Voltar ao Topo

CDC - CÓDIGO DE DEFESA DO CONSUMIDORAcesse o Código de Defesa do Consumidor e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
CCB/2002 - CÓDIGO CIVIL BRASILEIRO/2002Acesse o Código Civil Brasileiro de 2002 e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
CLT - CONSOLIDAÇÃO DAS LEIS DO TRABALHOAcesse a CLT - Consolidação das Leis do Trabalho e verifique como a navegação entre os artigos é fácil, e também contém jurisprudência selecionada em seus artigos.

ACESSE AQUI
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela rara manifestação judicial que vale a pena consultar, é aquela que tem aval da Constituição e tem compromisso com o cidadão e com as pessoas.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que é fundamental na construção de uma ponte segura em direção a uma jurisdição e a uma advocacia de qualidade.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que simplifica e dá vida a temas complexos e a jurisdição.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela que ajuda a qualificar o profissional e o futuro profissional do direito.
Jurisprudência de qualidadeÉ aquela capaz de receber o respeito das pessoas, do cidadão e das partes.
Aval da ConstituiçãoSem aval constitucional, não há tese jurídica, não há lei, não há normativo, não há obrigação de qualquer natureza que vincule legitimamente um cidadão.
Tutelagem estatalO cidadão e as pessoas são livres. «Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão/1789. Art. 1º - Os homens nascem e são livres e iguais em direitos. [...].»
Tutelagem estatalA tutelagem sobre as pessoas e sobre o cidadão não tem aval constitucional nem filosófico. Estados, governos, e principalmente a jurisdição prestam serviços, servem a sociedade, as pessoas e o cidadão.
O Estado e a prestação de serviço públicoA função primordial do estado, dos governos e da jurisdição é prestar serviços ao cidadão e as pessoas e não servir-se deles.
O Estado e a prestação de serviço públicoO conceito do Estado prestador de serviços nasceu com a Declaração dos Direitos do Homem e do Cidadão de 1789/França este compromisso com o cidadão não está na esfera de disposição de nenhum parlamento, governo ou jurisdição.
Princípio da legalidadeNinguém será obrigado a fazer ou deixar de fazer alguma coisa senão em virtude de lei (CF/88, art. 5º, II).
Princípio da legalidadeEntenda-se aqui, o sentido de «lei» como «lei material» e aval da Constituição e principalmente da cláusula mandato de que trata art. 1º, parágrafo único, da CF/88.
Princípio da legalidadePortanto, nenhum cidadão ou pessoa tem a obrigação de cumprir qualquer normativo, ou decisão judicial, sem o aval constitucional.
Constitucionalidade casuística.A constitucionalidade é fundamentalmente casuística, não milita qualquer presunção em favor de qualquer pronunciamento, seja, ele judicial, governamental, ou mesmo do Congresso.
Compromisso com a ConstituiçãoQuem demite-se do compromisso com a Constituição, não é Magistrado, não é Advogado, não é Promotor de Justiça, não é Delegado de Polícia, não é Servidor Público, não é Parlamentar, não é sequer cidadão.
PROMOÇÃOAdquira o Pacote LEGJUR de 1 ANO e GANHE:
2 meses adicionais se você já é cliente (14 meses)
1 mês adicional para novos clientes (13 meses)

LEGJUR.COM - Vade Mécum Digital
O seu Portal de Legislação, Jurisprudencia, Súmulas, Exame da Ordem, Livros Digitais e Notícias
www.legjur.com

Carregando...


Download Gratuito
Busca por Palavra Chave


PESQUISA AVANÇADA DE JURISPRUDÊNCIA
Busca por Palavra Chave

Pesquisa por palavra chave



Busca por campos específicos

Pesquise número da jurisprudência

Pesquise Nome do Relator

Pesquise Número Doc. LEGJUR

Busca por artigo da Legislação
-


ato juridico perfeito

351 Documentos Encontrados

Operador de busca: Palavras combinadas

Ordenar por:

Decreto nº 3329/2000 <- Veja Legislação relacionada a pesquisa.

Imprimir pagina Compartilhe no Facebook Compartilhe no Twitter Adicione o LEGJUR nos Favoritos Compartilhe no Google+

(DOC. LEGJUR 103.1674.7273.0300)

1 - TST. Recurso extraordinário. Alegação de ofensa ao ato jurídico perfeito ou ao direito adquirido. CPC, art. 541.

«Consoante concluiu o STF, somente questões de direito intertemporal ensejam o processamento de recurso extraordinário com respaldo no princípio da intangibilidade do ato jurídico perfeito ou do direito adquirido.»

Referência(s):
Recurso extraordinário (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
CPC, art. 541
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7274.8300)

2 - TST. Recurso extraordinário. Alegação de ofensa ao ato jurídico perfeito ou ao direito adquirido. CPC, art. 541.

«Consoante concluiu o STF, somente questões de direito intertemporal ensejam o processamento de recurso extraordinário com respaldo no princípio da intangibilidade do ato jurídico perfeito ou do direito adquirido.»

Referência(s):
Recurso extraordinário (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
CPC, art. 541
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7062.0100)

3 - STF. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. CF/88, arts. 5º, XXXVI, 173, § 4º e 209.

«A existência de ato jurídico perfeito, a desaguar em direito adquirido, pressupõe a formalização em harmonia com a ordem jurídica constitucional. Isto não ocorre quando a Corte soberana no exame dos elementos probatórios dos autos decidiu considerada a possibilidade de o Estado coartar abusos econômicos perpetrados na fixação dos preços das mensalidades escolares. É que o § 4º do art. 173 da CF/88 reserva à lei a repressão ao abuso do poder econômico, no que vise à domina... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7003.6700)

4 - TST. Ato jurídico perfeito.

«Recurso de revista desfundamentado, nos termos do artigo 896 da CLT, já que a reclamada não apontou violação de lei ou da Constituição Federal, tampouco colacionou arestos para a demonstração de divergência jurisprudencial. Recurso de revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7275.4700)

5 - STF. Recurso extraordinário. Consórcio. Desistência do participante. Acórdão recorrido que aplicou à espécie o CDC. Alegação de que deve prevalecer o pactuado pelas partes. Afronta ao ato jurídico perfeito.

«Não há como se pretender haja o acórdão recorrido, ao concluir pela incidência do CDC, violado o ato jurídico perfeito, representado pelo contrato firmado, entre as partes. A discussão demandaria o exame da legislação infraconstitucional e de cláusula contratual, o que não dá margem ao cabimento do recurso extraordinário.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7181.5600)

6 - TST. Demissão. Pedido. Ato jurídico perfeito. Incompatibilidade com a despedida indireta.

«Partindo-se da premissa de que os fatos estavam incontroversos, tal como admitido no acórdão regional, ou seja, que «a autora solicitou demissão, que a despedida indireta resultou do não pagamento das horas extras, além de não indicar nenhum vício de consentimento para o pedido de demissão, salvo as irregularidades praticadas pelo reclamado», resulta inadequadamente aplicado o Enunciado 126/TST, eis que sendo incontroversa a matéria fática e desnecessário alterar-se o quadro, a... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7132.9900)

7 - TST. Sindicato. Dirigente sindical. Renúncia ao mandato. Ato jurídico perfeito. Inexistência de vício de consentimento. Manifestação espontânea de afastamento.

«Existindo renúncia (ato jurídico perfeito e acabado) ao cargo de dirigente sindical (sem qualquer notícia de dolo, fraude ou coação) não há que se falar em direito à estabilidade provisória, eis que essa, prevista no art. 543 da CLT, é inerente ao cargo e, somente ele, assegura as vantagens legais dela decorrentes.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7010.3500)

8 - TRF 4 Região. Legitimidade passiva. Litisconsórcio. Caderneta de poupança. Inviolabilidade do ato jurídico perfeito.

«A atividade legislativa ou é exercida segundo a Constituição ou contra. Em qualquer caso, inexiste responsabilidade do Estado. Na primeira hipótese, porque o ato será legítimo e dele não poderá decorrer prejuízo indenizável. Na segunda, porque o ato legislativo será ineficaz, não podendo gerar qualquer efeito em relação à situação jurídica de seus destinatários. O órgão estatal não pode, portanto, em razão de sua instituição financeira, ser considerado litisconsorte... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7151.2300)

9 - TST. Rescisão contratual. Alteração da forma de dispensa do trabalhador, constante do termo de rescisão do contrato de trabalho (TRCT), de «sem justa causa», para «com justa causa». Impossibilidade. Ato jurídico perfeito.

