deve ser indeferida a oitiva das testemunhas indicadas fora do prazo estipulado pelo j... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7055.5800)

17 - STJ. Prova. Procedimento sumaríssimo. Testemunhas. Depósito do rol. Prazo. CPC, art. 278, § 2º.

«Aplicável o prazo previsto no art. 278, § 2º do CPC, ainda que o comparecimento da testemunha dependa de prévia intimação. Precedente do STJ.»

Referência(s):
Prova (Jurisprudência)
CPC, art. 278, § 2º
Opções

(DOC. LEGJUR 140.8133.0008.9500)

18 - TJSP. Prova. Testemunha. Deferimento de contradita de testemunhas arroladas pelo autor. Anterior deferimento da oitiva em despacho saneador. Expedição de carta precatória para inquirição das testemunhas da autora. Depósito prévio do rol de testemunhas. Contradita que foi acolhida pelo juízo deprecado, consoante alegação de suspeição. Invalidade. Depoimento que deve ser colhido com observância ao art. 405, § 4º, do CPC. Recurso parcialmente provido para este fim.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7089.2800)

19 - TST. Prova. Testemunhas. Comparecimento. CLT, art. 825 e seu parágrafo único. Cerceio do direito de defesa. Depósito de rol em cartório. CPC, art. 407.

«Inaplicável é o contido no art. 407 do CPC na Justiça do Trabalho, na medida em que a CLT só admite a aplicação subsidiária, do direito processual comum (art. 769), naquilo em que houver omissão do estatuto obreiro. O comparecimento de testemunhas, nesta Especializada, está previsto no art. 825 e seu parágrafo único da CLT. É certo que o art. 825 da CLT encerra determinação de que as testemunhas comparecerão à audiência, independentemente de notificação ou intimação. To... (Continua)

Referência(s):
Prova (Jurisprudência)
CLT, art. 825, parágrafo único
CPC, art. 407
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7450.3400)

20 - STJ. Prova testemunhal. Juntada do rol de testemunhas. Prazo regressivo de dez dias do art. 407 do CPC. Descumprimento. Alegação de nulidade do processo afastada. Princípio da instrumentalidade do processo. CPC, art. 249, § 1º.

«Não se anula o processo em face da entrega, em cartório, do rol de testemunhas arroladas pela outra parte a oito dias da audiência, porquanto indemonstrado que a diminuição de dois dias do prazo exigido pelo art. 407 do CPC teria impossibilitado a contradita de quaisquer delas ou trazido prejuízo de outra natureza. A declaração de nulidade do processo, nessa circunstância, não se coaduna com o princípio da instrumentalidade do processo.»

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
CPC, art. 249, § 1º
Princípio da instrumentalidade (Jurisprudência)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7498.8400)

21 - STJ. Prova testemunhal. Apresentação do rol de testemunhas (CPC, art. 407). Audiência de instrução e julgamento adiada. Preclusão. Não ocorrência. Garantia do contraditório assegurada. Precedente do STJ.

«Possui o art. 407 do CPC dupla finalidade: uma, meramente operacional, qual a de garantir antecedência suficiente para permitir a intimação, em tempo hábil, das testemunhas; e outra, mais importante, de assegurar à parte contrária a prévia ciência de quais pessoas que irão depor. No caso em testilha, houve o adiamento da audiência, sem que houvesse o início da instrução, visto que dois dos requeridos não haviam sido intimados a tempo para o ato processual; parece claro que, em... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Testemunha (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
Instrução e julgamento (v. Audiência) (Jurisprudência)
Preclusão (Jurisprudência)
Contraditório (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7394.3500)

22 - STJ. Prova testemunhal. Rol de testemunhas. Prazo para depósito. Testemunha residente em outra Comarca. Irrelevância. Testemunha inquirida por carta precatória. Precedentes do STJ. CPC, arts. 407 e 410, II.

«... Apesar de ouvidas, de ofício, pelo Juízo da Comarca de João Monlevade, três das testemunhas arroladas pelos autores apenas quatro dias antes da audiência de instrução, foi indeferida a prova testemunhal requerida, tendo em vista a desobediência ao prazo previsto no art. 407 do CPC. Na ocasião, foi interposto agravo retido, insistindo na oitiva da testemunha residente em Belo Horizonte, tendo em vista que naquela cidade deveria ser ouvida, não trazendo nenhum prejuízo seu arro... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Prazo para depósito (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Testemunha residente em outra Comarca (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Carta precatória (Jurisprudência)
CPC, art. 407
CPC, art. 410, II
Opções

(DOC. LEGJUR 140.8133.0016.3600)

23 - TJSP. Prova. Testemunha. Possessória. Imissão na posse. Insurgência contra a limitação do rol de testemunhas arroladas pela ré (três, por fato). Descabimento. Determinação prematura que, se o caso, somente terá lugar no momento da oitiva e não antes. Art. 407, parágrafo único, do CPC. Determinação da intimação das dez testemunhas arroladas pela agravante. Recurso parcialmente provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7260.2000)

24 - STJ. Intimação. Audiência. Um único dia para depósito do rol de testemunhas. Cerceamento de defesa caracterizado. CPC, arts. 185 e 407.

«A intimação das partes, para comparecimento em audiência de instrução e julgamento, em data muito próxima à designada para sua realização - no caso concreto, para atender ao art. 407 do CPC, o recorrente dispunha de um único dia - implica cerceamento de defesa. Inexistindo previsão legal ou determinação pelo juiz, deve-se aplicar o art. 185, CPC, que confere à parte o prazo de cinco dias para realização dos atos processuais a seu cargo.»

Referência(s):
Intimação (Jurisprudência)
Audiência (v. Intimação) (Jurisprudência)
Cerceamento de defesa (Jurisprudência)
defesa (Jurisprudência)
CPC, art. 185
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 140.9045.7001.9500)

25 - TJSP. Prova. Testemunha. Limitação antecipada do número de testemunhas, por ocasião da apresentação do respectivo rol. Descabimento, sob pena de cerceamento de defesa. Possibilidade de dispensa de testemunha(s) apenas no momento da realização da audiência, caso o magistrado considere estarem os fatos suficientemente esclarecidos. Limitação prevista no parágrafo único do art. 407 do CPC que encontra seu fundamento na dispensa de testemunhas cujos depoimentos venham a se mostrar desnecessários. Recurso provido a fim de determinar que as testemunhas arroladas pela ré sejam intimadas para comparecer à audiência de instrução e julgamento, ocasião em que o Magistrado poderá dispensar a oitiva de alguma(s) dela(s).

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5015.6600)

26 - 2 TASP. Procedimento sumaríssimo. Audiência de instrução e julgamento. Unidade, muito embora se desdobre em várias sessões. Rol de testemunhas do réu a ser apresentado antes da primeira sessão. CPC, art. 278, § 2º.

A audiência de instrução e julgamento é sempre uma, muito embora possa se desdobrar em várias sessões; assim, se a lei determina ao réu, no procedimento sumaríssimo, arrolar sua prova testemunhal antes da audiência, obviamente há de se levar em conta a primeira sessão realizada.

Opções

(DOC. LEGJUR 140.9071.4002.7700)

27 - STJ. Penal e processual penal. Habeas corpus, substitutivo de recurso ordinário. Crime de homicídio qualificado. Tribunal do Júri. Nulidade. Art. 422 do CPP. Apresentação do rol de testemunhas, para julgamento em plenário. Decisão que declarou precluso o ato processual. Superveniência de julgamento do recurso de apelação, interposto, pela defesa, contra a sentença condenatória. Concessão de habeas corpus, de ofício, em 2º grau, para anular a ação penal, desde a sentença de pronúncia. Ordem prejudicada.

«I. Hipótese em que o suposto ato coator consistia em acórdão de 2º Grau, que denegou a ordem, em Habeas corpus impetrado em favor da paciente e no qual se alegava a nulidade da decisão que declarara preclusa a apresentação do rol de testemunhas, para oitiva na sessão de julgamento do Júri, prevista no art. 422 do CPP. II. A superveniência do acórdão que julgou o recurso de Apelação, em que foi concedida a ordem de habeas corpus, de ofício, para anular a Ação Penal... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 138.6493.5004.5400)

28 - STJ. Latrocínio. Alegada nulidade da ação penal. Ausência da oitiva das testemunhas de defesa. Rol que teria sido apresentado tempestivamente. Não conhecimento do writ na origem. Mandamus impetrado concomitantemente aos embargos de declaração opostos pela defesa. Ilegalidade não caracterizada.

«1. A alegada nulidade da ação penal pela ausência da oitiva das testemunhas de defesa, arroladas em petição que teria sido juntada aos autos 5 (cinco) anos após o seu protocolo, não foi apreciada pela autoridade apontada como coatora, que não conheceu do writ ali impetrado quanto ao ponto, circunstância que impede qualquer manifestação deste Sodalício sobre o tema, sob pena de atuar em indevida supressão de instância. 2. Por outro lado, não se vislumbra qualquer ile... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7092.5600)

29 - TRT 2 Região. Sentença. Nulidade. Notificação de testemunhas.

«Existe uma diferença estrutural entre o processo do trabalho e o processo civil. No processo do trabalho não existe a figura do rol de testemunhas. A parte trará suas testemunhas (CLT, art. 845). Se algum óbice apresentar a parte deverá noticiar o fato antes do início da instrução probatória (CLT, art. 825, parágrafo único), requerendo o que de direito. Apresentação de rol de testemunhas com a inicial, não obriga o Juízo a efetuar a notificação, mormente quando a parte em a... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7459.0100)

30 - STJ. Prova testemunhal. Juntada do rol de testemunhas. Prazo regressivo de dez dias do art. 407 do CPC. Descumprimento. Alegação de nulidade do processo afastada. Princípio da instrumentalidade do processo. Considerações da Minª. Nancy Andrighi sobre o tema. Precedentes do STJ. CPC, art. 249, § 1º.

«... Sustenta o recorrente violação ao art. 407 do CPC, porquanto a ora recorrida teria juntado o rol de testemunhas quando faltavam oito dias para a audiência de julgamento, em desrespeito ao prazo regressivo de 10 dias ali estipulado. De fato, a jurisprudência do STJ defende o entendimento de que tal prazo é instituído em favor da outra parte, de modo a possibilitar eventual contradita às testemunhas arroladas (RESP 331084/MG, 3ª Turma, Rel. Min. Castro Filho, DJ de 10/11... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 407
CPC, art. 249, § 1º
Princípio da instrumentalidade (Jurisprudência)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7031.2500)

31 - 2 TACSP. Prova testemunhal. Rol. Procedimento sumário.

«Admite-se a apresentação de rol de testemunhas pelo autor, em procedimento sumário, mesmo posteriormente à citação do réu, desde que resguardado seu direito ao contraditório e à ampla defesa.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 137.6731.2010.9200)

32 - TJSP. Possessória. Reintegração de posse. Liminar indeferida. Designação de audiência de justificação. Ausência. Requerimento expresso. Desnecessidade, eis que a audiência decorre da sistemática do procedimento especial. Indicação de rol de testemunhas na inicial. Irrelevância. Acervo probatório que poderia ser suficiente à concessão da tutela pleiteada. Recurso provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 134.3833.2000.3000)

33 - STJ. Condições da ação. Legitimidade ativa. Comissão. Prova testemunhal. Ação de cobrança de comissões. Contrato de representação comercial. Procedimento sumário. Procedimento ordinário. Conversão, de ofício, pelo juiz do rito de ordinário para rito sumário. Ausência de intimação da parte para apresentar rol de testemunhas. Cerceamento de defesa. Agravo retido. Nulidade do despacho que designou audiência de instrução e julgamento. Confirmação. Recurso. Apelação. Legitimidade ativa ad causam. Possibilidade de conhecimento da matéria. CPC, arts. 267, VI e § 3º, 276 e 278. Lei 4.886/1965, art. 5º.

«1. Quando o Juízo a quo, de ofício, converte o procedimento de ordinário para sumário, deve adotar medidas de adequação ao novo rito, ordenando o processo, oportunizando às partes a indicação das provas que pretendem produzir, inclusive com a apresentação de rol de testemunhas, sob pena de cerceamento do direito de defesa. 2. A matéria trazida na apelação - legitimidade ativa - é referente a condições da ação, tema de ordem pública, que antecede o próprio mér... (Continua)

Referência(s):
Condições da ação (Jurisprudência)
Legitimidade ativa (v. Condições da ação) (Jurisprudência)
Comissão (v. Representação comercial) (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Ação de cobrança de comissões (v. Comissão) (Jurisprudência)
Contrato (v. Representação comercial) (Jurisprudência)
Rito de ordinário (Jurisprudência)
Rito sumário (Jurisprudência)
Procedimento sumário (Jurisprudência)
Procedimento ordinário (Jurisprudência)
Rol de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Defesa (Jurisprudência)
Cerceamento de defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
Agravo retido (v. Recurso) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
Audiência de instrução e julgamento (v. Audiência) (Jurisprudência)
Recurso (v. Agravo retido) (Jurisprudência)
Apelação (v. Recurso) (Jurisprudência)
Legitimidade ativa ad causam (v. Legitimidade ativa) (Jurisprudência)
CPC, art. 267, VI e § 3º
CPC, art. 276
CPC, art. 278
Lei 4.886/1965, art. 5º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 138.7574.0004.3100)

34 - TJSP. Prova. Produção. Testemunha. Ação que tramitou pelo rito sumário, tendo a autora requerido, tão-somente, a produção de prova documental. Rol de testemunhas que deveria ter acompanhado a petição inicial se a autoria pretendia produzir prova testemunhal. Mero protesto de realização de provas, sem que a parte exponha o motivo da sua produção. Insuficiência. Cerceamento de defesa. Inocorrência. Recurso não provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7155.7700)

35 - TJSP. Prova testemunhal. Ouvida de testemunhas durante a suspensão do processo e da prescrição. Possibilidade. CPP, art. 366 (redação da Lei 9.271/96).

«Inexiste nulidade no despacho do Juiz que deferiu rogativa do Ministério Público para inquirição antecipada de testemunhas a comporem o rol da denúncia.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.2110.5050.9000)

36 - STJ. Prova testemunhal. Testemunha. Rol. Prazo para apresentação. Audiência aprazada para a segunda-feira. Contagem regressiva a partir da sexta-feira anterior. CPC, arts. 184 e 407.

«O prazo de cinco dias para a apresentação do rol de testemunhas a serem ouvidas na audiência aprazada para a segunda-feira, começa a ser contado regressivamente a partir do primeiro dia útil anterior «sexta-feira».»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7306.7500)

37 - STJ. Prova testemunhal. Testemunha. Rol. Prazo para apresentação. Audiência aprazada para a segunda-feira. Contagem regressiva a partir da sexta-feira anterior. CPC, arts. 184 e 407.

«O prazo de cinco dias para a apresentação do rol de testemunhas a serem ouvidas na audiência aprazada para a segunda-feira, começa a ser contado regressivamente a partir do primeiro dia útil anterior «sexta-feira».»

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Testemunha (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
CPC, art. 184
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7240.4500)

38 - TJSC. Alimentos. Prova testemunhal. Apresentação independentemente de rol. Alegação de violação do art. 407/CPC. Lei 5.478/68, art. 8º.

««...desenvolvendo-se a ação de alimentos segundo o rito da Lei 5.478/68, com a aplicação supletiva do CPC, consoante o art. 27, em pretendendo a parte ouvir testemunhas, deve trazê-las para a audiência num máximo de três, inclusive independentemente de apresentação prévia de seu rol» (AC 44.234 - Rel. Des. Francisco Borges).»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7332.9400)

39 - STJ. Família. Casamento. Separação judicial. Audiência. Prova testemunhal. Ausência de oitiva de testemunhas e do depoimento pessoal da parte. Saneamento do processo. Estado conjugal que não configura direito indisponível. Inocorrência na hipótese de cerceamento de defesa. CPC, art. 331.

«Se a parte não impugnou na audiência o indeferimento da oitiva de suas testemunhas e a ausência do depoimento pessoal da parte, ausente a apresentação tempestiva do rol de testemunhas, nem, tampouco, a falta do despacho de saneamento, não há falar em violação ao art. 331 do CPC, sendo certo que o estado conjugal não configura direito indisponível.»

Referência(s):
Família (Jurisprudência)
Casamento (v. Família) (Jurisprudência)
Separação judicial (v. Família) (Jurisprudência)
Audiência (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Testemunha (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Saneamento do processo (Jurisprudência)
Defesa (Jurisprudência)
Cerceamento de defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
CPC, art. 331
Opções

(DOC. LEGJUR 142.2914.0000.9500)

40 - STF. Penal e processual penal. Habeas corpus substitutivo de recurso ordinário constitucional. Competência do STF para julgar habeas corpus. CF/88, art. 102, I, «d» e «i». Rol taxativo. Matéria de direito estrito. Interpretação extensiva. Paradoxo. Organicidade do direito. Crimes de peculato e inserção de dados falsos em sistemas de informações. Acórdão denegatório de HC prolatado por tribunal estadual. Impetração de novo writ no STJ em substituição ao recurso cabível. Vedação. Testemunha de defesa inquirida no juízo deprecado antes da oitiva das testemunhas de acusação. Prejuízo. Não comprovação. Nulidade. Inocorrência. Ordem de habeas corpus extinta por inadequação da via eleita.

«1. A nulidade no direito penal não prescinde da demonstração do efetivo prejuízo para a defesa, consoante dispõe o artigo 563 do Código de Processo Penal, o que importa dizer que a desobediência às formalidades estabelecidas na legislação processual somente poderá implicar o reconhecimento da invalidade do ato quando a sua finalidade estiver comprometida em virtude do vício verificado. Precedentes: HC 104.767, Primeira Turma, de que fui Relator, Dee de 17/08/11; HC 104.648, Segu... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.7341.5000.0600)

41 - TJRJ. Prova testemunhal. Substituição de testemunhas. CPC, art. 408.

«1. Agravo retido, reiterado, que se rejeita. A decisão agravada indeferiu a substituição de testemunha arrolada pela ré, por não incidir nenhuma das hipóteses do art. 408 do CPC. Fato é que o Juízo a quo decidiu adequadamente a questão, porquanto só se admite a substituição de testemunha arrolada nas hipóteses legais mencionados, sendo certo que o rol é taxativo.

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Substituição de testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Testemunha (v. Prova testemuhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 408
Opções

(DOC. LEGJUR 138.7574.0004.3900)

42 - TJSP. Prova. Produção. Ação de obrigação de não fazer. Direito de vizinhança. Rol de testemunhas apresentado tempestivamente, porém, não juntado aos autos antes da realização da audiência de instrução e julgamento por provável equívoco do cartório. Decisão proferida em audiência que julgou preclusa a produção de prova testemunhal. Autora que deveria ter recorrido dessa decisão por meio de agravo retido, o que não fez. Preclusão configurada. Cerceamento do direito de produção de prova não verificado. Ausência de comprovação do mau uso do imóvel ocupado pela ré. Sentença de improcedência mantida. Recurso não provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 142.4665.9001.4400)

43 - STJ. Agravo regimental no agravo em recurso especial. Penal. Homicídio qualificado. Tese da defesa de condenação contrária à prova dos autos. Óbice da Súmula 07 do STJ. Feito pronto e acabado para julgamento nos termos da antiga redação do art. 422 do CPP. Pleito da defesa ao juízo da capital, para onde foi desaforado o julgamento do feito, para a reabertura do prazo para apresentação do rol de testemunhas a serem ouvidas no plenário do Júri, nos termos da Lei 11.689/2008. Indeferimento. Preclusão. Inexistência de argumentos novos e idôneos para rebater a razão em que se fundou a decisão agravada. Agravo regimental desprovido.