«Impossível é alteração do TRCT relativamente à motivação da dispensa do trabalhador de «sem justa causa», para «com justa causa», quando houve assistência sindical, perfazendo-se, assim, o ato jurídico perfeito. O fato de a empresa verificar a existência de ato faltoso capaz de modificar a forma de ruptura contratual, não tem o condão de atingir o ato jurídico perfeito, consubstanciado na motivação lançada no TRCT, mesmo que a falta tenha sido reconhecida posteriormente ... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 135.5374.5001.6400)

10 - STJ. Processual civil. Recurso especial. Alegada ofensa ao art. 6º, § 1º, da lindb (antiga licc). Ato jurídico perfeito e irretroatividade das leis. Princípios constitucionais. Análise vedada no âmbito do STJ.

«1. É pacífica a orientação do STJ no sentido de que os princípios contidos na Lei de Introdução ao Código Civil (LICC), direito adquirido, ato jurídico perfeito e coisa julgada, apesar de previstos em norma infraconstitucional, não podem ser analisados em Recurso Especial, pois são institutos de natureza eminentemente constitucional. 2. Agravo Regimental não provido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7151.6400)

11 - TAMG. Contrato. Representação comercial. Efeitos jurídicos. Ato jurídico perfeito.

««Tempus regis actum». Em matéria de contratos, é princípio fundamental que os mesmos se regulem pela lei vigente à época de sua celebração.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7543.6000)

12 - STJ. Recurso especial. Ato jurídico perfeito. Fundamento não-combatido pelas razões do recurso especial. Súmula 283/STF. Incidência. CPC, art. 541. Lei 8.038/90, art. 26.

«Constatando-se que a recorrente deixou de atacar fundamento suficiente para sustentar o acórdão recorrido, qual seja, a necessidade de se resguardar o ato jurídico perfeito na hipótese, incide, a Súmula 283/STF.»

Referência(s):
Recurso especial (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Súmula 283/STF (Recurso extraordinário. Inadmissibilidade. Ausência de questionamento de todos os fundamentos do acórdão. CPC, art. 541. Lei 8.038/90, art. 26).
CPC, art. 541
Lei 8.038/90, art. 26 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7566.2800)

13 - STJ. Recurso especial. Recurso extraordinário. Ato jurídico perfeito. Matéria de índole constitucional. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. CPC, art. 541. Lei 8.038/90, art. 26.

«Conforme iterativa jurisprudência desta Corte, a matéria contida no art. 6º da LICCB, relativa à preservação do ato jurídico perfeito, tem índole nitidamente constitucional, razão pela qual sua apreciação desborda dos lindes do recurso especial.»

Referência(s):
Recurso especial (Jurisprudência)
Recurso extraordinário (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Matéria de índole constitucional (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
CPC, art. 541
Lei 8.038/90, art. 26 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7455.9100)

14 - TST. Estabilidade provisória. Cooperativa. Dirigente. Demissão arbitrária. Ato jurídico perfeito. Não caracterização. Súmula 330/TST. Lei 5.764/71, art. 55. CLT, arts. 477 e 543. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«... Com relação ao art. 5º, XXXVI, da CF/88, não se configura a violação literal, pois, conforme aferido pela Turma, não se pode ter como ato jurídico perfeito a demissão arbitrária de empregado protegido pela estabilidade provisória prevista no art. 55 da Lei 5.764/71. ...» (Min. Carlos Alberto Reis de Paula).»

Referência(s):
Estabilidade provisória (Jurisprudência)
Cooperativa (Jurisprudência)
Dirigente (v. Cooperativa) (Jurisprudência)
Demissão arbitrária (v. Estabilidade provisória) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Súmula 330/TST (Quitação. Validade. Revisão da Súmula 41/TST. CLT, art. 477).
Lei 5.764/71, art. 55 (Legislação)
CLT, art. 477
CLT, art. 543
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7058.2900)

15 - STJ. Penhora. Execução. Bem de família. Impenhorabilidade. Hermenêutica. Processos pendentes. Aplicação. Inexistência de ofensa ao ato jurídico perfeito ou direito adquirido. Lei 8.009/90, art. 6º. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«A Lei 8.009/90 aplica-se aos processos pendentes, desconstituindo penhoras já realizadas, sem ofensa a ato jurídico perfeito ou a direito adquirido. Precedentes da 2ª Seção do STJ, a partir do julgamento, pela 3ª Turma, do REsp. 11.698. Recurso especial conhecido e provido.»

Referência(s):
Execução (Jurisprudência)
Penhora (Jurisprudência)
Impenhorabilidade (v. Penhora) (Jurisprudência)
Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Processos pendentes. Aplicação. Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7009.7800)

16 - TRF 4 Região. Penhora. Execução. Bem de família. Hermenêutica. Aplicação aos processos em curso. Inexistência de ofensa ao ato jurídico perfeito ou ao direito adquirido. Lei 8.009/90, art. 6º. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«A Lei 8.009/90, segundo entendimento pacífico do STJ, aplica-se aos processos pendentes, desconstituindo penhoras já realizadas, sem ofensa a ato jurídico perfeito ou a direito adquirido.»

Referência(s):
Penhora (Jurisprudência)
Execução (Jurisprudência)
Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Aplicação aos processos em curso (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 103.1674.7041.1700)

17 - TJSC. Consignação em pagamento. Compromisso de compra e venda. Direito intertemporal. Aplicabilidade da lei nova sobre os efeitos de contrato anteriormente celebrado. Impossibilidade. Respeito ao ato jurídico perfeito e direito adquirido.

«Tendo as partes livremente convencionado em contrato de compromisso de compra e venda de imóvel o reajuste mensal das prestações e a responsabilidade do compromissário comprador pelo resíduo por ventura existente, não pode a lei nova derrogar tais Cláusulas sob pena de ofensa ao preceito constitucional tutelar do direito adquirido e ato jurídico perfeito. A aplicação do novo indexador é imediata, sem, no entanto, alterar os limites do pactuado anteriormente.»

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5853.8007.5700)

18 - TST. Recursos de revista das reclamadas. Cef e funcef. Inclusão do ctva no salário de contribuição. Recálculo do benefício saldado. Quitação. Art. 5.º, XXXVI, da CF/88. Violação de ato jurídico perfeito.

«O Reclamante questiona o valor acertado a título de saldamento, ao qual espontaneamente anuiu, por entender agora que em seu cálculo deveria ter sido considerada a parcela CTVA. Ocorre que essa simples discordância. que embute um debate secundário sobre a natureza jurídica da parcela CTVA e o necessário contraponto com o regulamento do plano. não indica um vício no negócio jurídico entabulado, mas sim mera divergência quanto aos seus termos, fundamento que evidentemente... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7363.5600)

19 - STJ. Recurso especial. Direito adquirido. Ato jurídico perfeito. Coisa julgada. Afronta à LICCB. Impossibilidade de conhecimento. Matéria constitucional. CPC, arts. 467 e 541. CF/88, art. 5º, XXXVI. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º.

«No que tange à ofensa à LICCB, não compete a esta Corte de Uniformização Infraconstitucional analisar suposta afronta ao direito adquirido, ao ato jurídico perfeito e à coisa julgada, com fundamento na LICCB, porquanto, com a promulgação da CF/88, estes institutos alçaram status constitucional (CF/88, art. 5º, XXXVI), sendo nela expressamente previstos.»

Referência(s):
Recurso especial (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
CPC, art. 467
CPC, art. 541
CF/88, art. 5º, XXXVI
LICCB, art. 6º
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7024.0000)

20 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Acidente de trabalho. Hermenêutica. Sucessão de leis. Aplicacação da mais benéfica. Inexistência de ofensa ao direito adquirido, ato jurídico perfeito e coisa julgada. Caráter alimentar da prestação. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«A sucessão de leis, incide nas relações jurídicas constituídas, sem afrontar o ato jurídico perfeito, o direito adquirido e a coisa julgada. Quando se trata de acidente do trabalho, incide a lei mais favorável, ainda que silente o pormenor. Os benefícios compensam o salário. Daí, o caráter alimentar. Proteção ao economicamente fraco.»

Referência(s):
Seguridade social (Jurisprudência)
Previdenciário (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Acidente de trabalho (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Sucessão de leis (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 140.9075.9000.8600)

21 - STJ. Seguridade social. Processo civil. Administrativo. Aposentadoria de aeronauta. Transformação em pensão de ex-combatente. Vício de fundamentação. Inexistência. Violação dos princípios do direito adquirido e ato jurídico perfeito. Matéria constitucional. Agravo regimental não provido.