«1. As razões declinadas na petição do regimental ressentem-se de argumentos robustos o bastante para infirmar o fundamento da decisão agravada, proferida em conformidade com a jurisprudência sedimentada nesta Corte, no sentido de que «deferido o pedido de desaforamento do julgamento do feito para Recife, não era mesmo a hipótese de renovação das fases anteriores do processo pelo Juízo da Capital, a fim de adequá-las à nova redação do art. 422 do Código de Processo Penal, mod... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 114.5730.1000.8500)

44 - STJ. Prova testemunhal. Testemunhas. Arrolamento. Limites. Livre convencimento do Juiz. Considerações da Minª. Nancy Andrighi sobre o tema. CPC, arts. 130 e 407.

«... III. Da prova testemunhal. Violação dos art. 407, parágrafo único, do CPC. O recorrente aduz ter formulado 03 pedidos, «alternados e sucessivos»., de sorte que «precisa provar os fatos que alicerçam tais pedidos»., concluindo que «o número de testemunhas há de ser multiplicado por três, porque três são os pedidos. É como se três ações fossem propostas, em cumulação objetiva, e num mesmo processo (...). Então são trinta testemunhas, dez para cada pedido, ... (Continua)

Referência(s):
Prova (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Testemunhas (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Arrolamento (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Livre convencimento do Juiz (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
CPC, art. 130
CPC, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 136.4034.9002.7500)

45 - STJ. Embargos de declaração. Efeito modificativo. Agravo regimental. Recurso especial. Violação ao art. 535 do CPC. Não configurada. Oitiva de testemunhas. Cerceamento de defesa. Não ocorrência. Recurso protelatório. Multa. Art. 538 do CPC. Cabimento. Partilhas de bens adquridos antes da Lei 9.278/96. Contribuição indireta. Princípios da razoabilidade de proporcionalidade. Precedentes da 2ª seção

«1. Embargos de declaração recebidos como agravo regimental, recurso cabível para modificar a decisão singular que negou seguimento ao recurso especial. 2. Não configura violação ao art. 535 do CPC a decisão que examina, de forma fundamentada, todas as questões submetidas à apreciação judicial, circunstância que afasta a negativa de prestação jurisdicional. 3. A parte deve apresentar o rol de testemunhas no prazo fixado pelo juiz, sob pena de a prova testem... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.6593.1003.0800)

46 - STJ. Embargos de declaração. Efeito modificativo. Agravo regimental. Recurso especial. Violação ao art. 535 do CPC. Não configurada. Oitiva de testemunhas. Cerceamento de defesa. Não ocorrência. Recurso protelatório. Multa. Art. 538 do CPC. Cabimento. Partilhas de bens adquridos antes da Lei 9.278/96. Contribuição indireta. Princípios da razoabilidade de proporcionalidade. Precedentes da 2ª seção

«1. Embargos de declaração recebidos como agravo regimental, recurso cabível para modificar a decisão singular que negou seguimento ao recurso especial. 2. Não configura violação ao art. 535 do CPC a decisão que examina, de forma fundamentada, todas as questões submetidas à apreciação judicial, circunstância que afasta a negativa de prestação jurisdicional. 3. A parte deve apresentar o rol de testemunhas no prazo fixado pelo juiz, sob pena de a prova testem... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.9464.9003.6100)

47 - TJSP. Monitória. Embargos. Ex- cliente apela da REspeitável sentença que, anulada a primeira, acolheu em parte seus embargos à monitória de advogada por honorários. Qualifica de negligente o serviço, com perda de prazo para produzir prova, o que a levou a acordo com o ex- companheiro que não a beneficiou, mas à filha menor, e no qual não teve assistência. Embora confessada, a falha da advogada, perdendo prazo para apresentar rol de testemunhas da demanda patrocinada, não conduziu, por si, a acordo que teria sido desvantajoso, do que não há prova. Aliás, o acordo compreendeu pensão mensal para a então cliente e a filha, doação de automóvel e de imóvel com usufruto, não sugerindo, por isso mesmo, solução prejudicial, ainda que não se conheçam o patrimônio envolvido e as circunstâncias, ônus insatisfeito pela ex- cliente. Daí que subsiste a obrigação de honrar o contrato, tal qual proclamou a REspeitável sentença. Mantido o reconhecimento da obrigação de ex- cliente ao pagamento de honorários à advogada, reduz- se a base de cálculo dos incidentes sobre valor de imóvel, com a consequente redução dos de sucumbência. Recurso parcialmente provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 12.7310.0000.7000)

48 - STJ. Locação. Despejo. Tutela antecipatória. Antecipação da tutela. Concessão de liminar. Possibilidade. Rol não-exauriente. Superveniência de alteração legislativa. Hermenêutica. Norma processual. Incidência imediata. Determinação de prestação de caução. Aplicação do direito à espécie. Nova uniformização da jurisprudência no âmbito das turmas de direito privado. Considerações do Min. Luis Felipe Salomão sobre o tema. Precedentes do STJ. Lei 8.245/1994, art. 59, § 1º. Lei 12.112/2009. CPC, art. 273.

«... 2. A questão relativa às hipóteses de concessão de liminar de despejo não é nova nesta Corte, tendo já encontrado solução no âmbito das turmas da e. Terceira Seção. Porém, com a emenda regimental nº 11 de 2010, que atribuiu à Segunda Seção a competência para julgamento de recursos em que a matéria subjacente diz respeito a locação predial urbana (art. 9º, § 2º, inciso XII, do RISTJ), afigura-se-me conveniente que a jurisprudência sobre o tema seja sedi... (Continua)

Referência(s):
Locação (Jurisprudência)
Despejo (v. Locação) (Jurisprudência)
Tutela antecipatória (v. Locação) (Jurisprudência)
Antecipação da tutela (v. Locação) (Jurisprudência)
Concessão de liminar (v. Liminar) (Jurisprudência)
Liminar (v. Locação) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Norma processual (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Incidência imediata (v. Hermenêutica_) (Jurisprudência)
Caução (v. Despejo) (Jurisprudência)
Lei 8.245/1994, art. 59, § 1º (Legislação)
Lei 12.112/2009 (Legislação)
CPC, art. 273
Opções

(DOC. LEGJUR 133.6633.3000.2500)

49 - STJ. Júri. Homicídio qualificado. Recurso. Apelação criminal. Novo julgamento. Anulação do primeiro julgamento pelo tribunal estadual. Juiz presidente que concede às partes o direito de se manifestar na fase do art. 422 do CPP (redação da Lei 11.689/2008). Retrocesso à fase de julgamento que já havia se consumado com o oferecimento do libelo-crime acusatório. Ampla defesa. Prova testemunhal. Novas testemunhas arroladas pela acusação. Preclusão. Ofensa. Manifesto prejuízo da defesa. Concessão da ordem de ofício. Considerações do Min. Jorge Mussi sobre o tema. CP, art. 121, § 2º, II e IV. CF/88, art. 5º, LIV. CPP, art. 593, III, «d».

«... Com efeito, embora ainda persista na doutrina a controvérsia acerca da estruturação do procedimento para o julgamento dos crimes dolosos contra a vida - se bifásico ou trifásico -, a resolução da matéria posta em análise prescinde da adoção de qualquer das definições propostas. Isto porque, mesmo que se considere a preparação prevista no artigo 422 do Código de Processo Penal como ato que integra a fase denominada de «julgamento» no procedimento dos crimes d... (Continua)

Referência(s):
Júri (Jurisprudência)
Homicídio (v. Júri) (Jurisprudência)
Homicídio qualificado (v. Júri) (Jurisprudência)
Recurso (v. Júri) (Jurisprudência)
Apelação criminal (v. Júri) (Jurisprudência)
Novo julgamento (v. Júri) (Jurisprudência)
Libelo-crime (v. Júri) (Jurisprudência)
Defesa (Jurisprudência)
Ampla defesa (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Novas testemunhas (v. Júri) (Jurisprudência)
Preclusão (Jurisprudência)
Prejuízo da defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
CP, art. 121, § 2º, II e IV
CF/88, art. 5º, LIV
CPP, art. 422
CPP, art. 593, III, «d»
Lei 11.689/2008 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7287.3500)

50 - STJ. Defesa. Cerceamento. Inexistência diante da limitação da prova testemunhal ao máximo legal. CPP, arts. 209 e 407.

«Não configura cerceamento defesa a determinação do Juiz para a adequação do rol de testemunhas ao número máximo legal, ressaltando que as demais pessoas indicadas poderiam vir a ser ouvidas, se necessário, como testemunhas do Juízo, nos termos do CPP, arts 209 e 407.

Referência(s):
Defesa (Jurisprudência)
Cerceamento de defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
CPP, art. 209
CPP, art. 407
Opções

(DOC. LEGJUR 142.3963.1000.2800)

51 - STJ. Habeas corpus. Processual penal. Delito de falsidade ideológica. Pedido de trancamento da ação penal. «privilégio constitucional contra a auto-incriminação. Garantia básica que assiste à generalidade das pessoas. A pessoa sob investigação (parlamentar, policial ou judicial) não se despoja dos direitos e garantias assegurados» (stf, HC 94.082-mc/RS, rel. Min. Celso de mello, dj de 25/03/2008). Princípio «nemo tenetur se detegere». Positivação no rol petrificado dos direitos e garantias individuais (art. 5º, LXIII, da Constituição da República). Opção do constituinte originário Brasileiro de consagrar, na carta da república de 1988, «diretriz fundamental proclamada, desde 1791, pela quinta emenda [à constituição dos estados unidos da américa], que compõe o «bill of rights»» norte-americano (stf, HC 94.082-mc/RS, rel. Min. Celso de mello, dj de 25/03/2008). Precedentes citados da suprema corte dos estados unidos. Escobedo v. Illinois (378 u.s. 478, 1964); miranda v. Arizona (384 u.s. 436, 1966), dickerson v. United states (530 u.s. 428, 2000). Caso miranda v. Arizona. Fixação das diretrizes conhecidas por «miranda warnings», «miranda rules» ou «miranda rights». Direito de qualquer investigado ou acusado a ser advertido de que não é obrigado a produzir quaisquer provas contra si mesmo, e de que pode permanecer em silêncio perante a autoridade administrativa, policial ou judiciária. Investigada não comunicada, na hipótese, de tais garantias fundamentais. Fornecimento de material grafotécnico pela paciente, sem o conhecimento de que tal fato poderia, eventualmente, vir a ser usado para fundamentar futura condenação. Laudo pericial que embasou a denúncia. Prova ilícita. Teoria dos frutos da árvore envenenada (fruits of the poisonous tree). Ordem concedida.

«1. O direito do investigado ou do acusado de ser advertido de que não pode ser obrigado a produzir prova contra si foi positivado pela Constituição da República no rol petrificado dos direitos e garantias individuais (art. 5º, inciso LXIII). É essa a norma que garante status constitucional ao princípio do «Nemo tenetur se detegere» (STF, HC 80.949/RJ, Rel. Min. SEPÚLVEDA PERTENCE, 1ª Turma, DJ de 14/12/2001), segundo o qual ninguém é obrigado a produzir quaisquer provas contra ... (Continua)


Referência(s):
Referência/STF - (Prova ilícita. Contaminação de provas derivadas (fruits of the poisonous tree). CPP, art. 157. CF/88, art. 5º, LVI).
Referência/STF - (Associação civil. Sociedade civil sem fins lucrativos. União Brasileira de Compositores. Exclusão de sócio sem garantia da ampla defesa e do contraditório. Eficácia dos direitos fundamentais nas relações privadas. CF/88, art. 5º, LIV e LV. CCB/2002, art. 53).
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7055.5900)

52 - TJSP. Prova. Testemunha. Prazo. CPC, art. 407.

«Consoante entendimento jurisprudencial do Colendo STJ, «para que se tenha como efetuado tempestivamente o depósito do rol de testemunhas, necessário que se encontre em cartório, com antecedência prevista em lei, não bastando seja a petição recebida no protocolo geral. A ser de modo diverso, não se atenderá à finalidade da lei que é a de ensejar, à parte contrária, tomar ciência do nome e qualificação das testemunhas, em vista de possíveis impugnações» (STJ - 3ª Turma, ... (Continua)

Referência(s):
Prova (Jurisprudência)
CPC, art. 407
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7469.1200)

53 - STJ. Ação penal privada. Denúncia. Queixa-crime. Requisitos. Ausência de inépcia na hipótese. CPP, art. 41.

«A queixa-crime que atribui a prática de delitos contra a honra aos querelados, de maneira conjunta, e expõe o fato criminoso e suas circunstâncias, a qualificação dos acusados, a classificação do crime e o rol das testemunhas atende os requisitos do art. 41 do CPP.»

Referência(s):
Ação penal privada (Jurisprudência)
Denúncia (Jurisprudência)
Queixa-crime (v. Ação penal privada) (Jurisprudência)
CPP, art. 41
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7068.2600)

54 - TJSP. Prova. Testemunha. Substituição. Audiência adiada. Contagem regressiva a partir da data redesignada. Interpretação do art. 407, «caput», do CPC.

«Se a audiência é adiada, sem que se tenha iniciado a instrução que nela deva fazer-se, o prazo de cinco dias para depósito do rol de testemunhas conta-se, regressivamente, a partir da data da nova designação.»

Referência(s):
Prova (Jurisprudência)
CPC, art. 407, «caput»
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7056.4000)

55 - TARS. Prova pericial. Perícia realizada por pessoa arrolada como testemunha, mas dispensada. Nulidade inocorrente. CPC, art. 423.

«Não é nula a perícia realizada pelo fato do perito ter figurado no rol de testemunhas do autor, já que houve desistência de sua inquirição como testemunha e sua nomeação foi consensual, ou seja, nomeou-o o Juiz por aceitação das partes que dispensaram indicação de assistente-técnico.»

Referência(s):
Prova pericial (Jurisprudência)
CPC, art. 423
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7471.3700)

56 - TRT 2 Região. Embargos de terceiro. Prova testemunhal. Indeferimento. Nulidade da sentença não reconhecida. Cerceamento de defesa não caracterizado na hipótese. Ausência de prova do prejuízo. CPC, art. 1.050. CLT, art. 794.

«... A preliminar de nulidade da sentença por cerceamento do direito de defesa não procede. Embora o art. 1.050 do CPC admita a apresentação de rol de testemunhas para a instrução de embargos de terceiro, há de ser observado que as nulidades no processo trabalhista só podem ser declaradas quando dos atos processuais resultarem manifesto prejuízo aos litigantes, conforme art. 794 da CLT. Os recorrentes não indicaram exatamente qual matéria dependia do depoimento da reclamante e das... (Continua)

Referência(s):
Embargos de terceiro (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Nulidade (Jurisprudência)
Sentença (Jurisprudência)
Defesa (Jurisprudência)
Cerceamento de defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
CPC, art. 1.050
CLT, art. 794
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7520.6600)

57 - STJ. Denúncia. Crime contra o meio ambiente. Rejeição da denúncia. Violação aos arts. 41 e 43, ambos do CPP. Preenchidos os requisitos necessários para o recebimento da exordial acusatória. Ocupação de parque nacional. Reserva indígena.

«A denúncia deve narrar a exposição dos fatos criminosos, as circunstâncias, a qualificação dos acusados, a classificação do crime e o rol de testemunhas, o que se verificou na hipótese com a narrativa dos supostos prejuízos ao Parque Nacional do Araguaia pelos acusados, que ocupam o local com a criação de gado, casas, cercas e currais, preenchendo, portanto, os requisitos do art. 41 do CPP.»

Referência(s):
Denúncia (Jurisprudência)
Meio ambiente (Jurisprudência)
CPP, art. 41
CPP, art. 43
Opções

(DOC. LEGJUR 130.3990.9000.2500)

58 - STJ. Prova testemunhal. Prova pericial. Procedimento ordinário convertido em procedimento sumário. Apresentação de quesitos. Possibilidade de emenda da petição inicial. Possibilidade de emendar a inicial antes da conversão do rito ordinário em sumário. CPC, arts. 2º, 125, I, 243, 275, I, e 276. Inexistência de violação.

«2. A controvérsia está em saber se há preclusão na apresentação do rol de testemunhas e de quesitos quando a ação foi inicialmente ajuizada no rito ordinário e, posteriormente, convertida em sumário. 3. O Superior Tribunal de Justiça já decidiu que não há nulidade do processo por ter sido escolhido o rito ordinário no lugar do rito sumário, a não ser que se demonstre prejuízo, mormente em razão da dilação probatória mais ampla, o que possibilita maior efetivi... (Continua)

Referência(s):
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Prova pericial (Jurisprudência)
Procedimento ordinário (Jurisprudência)
Procedimento sumário (Jurisprudência)
Apresentação de quesitos (v. Prova pericial) (Jurisprudência)
Emenda (v. Petição inicial) (Jurisprudência)
Petição inicial (Jurisprudência)
CPC, art. 2º
CPC, art. 125, I
CPC, art. 243
CPC, art. 275, I
CPC, art. 276
Opções

(DOC. LEGJUR 136.2322.3000.5700)

59 - TRT 3 Região. Cerceamento de defesa. Prova testemunhal. Indeferimento de intimação de testemunha. Cerceamento do direito de defesa configurado.

«Ao estabelecer norma específica em relação à produção da prova testemunhal, o processo do trabalho adotou a regra do comparecimento das partes à audiência, acompanhadas de suas testemunhas. O artigo 825 da CLT não impede a intimação das testemunhas, como se infere do seu parágrafo único, e não exige a demonstração da parte de que tivesse convidado a testemunha, não se aplicando aos processos de rito comum ou ordinário a norma prevista no artigo 852-H, § 3°, da CLT. Assim... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7533.4000)

60 - TJRJ. Denúncia. Inépcia e falta de justa causa. Inocorrência. Sentença condenatória. Absolvição. Descabimento. CPP, art. 41.

«Contendo a peça acusatória a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado, a classificação do crime e o rol de testemunhas, preenche ela as exigências do art. 41 do CPP, não podendo, assim, ser tida como inepta. Por outro lado, não há que se cogitar de ausência de justa causa para a deflagração da ação penal, eis que a denúncia foi formulada com base nos elementos de prova conduzidos aos autos.»

Referência(s):
Denúncia (Jurisprudência)
Inépcia (v. Denúncia) (Jurisprudência)
Falta de justa causa (v. Denúncia) (Jurisprudência)
Sentença condenatória (v. Denúncia) (Jurisprudência)
CPP, art. 41
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7238.5700)

61 - STJ. Prova pericial. Perícia. Indicação de assistente.

«Conforme o art. 276/CPC, na petição inicial, o autor apresentará rol de testemunhas e, se requerer perícia, formulará quesitos podendo indicar assistente técnico. Como a prova técnica não foi requerida pela parte, e sim determinada pelo Juiz a sua realização em audiência, incensurável a decisão do Tribunal «a quo» possibilitando ao autor da ação indicar assistente técnico e formular quesitos, ainda que não o tenha feito com a inicial.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7067.7100)

62 - TJSP. Tóxicos. Prova. Posse de entorpecentes. Depoimento de policiais participantes da apreensão da droga e detenção do acusado. Todos envolvidos em crime de concussão. Imprestabilidade. a suportar a condenação. Recurso provido para absolvição.

«Todas as testemunhas sob compromisso são merecedoras da presunção de idoneidade, dentre as quais obviamente se incluem os agentes de polícia, mesmo se tiverem participado de diligência na repressão do crime em foco. Indistintamente passam a compor o material de certeza ao deslinde da causa. Esse crédito de receptividade, entretanto, pode vir a sofrer limitação, ou até ser recusado, se emergir específico motivo de suspeição, «verbi gratia», se os policiais, como únicos do rol... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7487.4700)

63 - STJ. Ação penal. Inépcia da denúncia. Requisitos do art. 41 do CPP. Correta capitulação dos fatos. Ordem denegada.