«1. Não há violação dos arts. 458, II e 535, II, do CPC quando o acórdão recorrido utiliza-se de fundamentação suficiente para solver a controvérsia, sendo desnecessário rebater, um a um, os dispositivos legais suscitados pelas partes. Precedentes. 2. A jurisprudência do STJ reconhece a impossibilidade de se examinar a alegativa de ofensa ao direito adquirido e ao ato jurídico perfeito, ainda que reproduzidos no art. 6º, da Lei de Introdução ao Código Civil, por env... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7365.2300)

22 - 2 TACSP. Execução. Penhora. Hasta pública. Arrematação. Ato jurídico perfeito e acabado. Direito à moradia. Pretendido desfazimento do ato com base no art. 6º, da CF/88. Inadmissibilidade na hipótese. Bem de família que continua em vigor. Lei 8.009/90, art. 3º, VII. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«Ora, estando a arrematação perfeita, acabada e irretratável, nos termos do art. 694 do CPC, sem que haja nulidade ou qualquer outra causa que dê azo ao seu desfazimento, constitui ela ato jurídico perfeito que não poderá ser prejudicado nem mesmo pelo Poder Constituinte Derivado que editou a Emenda Constitucional 26, que é posterior ao ato. Apenas isso basta para o improvimento deste agravo. Entretanto, há outro aspecto que merece ser melhor observado para que não remanesçam dúv... (Continua)

Referência(s):
Execução (Jurisprudência)
Penhora (Jurisprudência)
Hasta pública (Jurisprudência)
Arrematação (v. Hasta pública) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito à moradia (Jurisprudência)
Moradia (Jurisprudência)
CF/88, art. 6º
Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 3º, VII (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 133.6633.3000.4000)

23 - STJ. Recurso especial. Matéria constitucional. Afronta à LICCB. Impossibilidade de conhecimento. Direito adquirido. Ato jurídico perfeito. Coisa julgada. Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º. CF/88, arts. 5º, XXXVI e 105, III. CPC, art. 541. Lei 8.038/1990, art. 26.

«Inicialmente, não compete a esta Corte de Uniformização Infraconstitucional analisar suposta afronta ao direito adquirido, ao ato jurídico perfeito e à coisa julgada, com fundamento na Lei de Introdução ao Código Civil – LICC, porquanto, com a promulgação da Constituição Federal de 1988, estes institutos alçaram status constitucional (CF/88, art. 5º, XXXVI), sendo nela expressamente previstos.»

Referência(s):
Recurso especial (Jurisprudência)
Matéria constitucional (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Afronta à LICCB (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Direito adquirido (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Coisa julgada (v. Recurso especial) (Jurisprudência)
Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CF/88, art. 105, III
CPC, art. 541
Lei 8.038/1990, art. 26 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5048.5400)

24 - STF. Consórcio. Preço. Prazo de pagamento. Dilatação do prazo. Cláusula «rebus sic stantibus». Majoração do preço do veículo. Cobrança em parcelas suplementares. Possibilidade. Prevalecimento do interesse coletivo sobre o individual. Vedação ao enriquecimento sem causa. Inexistência de ofensa ao ato jurídico perfeito.

«Mostra-se consentânea com as noções relativas ao ato jurídico perfeito a cobrança de parcelas suplementares decorrentes da projeção no tempo de majoração do preço do veículo. No contrato coletivo de consórcio, a obrigação primeira do consorciado é o pagamento total e atualizado do preço do veículo, ficando viabilizada, com isso, a entrega a todos os consorciados. A ordem jurídico-constitucional não agasalha óptica conducente a verdadeiro enriquecimento sem causa, potenci... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7304.1400)

25 - STF. Consórcio. Preço. Prazo de pagamento. Dilatação do prazo. Cláusula «rebus sic stantibus». Majoração do preço do veículo. Cobrança em parcelas suplementares. Possibilidade. Prevalecimento do interesse coletivo sobre o individual. Vedação ao enriquecimento sem causa. Inexistência de ofensa ao ato jurídico perfeito.

«Mostra-se consentânea com as noções relativas ao ato jurídico perfeito a cobrança de parcelas suplementares decorrentes da projeção no tempo de majoração do preço do veículo. No contrato coletivo de consórcio, a obrigação primeira do consorciado é o pagamento total e atualizado do preço do veículo, ficando viabilizada, com isso, a entrega a todos os consorciados. A ordem jurídico-constitucional não agasalha óptica conducente a verdadeiro enriquecimento sem causa, potenci... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7100.8300)

26 - STJ. Ato jurídico perfeito. Lei posterior. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º.

«O disposto no art. 6º do Dec.-lei 4.657/42 (LICCB) presta-se a orientar o intérprete, mas não vincula o legislador. A lei que desatenda ao nele contido poderá deixar de ser aplicada, uma vez reconhecida a afronta ao texto constitucional, mas não em decorrência do que se contém em norma de mesma hierarquia.»

Referência(s):
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Lei posterior (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7564.7500)

27 - TJSP. Caderneta de poupança. Ação de cobrança. Diferenças decorrentes da aplicação de um índice de correção monetária por outro. Planos Collor I e II. Incidência imediata sobre períodos aquisitivos já iniciados. Inadmissibilidade. Ato jurídico perfeito. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«O STF já assentou o entendimento de que não é possível a aplicação imediata de lei material superveniente sobre efeitos futuros de contratos celebrados anteriormente a ela, porque isso atinge a própria causa do negócio (retroatividade mínima), o qual se qualifica como ato jurídico perfeito, resultando em violação do art. 5º, XXXVI, da CF/88, que abrange tanto leis dispositivas como de ordem pública, de direito privado ou de direito público. Atualização monetária das difere... (Continua)

Referência(s):
Caderneta de poupança (Jurisprudência)
Ação de cobrança (v. Caderneta de poupança) (Jurisprudência)
Correção monetária (Jurisprudência)
Planos Collor I e II (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7405.3000)

28 - TRT 2 Região. Arbitragem. Conceito. Acesso ao Poder Judiciário. Impossibilidade de sua exigência. Partes, contudo, que se conciliam. Transação. Ato jurídico perfeito. Coisa julgada. Direitos disponíveis. Alegação genérica de fraude trabalhista. Rejeição. Lei 9.307/96, art. 1º. CF/88, art. 5º, XXXV. CPC, art. 467.

«Forma alternativa de solução heterônoma do conflito de trabalho, não é exigida como condição de acesso ao Poder Judiciário (Lei 9.307/96, art. 1º e CF/88, art. 5º, XXXV), mas quando eleita pelas partes que, através de ato jurídico perfeito, se conciliam, gera efeito de coisa julgada, que não é afastado pela genérica alegação de fraude trabalhista, desacompanhada de provas e tardiamente manifestada, sobretudo quando não envolvidos direitos indisponíveis.»

Referência(s):
Arbitragem (Jurisprudência)
Conceito (Jurisprudência)
Transação (Jurisprudência)
Poder Judiciário (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
Direitos disponíveis (v. Arbitragem) (Jurisprudência)
Lei 9.307/96, art. 1º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXV
CPC, art. 467
Opções

(DOC. LEGJUR 136.8045.7002.2100)

29 - STJ. Violação do art. 535 do CPC. Inexistência. Devido enfrentamento das questões recursais. Militar. Reserva remunerada. Extinção do grau hierárquico imediatamente superior. Ato jurídico perfeito. Carga constitucional. Impossibilidade de análise das Leis 7.145/97 e 7.990/2001. Incidência da Súmula 280/STF.

«1. Não há violação do art. 535 do CPC quando a prestação jurisdicional é dada na medida da pretensão deduzida, com enfrentamento e resolução das questões abordadas no recurso. 2. Esta Corte entende que não cabe analisar princípios (direito adquirido, ato jurídico perfeito e coisa julgada) contidos na Lei de Introdução do Código Civil, hoje denominada Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, por estarem revestidos de carga eminentemente constitucional.... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7475.3200)

30 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Pensão por morte. Majoração da cota familiar. Relação jurídica continuada. Ato jurídico perfeito. Inexistência de violação. Considerações do Min. Hélio Quaglia Barbosa sobre o tema. CPC, art. 471, I. Lei 8.213/91, art. 75. CF/88, art. 5º, XXXVI.