«Não se tem por inepta a denúncia que atende, perfeitamente, os requisitos do art. 41 do CPP, tendo em vista a completa exposição do fato tido como delituoso, com suas circunstâncias, a qualificação do acusado, a classificação do crime, o pedido de condenação, além da apresentação do rol de testemunhas, permitindo ao réu o pleno exercício da sua defesa. Eventual divergência, quiçá erro do Ministério Público, quanto à capitulação dos fatos denunciados, nenhum prejuízo... (Continua)

Referência(s):
Ação penal (Jurisprudência)
Denúncia (Jurisprudência)
CPP, art. 41
Opções

(DOC. LEGJUR 136.7681.6000.6600)

64 - TRT 3 Região. Cerceamento de defesa. Prova testemunhal. Cerceamento do direito de produzir provas. Oitiva de testemunha.

«No processo do trabalho, as testemunhas comparecem à audiência independentemente de intimação ou notificação, conforme dispõe o artigo 825, caput da Consolidação. O artigo 408 do Código de Processo Civil que prevê a apresentação de rol prévio de testemunhas não é aplicável ao processo do trabalho, porque a Consolidação das Leis do Trabalho não é omissa, tendo previsão própria no artigo 825 e, ainda, devido à incompatibilidade com as disposições aplicáveis a este p... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.6050.2000.0600)

65 - STJ. Direito penal e processual penal. Embargos de divergência. Forma de contagem de prazos retroativos. Paradigmas relativos a prazos civis. Divergência não específica. Nulidade processual. Prejuízo não comprovado. Pas de nullité sans grief.

«1.- Inadmissíveis, porque relativos a matérias de bases absolutamente diversas, quais sejam o regramento procedimental específico do processo penal e o do processo civil, Embargos de Divergência que buscam confrontar julgamento criminal com julgamento cível, como sucede na hipótese, mediante a alegação de divergência fundada na forma de contagem dos prazos estabelecidos pelos artigos 479 do Código de Processo Penal, («Durante o julgamento não será permitida a leitura de documen... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7467.6600)

66 - STJ. Denúncia. Homicídio culposo. Autoria coletiva. Morte por afogamento na piscina. Comissão de formatura. Inépcia da denúncia. Acusação genérica. CPP, art. 41. CP, art. 121, § 3º.

«Afirmar na denúncia que «a vítima foi jogada dentro da piscina por seus colegas, assim como tantos outros que estavam presentes, ocasionando seu óbito» não atende satisfatoriamente aos requisitos do art. 41 do CPP, uma vez que, segundo o referido dispositivo legal, «A denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando n... (Continua)

Referência(s):
Denúncia (Jurisprudência)
Homicídio culposo (Jurisprudência)
Morte por afogamento na piscina (v. Homicídio culposo) (Jurisprudência)
Comissão de formatura (v. Denúncia) (Jurisprudência)
Inépcia (v. Denúncia) (Jurisprudência)
Acusação genérica (v. Denúncia) (Jurisprudência)
Autoria coletiva (v. Denúncia) (Jurisprudência)
CPP, art. 41
CP, art. 121, § 3º
Opções

(DOC. LEGJUR 134.1624.9002.1600)

67 - STJ. Recurso ordinário em habeas corpus. 1. Homicídio qualificado. Prisão em flagrante convertida em preventiva. Excesso de prazo para o encerramento da instrução criminal. Princípio da razoabilidade. Entendimento pacífico do Superior Tribunal de Justiça. 2. Processo complexo, com vários réus presos em comarcas diferentes. Necessidade de expedição de cartas precatórias. Atuação regular do poder judiciário. Inexistência de constrangimento ilegal. 3. Alegação de falta de fundamentação idônea para a prisão preventiva. Matéria não apreciada pela corte de origem. Supressão de instância. 4. Recurso ordinário em habeas corpus improvido.

«1. Conforme entendimento pacífico desta Corte, eventual ilegalidade da prisão cautelar por excesso de prazo para conclusão da instrução criminal deve ser analisada à luz do princípio da razoabilidade, sendo permitido ao Juízo, em hipóteses de excepcional complexidade, a extrapolação dos prazos previstos na lei processual penal. 2. Não se mostra excessivo e desarrazoado o decurso de mais dois anos desde a prisão da paciente, ocorrida em 2/9/2010, pois trata-se de feito... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 141.1941.9002.9300)

68 - STJ. Processual penal. Agravo regimental no agravo em recurso especial. Crime contra a ordem tributária. Alegada inépcia da denúncia. Inocorrência. Presença dos requisitos do art. 41 do CPP. Possibilidade do exercício da ampla defesa. Entendimento deste STJ. Súmula 83/STJ. Agravo não provido.

«1. Súmula 83/STJ: «Não se conhece do recurso especial pela divergência, quando a orientação do Tribunal se firmou no mesmo sentido da decisão recorrida»,, aplicável, igualmente, aos recursos interpostos pela alínea «a» do permissivo constitucional. 2. Conforme ressaltado na decisão objurgada, incide a Súmula 83/STJ na hipótese em que o aresto impugnado está em conformidade com o entendimento do STJ, como no caso em tela, na qual não pode ser acoimada de inepta a d... (Continua)


Referência(s):
Referência/STJ (Recurso especial. Penal. Desfalque financeiro na Empresa de Eletricidade do Estado do Acre - Eletroacre. Crimes de quadrilha, falsidade ideológica, falsificação de documento e peculato. Prescrição da pretensão punitiva estatal. Aplicação do CP, 119 e Súmula 497/STF. Suposta violação à norma constitucional. Inviabilidade em sede de recurso especial. Falta de prequestionamento. Divergência jurisprudencial não demonstrada. Inépcia da denúncia. Inexistência. Requisitos legais preenchidos. Autoria coletiva. Desnecessidade de individualização pormenorizada das condutas criminosas. Descrição suficiente. Emendatio libelli. O réu defende-se dos fatos, e não da definição jurídica. Ausência de violação à lei federal).
Opções

(DOC. LEGJUR 141.1930.5003.8200)

69 - STJ. Agravo regimental no recurso especial. Penal e processual penal. Prefeito denunciado por crime de responsabilidade. Contratação de servidores sem realização de concurso público ou processo seletivo. Descumprimento de Lei federal e municipal. Preliminar de nulidade do acórdão ante a deficiência na defesa técnica apresentada em alegações finais pelo anterior patrono. Afastamento. Falta de prova acerca do prejuízo dai resultante. Precedentes. Violação do art. 41 do CPP. Inépcia da inicial acusatória. Alegada prescrição da pretensão punitiva que não se confirma.

«1. Não há falar em deficiência na defesa técnica apresentada, tendo em vista que o Tribunal a quo reconheceu que o agravante foi devidamente assistido por defensor constituído durante toda a instrução criminal, tendo apresentado todas as peças processuais (resposta à acusação; defesa prévia com rol de testemunhas e alegações finais) de forma satisfatória, observando os prazos legais, atingindo, pois seu objetivo de bem defender o interesse de seu cliente. 2. Encontr... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 140.2254.1003.5700)

70 - STJ. Recurso em habeas corpus. Homicídio culposo. Vítima. Eletroplessão. Art. 121, §§ 3º e 4º, do CP. Trancamento de ação penal. Ausência de justa causa.

«1. Dispõe o art. 41 do Código de Processo Penal que «a denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando necessário, o rol das testemunhas». 2. Para que o agente seja condenado pela prática de crime culposo, são necessários, entre outros requisitos: a inobservância do dever de cuidado objetivo (negligência... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 140.9091.5002.8700)

71 - STJ. Recurso especial. Penal. Violação de dispositivo da Constituição da República. Via inadequada. Art. 239 do ECA. Inépcia da denúncia. Inexistência. Ausência de delimitação da controvérsia. Súmula 284/STF. Falta de prequestionamento. Súmulas 282 e 356/STF e 211/STJ. Fundamento inatacado. Súmula 283/STF. Reexame de matéria fático-probatória. Súmula 7/STJ. Emendatio libelli. Nulidade. Não ocorrência.

«1. A via especial, destinada ao debate de temas de índole infraconstitucional, não se presta à análise da alegação de ofensa a dispositivos da Constituição da República. 2. Não é inepta a denúncia, porque descreveu suficientemente os fatos, com todas as suas circunstâncias, a qualificação dos acusados, a classificação do crime e apresentou o rol de testemunhas. Ressalva do posicionamento do Relator que, no ponto, ficou vencido. 3. As teses trazidas no es... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7336.0900)

72 - STJ. Júri. Libelo. Contrariedade. Notificação. Intimação. Irregularidade não arguida na oportunidade processual própria. Preclusão. CPP, arts. 421 e 572, I e III.

««Recebido o libelo, o escrivão, dentro de 3 (três) dias, entregará ao réu, mediante recibo de seu punho ou de alguém a seu rogo, a respectiva cópia, com o rol de testemunhas, notificado o defensor para que, no prazo de 5 (cinco) dias, ofereça a contrariedade; se o réu estiver afiançado, o escrivão dará cópia ao seu defensor, exigindo recibo, que se juntará aos autos.» (CPP, art. 421). O art. 421 do CPP cuida de modalidade de comunicação processual em que se determ... (Continua)

Referência(s):
Júri (Jurisprudência)
Libelo (v. Júri) (Jurisprudência)
Notificação (v. Intimação) (Jurisprudência)
Intimação (Jurisprudência)
Preclusão (Jurisprudência)
CPP, art. 421
CPP, art. 572, I e III
Opções

(DOC. LEGJUR 12.5645.3000.3600)

73 - STF. Ação penal. Denúncia. Requisitos de admissibilidade. Conceito e elementos do dolo. Considerações do Min. Joaquim Barbosa sobre o tema. CPP, arts. 41 e 395.

«... Os requisitos de admissibilidade da acusação estão descritos no art. 41, combinado com o art. 395 do Código de Processo Penal, verbis: Art. 41. A denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando necessário, o rol das testemunhas. Art. 395. A denúncia ou queixa será... (Continua)

Referência(s):
Ação penal (Jurisprudência)
Denúncia (v. Ação penal) (Jurisprudência)
Requisitos de admissibilidade (v. Denúncia) (Jurisprudência)
Dolo (Jurisprudência)
Conceito (v. Dolo) (Jurisprudência)
Elementos (v. Dolo) (Jurisprudência)
CPP, art. 41
CPP, art. 395
Opções

(DOC. LEGJUR 137.9404.2002.7900)

74 - STJ. Recurso ordinário em habeas corpus. Homicídio qualificado. Prisão preventiva. 1. Excesso de prazo. Não ocorrência. Razoabilidade. 2. Processo em fase de conclusão para julgamento em plenário. Pedido de desaforamento inserido em pauta. 2. Periculosidade do agente. Modo de agir. Segregação cautelar mantida para a garantia da ordem pública. 3. Réu que permaneceu foragido por 7 (sete) anos. Prisão efetivada em outro estado. Necessidade de assegurar a aplicação da Lei penal. 4. Recurso improvido.

«1. Conforme entendimento pacífico desta Corte Superior, eventual excesso de prazo deve ser analisado à luz do princípio da razoabilidade, permitido ao Juízo, em hipóteses excepcionais, ante as peculiaridades da causa, a extrapolação dos prazos previstos na lei processual penal, visto que essa aferição não resulta de simples operação aritmética. No caso, de acordo com o quadro informativo descrito no acórdão, o processo encontra-se nos procedimentos finais para julgamento, as ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 12.5645.3000.4200)

75 - STF. Denúncia. Peculato. Lavagem de dinheiro. Campanha eleitoral. Caso Marcos Valério. Considerações do Min. Ricardo Lewandowski sobre os requisitos da denúncia e a obrigatoriedade do Ministério Público promover a ação penal. CP, art. 312. Lei 9.613/1998, art. 1º. CPP, arts. 41 e 395. CF/88, art. 129, I.

«... Senhor Presidente, trago algumas notas. Principio dizendo que a Constituição de 1988 cometeu ao Ministério Público, no art. 129, I, a relevante função de promover privativamente a ação penal. Não se trata de mera faculdade ou de um direito cujo exercício se sujeita a um juízo de conveniência e oportunidade, mas de um poder/dever que foi outorgado pelos constituintes ao parquet. Ou seja, tendo notícia da prática de um crime, o Ministério Público está compelido ... (Continua)

Referência(s):
Denúncia (Jurisprudência)
Lavagem de dinheiro (Jurisprudência)
Peculato (Jurisprudência)
Eleitoral (Jurisprudência)
Campanha eleitoral (v. Eleitoral) (Jurisprudência)
Ação penal (Jurisprudência)
Ministério Público (Jurisprudência)
CP, art. 312
Lei 9.613/1998, art. 1º (Legislação)
CPP, art. 41
CP, art. 395
CF/88, art. 129, I.
Opções

(DOC. LEGJUR 134.9045.2003.4100)

76 - STJ. Habeas corpus substitutivo de recurso próprio. Descabimento. Homicídio. Parte da defesa executada por defensor sem inscrição na oab. Nulidade relativa. Preclusão. Alegação somente 5 anos após a ciência. Prejuízo não demostrado. Desídia da defesa na presente impetração, mais de 4 anos após o acórdão impugnado. Ausência de constrangimento ilegal. Habeas corpus não conhecido.

«– Este Superior Tribunal de Justiça, na esteira do entendimento firmado pelo Supremo Tribunal Federal, tem amoldado o cabimento do remédio heróico, adotando orientação no sentido de não mais admitir habeas corpus substitutivo de recurso ordinário/especial. Contudo, a luz dos princípios constitucionais, sobretudo o do devido processo legal e da ampla defesa, tem-se analisado as questões suscitadas na exordial a fim de se verificar a existência de constrangimento ilegal para, se f... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7466.5900)

77 - STJ. Denúncia. Requisitos. CPP, arts. 41 e 43.

«O Código de Processo Penal, como é plenamente conhecido, determina em seu art. 41, que «a denúncia ou queixa conterá a exposição do fato criminoso, como todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo, a classificação do crime e, quando necessário, o rol das testemunhas». Impõe, por outro ângulo, o art. 43 do CPP, que a denúncia será rejeitada quando o fato narrado evidentemente não constituir crime. ... (Continua)

Referência(s):
Denúncia (Jurisprudência)
Requisitos (v. Denúncia) (Jurisprudência)
CPP, art. 41
CPP, art. 43
Opções

(DOC. LEGJUR 124.0462.9000.2500)

78 - TJRJ. Estelionato. «Habeas corpus». Golpes praticados na internet, através da venda de produtos pelo site mercado livre. Denúncia. Admissibilidade das ações penais. Irresignação da defesa. Pleito de trancamento das demandas lastreado na ilicitude de provas, ausência de justa causa e inépcia da inicial. Subsidiariamente, postula fixação da competência em um único juízo para processar e julgar todos os feitos. Improsperável. CP, art. 171. CPP, arts. 41 e 395.

«1 - In casu, as ações penais que foram instruídas com cópias extraídas de um inquérito, não estão impregnadas de qualquer vício, mormente quanto à violação ao princípio do contraditório Isso porque o inquérito policial constitui mera peça informativa para a formação da opinio delicti do órgão acusador, razão pela qual os elementos ali angariados não são considerados imprescindíveis à propositura da ação penal. 2 - Como cediço, a regra para o trancamento... (Continua)

Referência(s):
Estelionato (Jurisprudência)
«Habeas corpus» (Jurisprudência)
Internet (v. Estelionato) (Jurisprudência)
Golpes praticados na internet (v. Estelionato) (Jurisprudência)
Site (v. Estelionato) (Jurisprudência)
Site mercado livre (v. Estelionato) (Jurisprudência)
Denúncia (Jurisprudência)
CP, art. 171
CPP, art. 41
CPP, art. 395
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7502.7500)

79 - STJ. Execução fiscal. Tributário. Exceção de pré-executividade. Argüição de inconstitucionalidade das leis que disciplinavam as exações ensejadoras do crédito tributário exeqüendo. Possibilidade. Considerações do Min. Luiz Fux sobre o tema. Lei 6.830/80, art. 16.

«... O cerne da presente demanda refere-se à possibilidade de se argüir, em sede de execução fiscal, por meio da via da exceção de pré-executividade, a inconstitucionalidade da exação que ensejou o crédito tributário exeqüendo. Sustentando a inadmissibilidade da utilização da exceção de pré-executividade no caso em espécie, o recorrente se ampara no disposto no art. 16, § 3º, da Lei 6.830/80, que resta assim redigido: (...) Art. 16. O ex... (Continua)

Referência(s):
Execução fiscal (Jurisprudência)
Tributário (Jurisprudência)
Exceção de pré-executividade (v. Execução fiscal) (Jurisprudência)
Inconstitucionalidade das leis (v. Exceção de pré-executividade) (Jurisprudência)
Lei 6.830/80, art. 16 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7517.7900)

80 - STJ. Honorários advocatícios. Ação de cobrança. Assistência judiciária. Inexigibilidade. Considerações do Min. Hélio Quaglia Barbosa sobre o tema. Lei 1.060/50, art. 3º, V. Lei 8.906/94, art. 22.

«... Trata-se, «in casu», de ação de cobrança de honorários advocatícios, tal como contratados pelas partes. A Corte «a quo», atenta ao fato da recorrida ter obtido o benefício da assistência judiciária, consignou: «A Lei 1.060/50 isenta o beneficiário da assistência judiciária do pagamento de custas, despesas de processo e honorários advocatícios, da parte contrária e do seu próprio advogado. Não poderiam os ap... (Continua)

Referência(s):
Honorários advocatícios (Jurisprudência)
Assistência judiciária (Jurisprudência)
Lei 1.060/50, art. 3º, V (Legislação)
Lei 8.906/94, art. 22 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 125.9195.4000.4900)

81 - STJ. Revelia. Procedimento sumário. Audiência presidida por conciliador auxiliar. Revelia afastada. Considerações da Minª. Maria Isabel Gallotti sobre o tema. Precedente do STJ. CPC, arts. 277, 278 e 319.

«... Assiste, todavia, razão ao recorrente quando alega divergência com o acórdão da 3ª Turma no REsp. 423.117, relator o Ministro Castro Filho, a propósito da interpretação dos arts. 277, § 1º e 278 do CPC. No referido precedente, considerou-se que «muito embora o artigo 277, §1º, do Código de Processo Civil autorize seja o juiz auxiliado por conciliador, não obtido o acordo, o ato não pode ser encerrado sem que se oportunize ao réu apresentar ao juiz sua resposta.» ... (Continua)

Referência(s):
Revelia (Jurisprudência)
Procedimento sumário (v. Revelia) (Jurisprudência)
Audiência (v. Procedimento sumário) (Jurisprudência)
Conciliador auxiliar (v. Procedimento sumário) (Jurisprudência)
CPC, art. 277
CPC, art. 278
CPC, art. 319
Opções

(DOC. LEGJUR 141.1961.8000.9200)

82 - STJ. Recurso especial. Penal. Desfalque financeiro na Empresa de Eletricidade do Estado do Acre - Eletroacre. Crimes de quadrilha, falsidade ideológica, falsificação de documento e peculato. Prescrição da pretensão punitiva estatal. Aplicação do CP, 119 e Súmula 497/STF. Suposta violação à norma constitucional. Inviabilidade em sede de recurso especial. Falta de prequestionamento. Divergência jurisprudencial não demonstrada. Inépcia da denúncia. Inexistência. Requisitos legais preenchidos. Autoria coletiva. Desnecessidade de individualização pormenorizada das condutas criminosas. Descrição suficiente. Emendatio libelli. O réu defende-se dos fatos, e não da definição jurídica. Ausência de violação à lei federal.