Referência(s):
Seguridade social (Jurisprudência)
Previdenciário (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Relação jurídica continuada (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Pensão por morte (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Cota familiar (v. Pensão por morte) (Jurisprudência)
Lei 8.213/91, art. 75 (Legislação)
CPC, art. 471, I
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7479.5600)

31 - STJ. Locação. Posto de gasolina. Ação de despejo por infração contratual. Contratos de fornecimento entre a distribuidora e a revendedora de combustível. Exclusividade na compra dos produtos. Vedação à compra de produtos fornecidos por terceiros. Ato jurídico perfeito. Lei 8.884/94, art. 21, XI.

«É legal a exigência de exclusividade na compra dos produtos fornecidos pela recorrida, contratualmente prevista, porquanto era autorizada pela Port. 61 do Departamento Nacional de Combustíveis - DNC. Destarte, sua revogação pela Port. 9/97, da Agência Nacional do Petróleo - ANP, não tem o condão de alterar tal disposição, uma vez que o contrato estipulado entre as partes constitui ato jurídico perfeito, baseado nas normas aplicáveis à época. Tal entendimento também... (Continua)

Referência(s):
Locação (Jurisprudência)
Posto de gasolina (v. Locação) (Jurisprudência)
Ação de despejo (v. Locação) (Jurisprudência)
Infração contratual (v. Locação) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Lei 8.884/94, art. 21, XI (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7331.0500)

32 - TAMG. Compra e venda. Cambial. Ação anulatória de nota promissória vinculada a contrato de compra e venda. Necessidade de pedido anulatório deste contrato. Ato jurídico perfeito. Vício. Ausência de prova. Improcedência do pedido. CCB, art. 86.

«Em se tratando de notas promissórias emitidas em decorrência de contrato celebrado entre as partes como garantia de pagamento de parcelas do preço avençado, para que se possa acolher pedido de anulação desses títulos, é indispensável que a parte interessada proceda ao ajuizamento de ação anulatória do contrato vinculado às notas promissórias, uma vez que, «in casu», se trata de ato jurídico perfeito e acabado, cuja anulação demanda a comprovação de que o negócio subjac... (Continua)

Referência(s):
Compra e venda (Jurisprudência)
Ação anulatória (v. Cambial) (Jurisprudência)
Nota promissória (v. Cambial) (Jurisprudência)
Ato jurídico (Jurisprudência)
CCB, art. 86
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7500.1000)

33 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Pensão por morte. Percentual. Hermenêutica. Lei mais benéfica. Incidência. Benefício em manutenção. Possibilidade. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. Coisa julgada. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. CF/88, art. 5º, XXXVI. Lei 8.213/91, art. 75.

Referência(s):
Seguridade social (Jurisprudência)
Previdenciário (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Pensão por morte (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Lei mais benéfica (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Lei 8.213/91, art. 75 (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 138.5343.5002.0000)

34 - STJ. Administrativo. Magistrado. Perda do cargo em decorrência de sentença penal condenatória transitada em julgado. Cassação de aposentadoria. Cabimento. Cumprimento da sentença condenatória. Previsão na loman. Desnecessidade. Ofensa ao ato jurídico perfeito. Não ocorrência.

«1. Transita em julgado a sentença penal condenatória que expressamente determinou a perda de cargo da Recorrente, torna-se inviável o exame do cabimento dessa penalidade, ao argumento de que a redação anterior do art. 92, inciso I, do CP, não previa tal efeito, no bojo do presente mandamus, haja vista ser a revisão criminal a via correta para sanar eventual imperfeição da mencionada sentença. 2. Prescinde de previsão legal expressa a cassação de aposentadoria de magis... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5010.4600)

35 - 1 TASP. Medida cautelar inominada. Garantir o depósito integral de investimento financeiro, sem a aplicação da «tablita» ou deflator. Correção monetária desde o vencimento do contrato. «Fumus» e o «periculum» configurados. Ação principal sobre os excessos da interferência estatal na economia, com ofensa a ato jurídico perfeito e privação de bens sem o devido processo legal. Procedência da cautelar.

Deve-se admitir o processo cautelar para os fins de garantir o depósito integral de investimento financeiro diminuído pela chamada «tablita» ou pelo deflator, inclusive com atualização monetária desde o vencimento do contrato, com vistas à ação principal onde se argüirá ofensa a ato jurídico perfeito e privação de bens sem o devido processo legal.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7155.9500)

36 - STF. Caderneta de poupança. Contrato de depósito validamente celebrado. Ato jurídico perfeito. Estatuto de regência. Lei contemporânea ao momento da celebração.

«Os contratos submetem-se, quanto ao seu estatuto de regência, ao ordenamento normativo vigente à época de sua celebração. Mesmo os «efeitos futuros» oriundos de contratos «anteriormente» celebrados «não se expõem» ao domínio normativo de leis supervenientes. As conseqüências jurídicas que emergem de um ajuste negocial válido são regidas pela legislação e vigor no momento de sua pactuação. Os contratos - que se qualificam como atos jurídicos perfeitos - acham-se «pr... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 137.6731.2006.7300)

37 - TJSP. Acidente do trabalho. Benefício. Revisão. Pretendida majoração de percentual em razão apenas do advento de lei nova. Inadmissibilidade. Ofensa ao ato jurídico perfeito. Recurso não provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7461.6500)

38 - STJ. Sistema Financeiro da Habitação - SFH. Contrato. Mútuo. Saldo devedor. Correção monetária pela Taxa Referencial - TR. Admissibilidade na vigência da Lei 8.177/91, ainda que o contrato seja anterior. Inexistência de violação ao ato jurídico perfeito ou ao direito adquirido. Lei 8.177/91, art. 1º. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º.

«Pactuada livremente a incidência do índice de correção dos depósitos da caderneta de poupança, legítimo é o uso da TR, na vigência da Lei 8.177/91, ainda que o contrato de mútuo seja anterior, ficando afastada qualquer lesão ao ato jurídico perfeito e ao direito adquirido.»

Referência(s):
Sistema Financeiro da Habitação - SFH (Jurisprudência)
Contrato (v. Mútuo) (Jurisprudência)
Mútuo (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Saldo devedor (v. Mútuo) (Jurisprudência)
Correção monetária (Jurisprudência)
Taxa Referencial - TR (Jurisprudência)
Lei 8.177/91, art. 1º (Legislação)
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9015.5800)

39 - TST. Recurso de revista interposto pela caixa econômica federal. Auxílio-alimentação. Mudança da natureza jurídica da parcela. Alteração contratual. Princípio da inalterabilidade contratual lesiva. Direito adquirido e ato jurídico perfeito. Prescrição parcial. Parte final da Súmula 294 do TST.

«A jurisprudência deste Tribunal, por meio da Súmula 294, firmou-se no sentido de que, tratando-se de pretensão envolvendo prestações sucessivas decorrentes de alteração do pactuado, a prescrição é total, exceto quando o direito à parcela esteja também assegurado por preceito de lei. Na hipótese dos autos, o auxílio-alimentação foi instituído pela empregadora em norma regulamentar, que incontroversamente lhe conferia natureza salarial, assim tendo sido concedido a partir de ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7451.3000)

40 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Hermenêutica. Lei nova. Direito adquirido, coisa julgada, ato jurídico perfeito. Relações jurídicas anteriores. Alcance. Considerações do Min. Hamilton Carvalhido sobre o tema. CF/88, art. 5º, XXXVI e LV. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º.

«... No sistema de direito positivo brasileiro, a lei nova, vedada a ofensa ao ato jurídico perfeito, ao direito adquirido e à coisa julgada (Constituição da República, art. 5º, XXXVI e LICCB, art. 6º), tem efeito imediato e geral, alcançando as relações jurídicas que lhes são anteriores, não, nos seus efeitos já realizados, mas, sim, nos efeitos que, por força de sua natureza continuada, seguem se produzindo, a partir de sua vigência, valendo, a propósito, invocar a lição... (Continua)

Referência(s):
Seguridade social (Jurisprudência)
Previdenciário (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Lei nova (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Relações jurídicas anteriores (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7477.5700)

41 - TRT 2 Região. Servidor público. Celetista admitido sem concurso público sob a égide da Emenda Const. 01/69. Verificação da regularidade da contratação segundo a ordem jurídica então vigente. Ato jurídico perfeito. Reconhecimento da estabilidade prevista pelo art. 41, da CF/88. CF/88, arts. 5º, XXXVI e 37, II.