«1. De acordo com o art. 119 do Código Penal e o verbete sumular 497 do Supremo Tribunal Federal, na hipótese de crime continuado ou de concurso de crimes, a extinção da punibilidade recairá sobre a pena de cada delito, isoladamente. 2. Com base na pena aplicada, excluindo-se o acréscimo pela continuidade delitiva ou do concurso material, observa-se, in casu, a ocorrência da prescrição da pretensão punitiva superveniente, desde a última causa interruptiva, nos termos do ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 12.2601.5000.5100)

83 - STJ. «Habeas corpus». Agravo regimental. Ato administrativo do Tribunal de Justiça do Estado do Acre no qual se estabeleceu que a protocolização de petições perante as varas já dotadas de tecnologia própria dar-se-ia unicamente por meio digital (internet, Pen-drive ou CD). Alegação de exiguidade do prazo conferido à Defensoria Pública do Estado para adaptar-se à determinação. Pedido de prorrogação do prazo para entrada em vigor da medida. Impugnação a ato normativo em tese. Remédio heróico: via processual destinada a tutelar apenas imediato constrangimento ilegal ao direito de liberdade. Não cabimento, na hipótese, do remédio constitucional do habeas corpus. Impropriedade absoluta da via eleita. Considerações sobre o dever de lealdade processual. Agravo desprovido. Precedentes do STJ e STF. CF/88, art. 5º, LXVIII. CPP, art. 647.

«1. A pretensão da Defensoria Pública da União – que equivale, em verdade, a realizar um controle abstrato de constitucionalidade – não se mostra possível por intermédio da via processual célere eleita, o habeas corpus, remédio constitucional absolutamente inadequado para esse fim (STJ, RHC 26.273/SP, 5ª Turma, Rel. Min LAURITA VAZ, DJe de 13/10/2009; STJ, HC 195.469/SP, decisão monocrática, Rel. Min. LAURITA VAZ, DJe de 14/02/2011; STF, HC 81.489/SP, 2ª Turma, Rel. Min. CEZA... (Continua)

Referência(s):
«Habeas corpus» (Jurisprudência)
Ato administrativo (Jurisprudência)
Administrativo (Jurisprudência)
Meio digital (Jurisprudência)
Internet (Jurisprudência)
Pen-drive ou CD (v. Meio digital) (Jurisprudência)
Defensoria Pública (Jurisprudência)
Ato normativo em tese (v. «Habeas corpus») (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, LXVIII
CPP, art. 647
Opções

(DOC. LEGJUR 125.9195.4000.5100)

84 - STJ. Revelia. Procedimento sumário. Audiência presidida por conciliador auxiliar. Revelia afastada. Considerações do Min. Antonio Carlos Ferreira sobre o tema. Precedente do STJ. CPC, arts. 277, 278 e 319.

«... Considerando a divergência surgida na Turma por ocasião do julgamento do presente recurso, pedi vista para melhor análise dos autos. A controvérsia, de ordem processual, gira em torno da possibilidade de reconhecimento da revelia em virtude do comparecimento de réu - desacompanhado de advogado e sem apresentar contestação - à audiência inaugural do procedimento comum, rito sumário, realizada por conciliador sem a presença do juiz (CPC, art. 277). De um lad... (Continua)

Referência(s):
Revelia (Jurisprudência)
Procedimento sumário (v. Revelia) (Jurisprudência)
Audiência (v. Procedimento sumário) (Jurisprudência)
Conciliador auxiliar (v. Procedimento sumário) (Jurisprudência)
CPC, art. 277
CPC, art. 278
CPC, art. 319
Opções

(DOC. LEGJUR 137.0451.3000.6400)

85 - STJ. Procedimento sumário. Defensoria Pública. Pedido de vista e intimação pessoal. Prerrogativas do defensor público. Negativa do juízo. Violação ao contraditório e ampla defesa. Decretação da revelia na audiência de conciliação. Impossibilidade. Considerações do Min. Luis Felipe Salomão sobre o tema. Precedentes do STJ. Lei Compl. 80/1994, art. 89. CF/88, arts. 5º, LV e 134. CPC, arts. 277, 278 e 319.

«... 2. Cinge-se a questão em saber se a Defensoria Pública faz jus ao direito de vista dos autos, sob pena cerceamento de defesa, quando formula expressamente requerimento nesse sentido e em momento anterior à audiência de conciliação pelo rito sumário, em ação de cobrança movida contra sua assistida. 2.1. É sabido que, na forma em que estabelecido pelo Código Buzaid, o procedimento comum pelo rito sumário se caracteriza por maior concentração dos atos processuais, ... (Continua)

Referência(s):
Procedimento sumário (Jurisprudência)
Defensoria Pública (v. Defensoria Pública) (Jurisprudência)
Pedido de vista (v. Defensoria Pública) (Jurisprudência)
Intimação pessoal (v. Defensoria Pública) (Jurisprudência)
Prerrogativas do defensor público (v. Defensoria Pública) (Jurisprudência)
Defensor público (v. Defensoria Pública) (Jurisprudência)
Contraditório (Jurisprudência)
Ampla defesa (Jurisprudência)
Revelia (Jurisprudência)
Audiência de conciliação (v. Revelia) (Jurisprudência)
Lei Compl. 80/1994, art. 89 (Legislação)
CF/88, art. 5º, LV
CF/88, art. 134
CPC, art. 277
CPC, art. 278
CPC, art. 319
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7474.7200)

86 - TRT 2 Região. Justa Causa. Alcoolismo. Doença. Função social da empresa. Considerações da Juíza Vera Marta Públio Dias sobre o tema. CLT, art. 482, «f».

«... Insurge-se a reclamada contra a decisão que não reconheceu a aplicação da justa causa aplicada ao autor. Sustenta que devidamente comprovado, via documental e testemunhal, que o reclamante laborava freqüentemente embriagado. Com efeito, a apreciação da dispensa do empregado pelo motivo de justa causa, sendo a mais severa penalidade que lhe pode ser imposta frente ao poder disciplinar do empregador, deve ser objeto de extrema atenção por parte da doutrina laboral, nota... (Continua)

Referência(s):
Justa Causa (Jurisprudência)
Alcoolismo (Jurisprudência)
Doença (v. Alcoolismo) (Jurisprudência)
Função social da empresa (Jurisprudência)
CLT, art. 482, «f»
Opções

(DOC. LEGJUR 125.9195.4000.5000)

87 - STJ. Revelia. Procedimento sumário. Audiência presidida por conciliador auxiliar. Revelia afastada. Considerações, no VOTO VENCIDO, do Min. Luis Felipe Salomão sobre o tema. Precedente do STJ. CPC, arts. 277, 278 e 319.

«... VOTO VENCIDO. 3. O cerne da controvérsia cinge-se à possibilidade de decretação da revelia, em procedimento sumário, daquele que não apresenta contestação em audiência de conciliação supostamente presidida apenas por conciliador. 3.1. Ao adotar o procedimento sumário como espécie, distinguindo-o do ordinário, o legislador pretendeu, de maneira evidente, conferir-lhe maior rapidez e simplicidade. De fato, a sumariedade formal inerente ao referido procedi... (Continua)

Referência(s):
Revelia (Jurisprudência)
Procedimento sumário (v. Revelia) (Jurisprudência)
Audiência (v. Procedimento sumário) (Jurisprudência)
Conciliador auxiliar (v. Procedimento sumário) (Jurisprudência)
CPC, art. 277
CPC, art. 278
CPC, art. 319
Opções

(DOC. LEGJUR 127.3334.6000.3400)

88 - STJ. Tóxicos. «Habeas corpus». Prova ilícita. Tráfico de drogas. Investigação policial. Exercício do direito de permanecer calado manifestado expressamente pelo indiciado (CF/88, art. 5º, LXIII). Gravação de conversa informal realizada pelos policiais que efetuaram a prisão em flagrante. Elemento de informação considerado ilícito. Vulneração de direito constitucionalmente assegurado. Inaplicabilidade do entendimento no sentido da licitude da prova coletada quando um dos interlocutores tem ciência da gravação do diálogo. Situação diversa. Autoacusação. Direito à não autoincriminação que deve prevalecer sobre o dever-poder do estado de realizar a investigação criminal. Mplas considerações do Min. Sebastião Reis Júnior sobre o tema. Precedentes do STF e STJ.

«... Ocorre que, segundo consta do auto de prisão em flagrante, o preso exerceu o direito de permanecer calado, situação que mostra a incoerência da permanência nos autos de um diálogo gravado na delegacia. Primeiro, porque a situação demonstra que, apesar de ter sido formalmente consignado no auto de prisão em flagrante que o indiciado exerceu o direito de permanecer calado, não foi ele informado, por ocasião do diálogo gravado com os policiais, da existência desse di... (Continua)

Referência(s):
Tóxicos (Jurisprudência)
«Habeas corpus» (Jurisprudência)
Prova ilícita (Jurisprudência)
Tráfico de drogas (v. Tóxicos) (Jurisprudência)
Investigação policial (v. Prova ilícita) (Jurisprudência)
Direito de permanecer calado (v. Prova ilícita) (Jurisprudência)
Gravação de conversa informal (v. Direito de permanecer calado) (Jurisprudência)
Prisão em flagrante (v. Direito de permanecer calado) (Jurisprudência)
Gravação do diálogo (v. Direito de permanecer calado) (Jurisprudência)
Autoacusação (v. Direito de permanecer calado) (Jurisprudência)
Autoincriminação (v. Direito de permanecer calado) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, LXIII
Opções

(DOC. LEGJUR 123.0700.2000.5000)

89 - STJ. Administrativo. Ação civil. Improbidade administrativa. Prova testemunhal. Ausência de intimação do réu para audiência de oitiva de testemunha. Colisão entre princípios, contraditório, ampla defesa, economia processual e instrumentalidade das formas. Sopesamento. Prova não essencial. Fato incontroverso. Nulidade. Ausência de prejuízo. Pas de nullité sans grief. Considerações do Min. Humberto Martins sobre o tema. Lei 8.429/1992. CPC, arts. 242, § 2º, 249, § 1º e 331. CF/88, art. 5º, LV.