«A Emenda Const. 01/69, em seus arts. 97, 100, 103, 106 e 109, introduziu modificações na ordem jurídico-constitucional então vigente, mitigando a necessidade de aprovação em prévio concurso público para a assunção de cargos públicos, através de exceções estabelecidas em lei, delegando aos Chefes do Executivo competência para legislar acerca da investidura nos cargos, regime jurídico e aquisição de estabilidade.Constatando-se que a admissão no serviço público, ainda que ... (Continua)

Referência(s):
Servidor público (Jurisprudência)
Celetista (v. Servidor público) (Jurisprudência)
Concurso público (v. Servidor público) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Estabilidade (v. Servidor público) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CF/88, art. 37, II
CF/88, art. 41
Opções

(DOC. LEGJUR 140.9215.5001.4900)

42 - STJ. Processual civil e administrativo. Agravo regimental em agravo em recurso especial. Mandado de segurança. Servidor público. Carta de crédito. Financiamento imobiliário. Análise de direito adquirido e ato jurídico perfeito. Princípios de natureza constitucional. Impossibilidade em recurso especial. Acórdão fundado em Lei local. Súmula 280/STF.

«1. Inviável o conhecimento do recurso especial por violação do art. 6º da Lei de Introdução às Normas do Direito Brasileiro, uma vez que os princípios nela contidos, direito adquirido, ato jurídico perfeito e coisa julgada, apesar de previstos em norma infraconstitucional, são institutos de natureza eminentemente constitucional (CF/88, art. 5º, XXXVI). 2. Examinar legislação local é expediente inviável na estreita via do recurso especial, ao qual se aplica, por anal... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7017.5500)

43 - STF. Hermenêutica. Contrato. Celebração válida. Ato jurídico perfeito. Estatuto de regência. Lei contemporânea ao momento da celebração. Caderneta de poupança. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«Os contratos submetem-se, quanto ao seu estatuto de regência, ao ordenamento normativo vigente à época de sua celebração. Mesmo os «efeitos futuros» oriundos de contratos anteriormente celebrados não se expõem ao domínio normativo de leis supervenientes. As conseqüências jurídicas que emergem de um ajuste negocial válido são regidas pela legislação em vigor no momento de sua pactuação. Os contratos - que se qualificam como atos jurídicos perfeitos - acham-se «protegidos... (Continua)

Referência(s):
Hermenêutica (Jurisprudência)
Contrato (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Celebração válida (v. Contrato) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Contrato) (Jurisprudência)
Lei contemporânea ao momento da celebração (v. Contrato) (Jurisprudência)
Caderneta de poupança (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5025.3400)

44 - TJSC. Ato jurídico. Nulidade. Títulos concessivos da mesma gleba, sucessivamente emitidos por instituto de reforma agrária. Duplicidade de matrículas no RI. Validade do primeiro, formalmente perfeito, e anulação do segundo. Procedência. (Com precedentes).

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7113.9100)

45 - TAMG. Compra e venda. Imóvel. Incorporação. Lei 8.078/90 (CDC). Irretroatividade. Ato jurídico perfeito. CF/88, art. 5º, XXXVI. Contrato de adesão. Cláusula leonina. Lei 4.591/64, art. 63. (Há voto vencido). CDC, art. 53.

«Não obstante se trate de norma de ordem pública, de conteúdo marcadamente social, o Código de Defesa do Consumidor não alcança os contratos celebrados anteriormente a sua vigência, sob pena de atingir o ato jurídico perfeito, em afronta às regras insculpidas nos arts. 5º, XXXVI, da CF/88 e 6º do Dec.-lei 4.657/42 (LICCB). V.v - Tratando-se de norma de ordem pública, a Lei 8.078/90 tem aplicação imediata às relações em curso, atingindo, pois, os contratos de trato ... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 142.5855.7020.9500)

46 - TST. Bancário. Cargo de confiança. Auxiliar técnico. Ausência de fidúcia. Termo de opção pelo cargo de 8 horas diárias. Ato jurídico perfeito.

«A v. decisão regional, ao concluir pela não configuração do cargo de confiança, fundamentou-se na valoração da prova produzida. Isto porque a configuração do exercício da função de confiança depende de prova das atribuições do empregado e não pode ser examinada em recurso de revista (Súmula 102, I, do c. TST). Incólumes os arts. 5º, XXXVI e 444 da CLT. Recurso de revista não conhecido.»

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5049.0000)

47 - STJ. Recurso especial. Administrativo. Alteração de edital. Pretendida aferição do direito adquirido. Impossibilidade. Tratando-se de hipótese de direito adquirido, coisa julgada, ato jurídico perfeito. Matéria constitucional. Inviabilidade de discussão no âmbito do especial. Precedentes do STJ. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), arts. 2º, § 1º e 6º, § 2º. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«Conforme reiterada jurisprudência da 5ª Turma, do STJ, seguindo posicionamento uníssono deste Tribunal, após a proclamação da CF/88, os institutos referentes à proteção do direito adquirido, da coisa julgada e do ato jurídico perfeito (CF/88, art. 5º, XXXVI), ganharam «status» constitucional. Desta forma, esta Corte vem entendendo que a aferição do direito adquirido consubstanciado na violação aos arts. 2º, § 1º e 6º, § 2º, ambos do Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), tornou-s... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7304.4600)

48 - STJ. Recurso especial. Administrativo. Alteração de edital. Pretendida aferição do direito adquirido. Impossibilidade. Tratando-se de hipótese de direito adquirido, coisa julgada, ato jurídico perfeito. Matéria constitucional. Inviabilidade de discussão no âmbito do especial. Precedentes do STJ. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), arts. 2º, § 1º e 6º, § 2º. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«Conforme reiterada jurisprudência da 5ª Turma, do STJ, seguindo posicionamento uníssono deste Tribunal, após a proclamação da CF/88, os institutos referentes à proteção do direito adquirido, da coisa julgada e do ato jurídico perfeito (CF/88, art. 5º, XXXVI), ganharam «status» constitucional. Desta forma, esta Corte vem entendendo que a aferição do direito adquirido consubstanciado na violação aos arts. 2º, § 1º e 6º, § 2º, ambos do Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), tornou-s... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7017.5400)

49 - STF. Hermenêutica. Contrato. Ato jurídico perfeito. Caderneta de poupança. Leis de ordem pública. Razões de Estado. Motivos que não justificam o desrespeito estatal à Constituição. Prevalência da norma inscrita no art. 5º, XXXVI, da CF/88.

«A possibilidade de intervenção do Estado no domínio econômico «não exonera» o Poder Público do «dever» jurídico de «respeitar» os postulados que emergem do ordenamento constitucional brasileiro. Razões de Estado - que muitas vezes configuram fundamentos políticos destinados a justificar, pragmaticamente, «ex parte principis», a inaceitável adoção de medidas de caráter normativo - «não podem» ser invocadas para viabilizar o «descumprimento» da própria CF/... (Continua)

Referência(s):
Hermenêutica (Jurisprudência)
Contrato (v. Hermeneutica) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Hermeneutica) (Jurisprudência)
Caderneta de poupança (v. Hermeneutica) (Jurisprudência)
Leis de ordem pública (v. Hermeneutica) (Jurisprudência)
Razões de Estado (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 136.4215.4004.4100)

50 - STJ. Agravo regimental no recurso em mandado de segurança. Administrativo. Argumentos inaptos a alterar a decisão agravada. Ato administrativo. Revisão. Art. 54 da Lei 9.784/1999. Decadência não configurada. Violação a ato jurídico perfeito e direito adquirido. Inocorrência. Impossibilidade de aplicação da Súmula 105/tcu, bem como da teoria do fato consumado. Vantagem do art. 193 da Lei 8.112/90 e quintos. Inacumulabilidade. Ofensa ao princípio da irredutibilidade vencimental. Inocorrência. Agravo improvido.

«1. O agravante não trouxe argumentos novos capazes de infirmar os fundamentos que alicerçaram a decisão agravada, razão que enseja a negativa do provimento ao agravo regimental. 2. A jurisprudência do Superior Tribunal de Justiça é firme no sentido de que o art. 54 da Lei 9.784/1999 deve ter aplicação a partir de sua vigência, e não a contar da prática dos atos eivados de ilegalidade, realizados antes do advento do referido diploma legal. 3. No caso dos autos... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7013.3400)

51 - TST. Recurso de revista da funcef. Diferenças de complementação de aposentadoria. Recálculo do valor saldado. Migração de planos. Saldamento. Diferenças salariais decorrentes da inclusão do ctva no salário de contribuição. Quitação. Ato jurídico perfeito.

«A Reclamante questiona o valor acertado a título de saldamento, ao qual espontaneamente anuiu, por entender agora que, em seu cálculo, deveria ter sido considerado o valor deferido a título de diferenças salariais decorrentes da não inclusão do CTVA na base de cálculo do salário de contribuição, apesar da natureza salarial da aludida parcela. Ocorre que essa simples discordância do valor saldado não indica um vício no negócio jurídico entabulado, mas, sim, mera divergência q... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 108.5104.0000.2000)

52 - STJ. Sucessão. Família. Casamento. Pacto antenupcial. Regime de separação de bens. Morte do varão. Hermenêutica. Vigência do novo Código Civil. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. Testamento. Cônjuge sobrevivente. Herdeiro necessário. Interpretação sistemática. CCB/2002, arts. 1.647, I, 1.687, 1.787, 1.845, 1.969, 2.039, 2.041 e 2.042. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. CF/88, art. 5º, XXXVI. CCB, art. 1.577.

«1. O pacto antenupcial firmado sob a égide do Código de 1916 constitui ato jurídico perfeito, devendo ser respeitados os atos que o sucedem, sob pena de maltrato aos princípios da autonomia da vontade e da boa-fé objetiva. 2. Por outro lado, ainda que afastada a discussão acerca de direito intertemporal e submetida a questão à regulamentação do novo Código Civil, prevalece a vontade do testador. Com efeito, a interpretação sistemática do Codex autoriza conclusão no sentido de... (Continua)

Referência(s):
Sucessão (Jurisprudência)
Família (Jurisprudência)
Casamento (Jurisprudência)
Pacto antenupcial (v. Casamento) (Jurisprudência)
Separação de bens (v. Casamento. Morte do varão. Hermenêutica. Vigência do novo código civil. Ato jurídico perfeito. Regime de separação de bens (v. Casamento) (Jurisprudência)
Morte do varão (v. Sucessão) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Testamento (Jurisprudência)
Herdeiro necessário (Jurisprudência)
Cônjuge sobrevivente (v. Herdeiro necessário) (Jurisprudência)
Interpretação sistemática (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
CCB/2002, art. 1.647, I
CCB/2002, art. 1.687
CCB/2002, art. 1.787
CCB/2002, art. 1.845
CCB/2002, art. 1.969
CCB/2002, art. 2.039
CCB/2002, art. 2.041
CCB/2002, art. 2.042
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CCB, art. 1.577
Opções

(DOC. LEGJUR 141.1950.7005.4800)

53 - STJ. Recurso especial. Enfiteuse de bem particular. Base de cálculo do laudêmio na vigência do CCB/2002. Ofensa aos arts. 458, 515, 535, do CPC. Ofensa aos princípios do ato jurídico perfeito e do direito adquirido. Invalidade do art. 2.038, § 1º, I, do cc/2002. Súmulas 282, 284, 356/STF. Improvimento.

«1.- Embora rejeitando os embargos de declaração, o acórdão recorrido examinou, motivadamente, todas as questões pertinentes, logo, não há que se falar em ofensa aos arts. 458, 515, 535 do Código de Processo Civil. 2.- Nas enfiteuses de bens particulares, as edificações e as plantações excluem-se da base de cálculo do laudêmio, nos termos da norma inserta no Art. 2.038, § 1º, I, do Código Civil de 2002, que expressamente excluiu essas acessões. 3.- Preva... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5001.8800)

54 - 1 TACSP. Penhora. Execução. Imóvel residencial do avalista. Hermenêutica. Superveniência da lei de impenhorabilidade no curso da execução. Constrição de reforço efetuada já na vigência da nova lei. Avalista que não reside no imóvel mas promove, há quase um ano, ação de despejo para uso próprio. Inexistência de ato jurídico perfeito ou direito adquirido do exeqüente. Penhora insubsistente. Lei 8.009/90, arts. 1º. CF/88, art. 5º, XXXVI.

«Sobrevindo a Lei 8.009/90 na pendência da execução, não há que se falar em ato jurídico perfeito ou direito adquirido do exeqüente sobre o único bem residencial do avalista, quando a penhora é realizada na vigência da nova lei, ainda que o avalista não resida no imóvel, mas esteja promovendo ação de despejo para uso próprio.»

Referência(s):
Penhora (Jurisprudência)
Execução (Jurisprudência)
Imóvel residencial do avalista (v. Penhora) (Jurisprudência)
Avalista (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Residência no imóvel (v. Penhora) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 1º (Legislação)
Lei 8.009/90, art. 6 (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7462.2800)

55 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Revisão de benefício. Pensão por morte. Hermenêutica. Princípio «tempus regit actum». Lei mais benéfica. Incidência. Benefícios em manutenção. Possibilidade. Relação jurídica continuada. Direito adquirido. Ato jurídico perfeito. Coisa julgada. Dec. 89.312/84, art. 48. Lei 8.213/91, art. 75. CF/88, arts. 5º, XXXVI, 195 e 201. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º

«No sistema de direito positivo brasileiro, o princípio «tempus regit actum» se subordina ao do efeito imediato da lei nova, salvo quanto ao ato jurídico perfeito, ao direito adquirido e à coisa julgada (CF/88, art. 5º, XXXVI e Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º). A lei nova, vedada a ofensa ao ato jurídico perfeito, ao direito adquirido e à coisa julgada, tem efeito imediato e geral, alcançando as relações jurídicas que lhes são anteriores, não, nos seus efeitos já... (Continua)

Referência(s):
Seguridade social (Jurisprudência)
Previdenciário (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Revisão de benefício (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Benefício previdenciário (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Pensão por morte (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Princípio «tempus regit actum» (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Lei mais benéfica (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Relação jurídica continuada (v. Seguridade social) (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
Dec. 89.312/84, art. 48 (Legislação)
Lei 8.213/91, art. 75 (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CF/88, art. 195
CF/88, art. 201
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 142.4894.6000.5300)

56 - STJ. Processual civil. Contrato administrativo. Expurgo inflacionário. Ato unilateral de modificação de contrato celebrado. Violação de ato jurídico perfeito. Violação ao CPC, art. 535. Alegações genéricas. Incidência da Súmula 284/STF, por analogia. Ausência de prequestionamento. Fundamento adotado pela origem não combatido na integralidade pelo especial. Súmula 283/STF.

«1. Não se pode conhecer da apontada violação ao art. 535 do CPC pois as alegações que fundamentaram a pretensa ofensa são genéricas, sem discriminação dos pontos efetivamente omissos, contraditórios ou obscuros ou sobre os quais tenha ocorrido erro material. Incide, no caso, a Súmula 284 do Supremo Tribunal Federal, por analogia. 2. Não há como apreciar o mérito da controvérsia com base na dita malversação do art. 65 da Lei 8666/93, do art. 15, §6º, da Lei 8880/... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5854.9023.5100)

57 - TST. Recursos de revista da cef e da funcef. Diferenças de complementação de aposentadoria. Recálculo do valor saldado. Migração de planos. Saldamento. Diferenças salariais decorrentes da alteração da base de cálculo das vantagens pessoais (rubricas 2062 e 2092). Quitação. Ato jurídico perfeito.

«O Sindicato Reclamante questiona o valor acertado a título de saldamento, ao qual os empregados substituídos espontaneamente anuíram, por entender agora que, em seu cálculo, deveria ter sido considerado o valor deferido a título de diferenças salariais decorrentes da alteração da base de cálculo das vantagens pessoais. Ocorre que essa simples discordância do valor saldado não indica um vício no negócio jurídico entabulado, mas, sim, mera divergência quanto aos seus termos, fu... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.3915.8007.6800)

58 - STJ. Processual civil, administrativo e constitucional. Agravo regimental no recurso em mandado de segurança. Teto constitucional. Emenda constitucional 41/2003. Auto-aplicabilidade. Direito adquirido e ato jurídico perfeito. Inexistência. Princípio da irredutibilidade de vencimentos. Não preponderância em face da nova ordem constitucional. Art. 17 do ADCT. Vantagens de caráter pessoal. Integrantes do montante da remuneração para fins de incidência do teto remuneratório.

«- É firme a orientação no sentido de que as disposições da Emenda Const. 41/2003, relativas à instituição do teto remuneratório do serviço público, são auto-aplicáveis. - O Superior Tribunal de Justiça, seguindo a orientação do Supremo Tribunal Federal, firmou entendimento no sentido de que não há direito adquirido ao recebimento de remuneração, proventos ou pensão acima do teto remuneratório estabelecido pela Emenda Const. 41/2003, nem ato jurídico perfeito... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.5855.7013.6400)

59 - TST. Recursos de revista da caixa econômica federal. Cef e da fundação dos economiários federais. Funcef. Análise conjunta. Diferenças de complementação de aposentadoria. Recálculo do valor saldado. Migração de planos. Saldamento. Diferenças salariais decorrentes da inclusão do ctva no salário de contribuição. Quitação. Ato jurídico perfeito.