«... Alega o recorrente que o acórdão violou os arts. 242, § 2º, e 331 do CPC. Em suas razões, aduz que os princípios do contraditório e o da ampla defesa foram inobservados quando o juiz de primeira instância não procedeu à intimação do réu para a audiência de oitiva de testemunha. Afirma também que «a não observância do que dispõe o referido art. 331 do Código de Processo Civil, representou um grande prejuízo para o Recorrente, que assim ficou imped... (Continua)

Referência(s):
Administrativo (Jurisprudência)
Ação civil (v. Improbidade administrativa) (Jurisprudência)
Improbidade administrativa (Jurisprudência)
Prova testemunhal (Jurisprudência)
Intimação (Jurisprudência)
Intimação do réu (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Audiência de oitiva de testemunha (v. Prova testemunhal) (Jurisprudência)
Colisão entre princípios (v. Defesa) (Jurisprudência)
Contraditório (Jurisprudência)
Defesa (Jurisprudência)
ampla defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
Economia processual (Jurisprudência)
Instrumentalidade das formas (Jurisprudência)
Prova não essencial (v. Nuldiade) (Jurisprudência)
Fato incontroverso (v. Nulidade) (Jurisprudência)
Nulidade (Jurisprudência)
Ausência de prejuízo (v. Nulidade) (Jurisprudência)
Prejuízo (v. Nulidade) (Jurisprudência)
Pas de nullité sans grief (v. Nulidade) (Jurisprudência)
Lei 8.429/1992 (Legislação)
CPC, art. 242, § 2º
CPC, art. 249, § 1º
CPC, art. 331
CF/88, art. 5º, LV.
Opções

(DOC. LEGJUR 12.2601.5000.3300)

90 - STJ. «Habeas corpus». Calúnia e difamação. Anulação. Primeira sentença anulada em face de incompetência absoluta. Imposição de pena mais grave em segunda condenação. Impossibilidade. Violação ao princípio que proíbe a reformatio in pejus. Juiz natural. Restrição do juízo natural à reprimenda imposta pelo magistrado incompetente. Concessão da ordem. Considerações do Min. Jorge Mussi sobre o tema, bem como sobre a natureza jurídica da sentença proferida por juiz incompetente e também sofre a distinção dos atos inexistentes e nulos. Precedentes do STJ e STF. CF/88, art. 5º, XXXVII. CPP, arts. 617 e 647.

«... De início, cumpre esclarecer que há grande discussão acerca da natureza da sentença proferida por magistrado absolutamente incompetente: se nula ou inexistente. Tal polêmica, conquanto seja utilizada por diversos autores para justificar a vedação ou não da reformatio in pejus indireta, não é determinante para a solução da questão ora em debate, já que até mesmo aqueles que entendem que os atos praticados por juiz absolutamente incompetente são inexistentes admi... (Continua)

Referência(s):
«Habeas corpus» (Jurisprudência)
Sentença (Jurisprudência)
Anulação (v. Sentença) (Jurisprudência)
Pena (Jurisprudência)
Pena mais grave (v. Pena) (Jurisprudência)
Segunda condenação (v. Reformatio in pejus) (Jurisprudência)
Reformatio in pejus (Jurisprudência)
Juiz natural (Jurisprudência)
Distinção (Jurisprudência)
Ato nulo (Jurisprudência)
Ato inexistente (Jurisprudência)
Natureza jurídica (Jurisprudência)
Juiz incompetente (v. Sentença) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVII
CPP, art. 617
CPP, art. 647
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7441.9200)

91 - STJ. Homicídio. Desclassificação para homicídio culposo. Ausência de recurso em sentido estrito do Ministério Público. Coisa julgada. Amplas considerações do Min. Paulo Gallotti acerca do trânsito em julgado ou não dessa decisão. Conclusão pelo inexistência do trânsito em julgado. CPP, arts. 410, 581, II. CP, art. 121, «caput».

«... Dois os temas a examinar: o primeiro diz com saber se transita em julgado, se não atacada por recurso, a decisão que desclassifica para culposo o crime contra a vida denunciado como doloso. No Supremo Tribunal Federal, há dois precedentes antagônicos. Um deles, relator o Ministro Bilac Pinto, de 1974, afirma não ser possível rever a matéria se não houve impugnação, em tempo hábil, pela acusação. Diz a ementa: «JÚRI. D... (Continua)

Referência(s):
Homicídio (Jurisprudência)
Desclassificação (v. Homicídio) (Jurisprudência)
Homicídio culposo (Jurisprudência)
Recurso em sentido estrito (Jurisprudência)
Ministério Público (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
Trânsito em julgado (v. Coisa julgada) (Jurisprudência)
CPP, art. 410
CPP, art. 581, II
CP, art. 121, «caput»
Opções

(DOC. LEGJUR 12.5645.3000.4100)

92 - STF. Denúncia. Peculato. Lavagem de dinheiro. Campanha eleitoral. Caso Marcos Valério. Considerações, no voto vencido, do Min. Dias Toffoli sobre os requisitos da denúncia. CP, art. 312. Lei 9.613/1998, art. 1º. CPP, arts. 41 e 395.

«... De acordo com o direito brasileiro, a denúncia deve conter a exposição do fato criminoso, com todas as suas circunstâncias, a qualificação do acusado (ou esclarecimentos pelos quais se possa identificá-lo), a classificação do crime e, quando for o caso, o rol de testemunhas (CPP, art. 41). Tais exigências se fundamentam na necessidade de precisar os limites da imputação, não apenas autorizando o exercício da ampla defesa, como também viabilizando a aplicação da lei pena... (Continua)

Referência(s):
Denúncia (Jurisprudência)
Lavagem de dinheiro (Jurisprudência)
Peculato (Jurisprudência)
Eleitoral (Jurisprudência)
Campanha eleitoral (v. Eleitoral) (Jurisprudência)
CP, art. 312
Lei 9.613/1998, art. 1º (Legislação)
CPP, art. 41
CP, art. 395
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7459.9100)

93 - STJ. Recurso. Apelação criminal. Fuga do réu. Deserção. Aplicação do art. 595 do CPP. Descabimento. Hermenêutica. Não recepção do CPP, art. 595 pela CF/88. Afronta aos princípios constitucionais do contraditório, da ampla defesa e do duplo grau de jurisdição. Princípio da presunção de inocência. Amplas considerações do Min. Paulo Medina sobre o tema. CF/88, art. 5º, LV e LVII.

«... Insurge-se o paciente contra decisão que não conheceu do recurso interposto, por ter reconhecido a ocorrência do fenômeno da deserção, prescrito no art. 595 do CPP. O Tribunal «a quo», com respaldo em decisões da maioria dos tribunais brasileiros, entendeu que a fuga do apelante implica deserção do recurso, nos moldes do que dispõe o art. 595 da Lei Instrumental Penal. A CF/88, no art. 5º, LVII, declara que ninguém será considerado culpado até o trân... (Continua)

Referência(s):
Recurso (Jurisprudência)
Apelação criminal (v. Recurso) (Jurisprudência)
Fuga do réu (v. Recurso) (Jurisprudência)
Deserção (v. Recurso) (Jurisprudência)
CPP, art. 595
Hermenêutica (Jurisprudência)
Contraditório (Jurisprudência)
Princípio do contraditório (Jurisprudência)
Ampla defesa (v. Defesa) (Jurisprudência)
Defesa (Jurisprudência)
Duplo grau de jurisdição (Jurisprudência)
Princípio da presunção de inocência (Jurisprudência)
Presunção de inocência (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, LV e LVII
Opções

(DOC. LEGJUR 123.9262.8001.1900)

94 - STJ. Família. União estável. Concubinato. Ação de reconhecimento de união estável. Homem casado. Ocorrência de concubinato. Indagações acerca da vida íntima dos cônjuges. Impertinência. Inviolabilidade da vida privada. Separação de fato não provada. Ônus da prova que recai sobre a autora da ação. Considerações do Min. Luis Felipe Salomão sobre o tema. CCB/2002, arts. 1.723, § 1º, e 1.727. CF/88, art. 226, § 3º. Lei 9.278/1996. Lei 8.971/1994. CPC, art. 333.

«... 2. Convém registrar, desde já, que, no julgamento do REsp 912.926/RS, este Colegiado, dando provimento ao recurso especial, afastou o reconhecimento de uniões estáveis simultâneas. Naquela oportunidade, asseverei a premissa de sobredireito da qual se deve partir, segundo penso, para conferir a solução jurídica a casos como o dos autos: não se discute a possibilidade de, no mundo dos fatos, haver mais de uma união com vínculo afetivo e duradouro, com o escopo de cons... (Continua)

Referência(s):
Família (Jurisprudência)
União estável (v. Concubinato) (Jurisprudência)
Concubinato (v. União estável) (Jurisprudência)
Ação de reconhecimento (v. União estável) (Jurisprudência)
Homem casado (v. União estável) (Jurisprudência)
Ônus da prova (v. União estável) (Jurisprudência)
Prova (Jurisprudência)
CCB/2002, art. 1.723, § 1º
CCB/2002, art. 1.727
CF/88, art. 226, § 3º
Lei 9.278/1996 (Legislação)
Lei 8.971/1994, art. 9 (Legislação)
CPC, art. 333
Opções
  • 1
  • Pagina: 1 de 1

Redes Sociais



LEGJUR.COM - Vade Mécum Digital 2005-2014 © Todos os direitos reservados.