«O Reclamante questiona o valor acertado a título de saldamento, ao qual espontaneamente anuiu, por entender agora que, em seu cálculo, deveria ter sido considerado o valor deferido a título de diferenças salariais decorrentes da não inclusão do CTVA na base de cálculo do salário de contribuição, apesar da natureza salarial da aludida parcela. Ocorre que essa simples discordância do valor saldado não indica um vício no negócio jurídico entabulado, mas, sim, mera divergência q... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.4031.1000.5700)

60 - STJ. Processual civil. Agravo regimental no agravo. Recurso especial. Suposta ofensa ao art. 535 do CPC. Alegação genérica. Fundamentação deficiente. Aplicação analógica da Súmula 284/STF. Alegada ofensa ao Decreto-lei 4.657/42. Direito adquirido e ato jurídico perfeito. Argumento com matriz constitucional. Competência do STF. Análise de direito local por esta corte superior. Impossibilidade. Súmula 280/STF, por analogia.

«1. Quanto à apontada violação ao artigo 535 do Código de Processo Civil, verifica-se que não explicitou a recorrente, com a precisão necessária, quais questões, objeto da irresignação recursal, não foram debatidas pela Corte de origem. Incidência da Súmula 284/STF, por analogia. 2. A pretensão da recorrente enseja análise de legislação local (Lei Complementar 954/2003 do Estado de São Paulo), o que é vedado nesta seara recursal, ante o óbice da Súmula 280/STF,... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.3915.8007.6600)

61 - STJ. Processual civil e administrativo. Agravo regimental no recurso em mandado de segurança. Teto constitucional. Emenda constitucional 41/2003 e Lei estadual 5.001/2007. Teto remuneratório do poder executivo estadual. Subsídio mensal do governador de estado. Auto-aplicabilidade. Direito adquirido e ato jurídico perfeito. Inexistência. Princípio da irredutibilidade de vencimentos. Não preponderância em face da nova ordem constitucional. Art. 17 do ADCT.

«- É firme a orientação no sentido de que as disposições da Emenda Const. 41/2003, relativas à instituição do teto remuneratório do serviço público, são auto-aplicáveis, razão pela qual a inexistência de lei entre 2004 e 2007, que fixasse o subsídio mensal do Governador do Estado do Rio de Janeiro, não teria o condão de afastar sua incidência. A partir da edição da Lei Estadual 5.001/2007, não restam dúvidas de que o vencimento do Governador do Rio de Janeiro é de R$ ... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7392.4900)

62 - TRT 9 Região. Execução. Correção monetária. Juros de mora. Incidência sobre quantia depositada para garantia do Juízo. Princípios constitucionais da legalidade e do ato jurídico perfeito. Ofensa inexistente. CF/88, art. 5º, II e XXXVI. Súmula 5/TRT 9ª Região. Lei 6.830/80, art. 9º, § 4º. Inaplicabilidade.

«Incidem a correção monetária e juros de mora, pelos índices próprios da legislação trabalhista, sobre a importância depositada com o objetivo de garantia da execução, no período entre sua efetivação e o levantamento pelo credor, sem que isso importe em ofensa ao art. 5º, II e XXXVI, da CF/88. Inteligência da Súmula 5/TRT 9ª Região.»

Referência(s):
Execução (Jurisprudência)
Correção monetária (Jurisprudência)
Juros de mora (Jurisprudência)
Princípio da legalidade (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, II e XXXVI
LEF, art. 9º, § 4º
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7109.6500)

63 - STJ. Ação rescisória. Violação de ato jurídico. CPC, art. 485.

«A violação do ato jurídico perfeito não se insere no elenco do CPC, art. 485, como causa de rescindimento de decisão judicial.»

Referência(s):
Ação rescisória (Jurisprudência)
CPC, art. 485
Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5028.5500)

64 - 2 TACSP. Ação de despejo. Falta de pagamento. Incidência imediata da lei, referente a Plano Econômico do Governo, aos contratos de trato sucessivo. Redução dos aluguéis pela média. Plano Real. Inexistência de ato jurídico perfeito. Improcedência. Lei 8.880/94. (Com jurisprudência e precedentes).

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5021.7600)

65 - TAPR. Embargos de terceiro. Penhora de imóvel dado em hipoteca pelo devedor. Embargante que obteve reconhecimento judicial de sociedade de fato com o mesmo, decorrente de concubinato. Defesa da meação. Hipoteca instituída antes de reconhecido o direito à partilha. Validade. Ato jurídico perfeito. Embargos rejeitados.

Opções

(DOC. LEGJUR 140.9045.7018.1100)

66 - TJSP. Policial militar. Tenente Coronel Farmacêutico. Extinção do cargo pela Lei Complementar 995/06. Ocorrência. Pretensão, por parte de Major Farmacêutico, de promoção ao cargo extinto. Inadmissibilidade. Alegação de desrespeito ao direito adquirido e ao ato jurídico perfeito. Desacolhimento. Lei que ressalvou que a extinção se daria somente na vacância do cargo que então estava ocupado. Observância. Mera expectativa de direito, inexistente direito adquirido ao regime jurídico, especialmente o estatutário. Ação improcedente. Recurso desprovido.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7164.6300)

67 - STJ. Penhora. Locação. Fiança. Bem da família do fiador. Ação proposta na vigência da lei do inquilinato. Possibilidade. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. Lei 8.009/90, art. 3º, VII. Lei 8.245/91, art. 82. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. Inexistência de ofensa.

«Sendo proposta a ação na vigência da Lei 8.245/91, válida é a penhora que obedece seus termos, excluindo o fiador em contrato locatício da impenhorabilidade do bem de família. Não há ofensa ao art. 6º do Dec.-lei 4.657/42 (LICCB).»

Referência(s):
Locação (Jurisprudência)
Fiança (Jurisprudência)
Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Execução (Jurisprudência)
Penhora (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 3º, VII (Legislação)
Lei 8.245/91, art. 82 (Legislação)
Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 141.8462.3006.3900)

68 - STJ. Embargos de declaração no recurso especial. Processual civil. Ausência de omissão, contradição ou obscuridade. Direito das sucessões. Pacto antenupcial. Separação de bens. Morte do varão. Vigência do novo Código Civil. Ato jurídico perfeito. Cônjuge sobrevivente. Herdeiro necessário. Interpretação sistemática. Embargos de declaração rejeitados.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.2110.5033.5300)

69 - STJ. Penhora. Execução. Bem de família. Locação. Fiança em contrato de locação. Fiador que alega impenhorabilidade do bem de família. Hermenêutica. Fiança prestada na vigência da Lei 8.009/90 e antes do advento da Lei 8.245/91. Ato jurídico perfeito. Incidência do benefício. Lei 8.009/90, art. 3º, VII. Lei 8.245/91, art. 82. CF/88, art. 5º, XXXVI. (Com precedente).

«... No tocante à alegação de ofensa à Lei 8.009/90, razão assiste à recorrente. Vê-se dos autos que o contrato de locação por ela assinado como fiadora foi celebrado em 22 de setembro de 1990. Portanto, na vigência da Lei 8.009/90, que instituiu a impenhorabilidade do bem de família. Embora a Lei 8.245/91 tenha excluído a proteção da impenhorabilidade em caso de fiança prestada em contrato de locação, essa lei posterior não pode atingir a relação jurídica firmada em cir... (Continua)

Referência(s):
Penhora (Jurisprudência)
Execução (Jurisprudência)
Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Locação (Jurisprudência)
Fiança (Jurisprudência)
Fiador (v. Fiança) (Jurisprudência)
Impenhorabilidade (v. Penhora) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 3º, VII (Legislação)
Lei 8.245/91, art. 82 (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 140.9071.4001.7500)

70 - STJ. Seguridade social. Agravo regimental em agravo (art. 544 do CPC). Previdência privada. Ato jurídico perfeito. Arguição de interpretação divergente quanto a dispositivos constitucionais (art. 5º, XXXvi, CF/88). Matéria reserva à análise do STF. Aresto colacionado como paradigma oriundo do TST. Impossibilidade. Decisão monocrática que negou provimento ao agravo. Insurgência recursal do autor.

«1. O recurso especial não se presta ao exame de suposta violação a dispositivos constitucionais, por se tratar de matéria reservada à análise do Supremo Tribunal Federal, nos termos do artigo 102, inciso III, da Constituição Federal. 2. «Não se conhece do recurso pela alínea «c» do permissivo, tendo em vista que a recorrente traz à colação acórdão proferido por Tribunal Regional do Trabalho. Como é cediço, a divergência jurisprudencial há de ser demonstrada p... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 140.5733.8001.4200)

71 - STJ. Administrativo. Agravo regimental no agravo em recurso especial. Violação do art. 6º da licc. Multa administrativa aplicada sob a égide da Portaria 6/2000 do procon/SP. Ato jurídico perfeito. Irretroatividade da Portaria 26/2006 do procon/SP para diminuir o valor da sanção. Discussão com perfil eminentemente constitucional.

«1. A jurisprudência desta Corte tem-se manifestado no sentido de que a matéria contida no art. 6º da LICC não pode ser invocada em recurso especial, já que esse dispositivo é mera reprodução do art. 5º, XXXVI, da Constituição Federal (EDcl no AREsp 62.333/SP, Rel. Ministro TEORI ALBINO ZAVASCKI, PRIMEIRA TURMA, julgado em 28/08/2012, DJe 04/09/2012). 2. Agravo regimental a que se nega provimento.»


Referência(s):
Referência/STJ (Embargos de declaração recebidos como agravo regimental. Processual civil e administrativo. Concurso público. Omissão no julgado. Não ocorrência. Violação ao art. 6º da LICC. Norma contida no art. 5º, XXXVI, da CF/88. Inviabilidade de exame em recurso especial. Ausência de comprovação do dissídio jurisprudencial. Agravo regimental a que se nega provimento).
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7012.7200)

72 - TJMG. Ato jurídico. Quota hereditária. Aquisição. Ausência de má-fé. Investigação de paternidade. Favorecimento do filho do inventariado. Desconhecimento pelo adquirente. Anulatória da partilha. Preservação do negócio jurídico. Teoria do direito aparente.

«Se os adquirentes das quotas hereditárias não tinham conhecimento da sentença favorecedora daquele que fora reconhecido como filho do inventariado, em investigatória de paternidade, por não haver notícia da averbação da decisão judicial no Registro Público, de modo que dela pudessem saber e do risco a que estavam expostos com aquela aquisição, tendo o negócio sido celebrado com viso moral de seriedade, sem mácula de má-fé, apresentando-se como puro e perfeito, a ação anula... (Continua)

Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO

(DOC. LEGJUR 138.2413.0000.0300) LeaderCase

73 - STF. Recurso extraordinário. Repercussão geral reconhecida. Direito constitucional. Princípios do direito adquirido e ato jurídico perfeito. Banco. Poupança. Correção monetária. Expurgos inflacionários. Plano Collor I. Valores não bloqueados. Existência de repercussão geral. CF/88, arts. 5º, XXXVI e 102, III e § 3º. Lei 8.038/1990, art. 26. CPC, art. 543-A.

Referência(s):
Recurso extraordinário (Jurisprudência)
Repercussão geral (Jurisprudência)
Consumidor (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Direito constitucional (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Direito adquirido (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Banco (v. Expurgos inflacionários) (Jurisprudência)
Correção monetária (v. Expurgos inflacionários) (Jurisprudência)
Poupança (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Expurgos inflacionários (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Plano Collor I (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Valores não bloqueados (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CF/88, art. 102, III e § 3º
Lei 8.038/1990, art. 26 (Legislação)
CPC, art. 543-A
Opções

(DOC. LEGJUR 135.3915.8000.8200)

74 - STJ. 1. É pacífico no STJ o entendimento de que não há falar em ofensa à coisa julgada, ao direito adquirido, ao ato jurídico perfeito ou ao princípio da irredutibilidade, quando da postulação do pagamento do ipc de março de 1990, correspondente a 84,32%, referente a período distinto daquele concedido pela justiça trabalhista, pois a partir da vigência do regime jurídico único, não existe direito dos servidores públicos ao reajuste de 84,32% referente ao ipc de março de 1990.

«2. Quando a Administração Pública interpreta erroneamente uma lei, resultando em pagamento indevido ao servidor, cria-se uma falsa expectativa de que os valores recebidos são legais e definitivos, impedindo, assim, que ocorra desconto dos mesmos, ante a boa-fé do servidor público. (Recurso Especial Repetitivo 1.244.182/PB, Primeira Seção, Relator Ministro Benedito Gonçalves, DJe 19/10/2012) 3. No caso, houve erro da Administração quanto ao alcance da coisa julgada, deve... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 142.0494.6002.1300)

75 - STF. Processual civil. Agravo regimental no recurso extraordinário com agravo. Preliminar de repercussão geral. Fundamentação deficiente. Ônus do recorrente. Alegação de violação ao direito adquirido, ao ato jurídico perfeito, do acesso à justiça, aos limites da coisa julgada e aos princípios da legalidade, do contraditório, da ampla defesa e do devido processo legal. Questões infraconstitucionais. Repercussão geral negada (are 748.371, rel. Min. Gilmar mendes, tema 660). Gratificação de desempenho instituída em Lei local. Súmula 280/STF. Servidor público. Alteração na composição de vencimentos. Ausência de direito adquirido a regime jurídico. Princípio da irredutibilidade vencimental. Valor global.

«1. A jurisprudência do Supremo Tribunal Federal consolidou-se no sentido de que não existe direito adquirido nem a regime jurídico, nem aos critérios que determinaram a composição da remuneração ou dos proventos. O princípio da irredutibilidade de vencimentos é uma garantia que envolve o valor global da remuneração de servidor, e não de suas parcelas. Precedentes: RE 643.289 AgR, Relator Min. Luiz Fux , Primeira Turma, DJe de 08/02/2012 e RE 440.311 AgR, Rel. Min. SEPÚLVEDA PE... (Continua)


Referência(s):
Referência/STF - (Recurso extraordinário. Repercussão geral não reconhecida. Alegação de cerceamento de defesa. Tema relativo à suposta violação aos princípios do contraditório, da ampla defesa, dos limites da coisa julgada e do devido processo legal. Julgamento da causa dependente de prévia análise da adequada aplicação das normas infraconstitucionais. Rejeição da repercussão geral. Reafirmação da jurisprudência. CF/88, arts. 5º, XXVI, LIV e LV e 102, III e § 3º. Lei 8.038/1990, art. 26. CPC, arts. 467 e 543-A. Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º, § 3º).
Opções

(DOC. LEGJUR 140.6591.0014.4700)

76 - TJSP. Pena. Remição. Falta grave. Pedido de remição indeferido. Pretende o postulante, a aplicação retroativa da Lei 12433/11, para o fim de declarar a perda máxima de 1/3 dos dias anteriormente trabalhados e remidos. Descabimento. Demonstrado o caráter processual da nova norma e se tratando de ato jurídico perfeito, inviável o pleito do recorrente. Recurso não provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 142.2923.9000.2600)

77 - STF. Seguridade social. Embargos de declaração recebidos como agravo regimental. Previdência privada. Pensão por morte de associada. Marido inválido. Alegação de afronta ao ato jurídico perfeito. Não ocorrência. Incidência da Súmula 454/ STF. Fundamento constitucional autônomo e suficiente não infirmado. Princípio da isonomia. Súmula 283/STF.

«A jurisprudência do Supremo Tribunal Federal já assentou que a alegada violação ao art. 5º, XXXVI, da Constituição só entra no plano constitucional quando se discute questão de direito intertemporal. Na hipótese, não se cogita de retroação de lei superveniente, a parte agravante limita-se questionar alegado erro no enquadramento do caso à legislação infraconstitucional pertinente, procedimento inviável em sede de recurso extraordinário. Incide a Súmula... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.4163.3000.8000)

78 - STJ. Recurso especial. Alíneas «a» de «b» do permissivo constitucional. Companhia de desenvolvimento habitacional e urbano do estado de são paulo. Cdhu. Contrato de execução de obras de construção civil. Ato local. Resolução sf 38/1994, da secretaria de negócios da fazenda do estado de são paulo. Confronto com a Lei 8.880/1994. Conversão em urv. Correção pro rata. Período de 16 a 31 de março de 1994. Súmula 283/STF. Periodicidade de pagamento. Mensal para anual. Desequilíbrio contratual e ato jurídico perfeito. Prequestionamento. Súmula 211/STJ e 282/STF. Recurso especial não conhecido.

Opções

(DOC. LEGJUR 138.5903.4000.9600)

79 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Processual civil e constitucional. Ação rescisória. Pensão por morte. Elevação para 100% (cem por cento) do salário de benefício. Impossibilidade. Incidência da norma vigente no momento do óbito do instituidor. Inaplicabilidade da superveniente Lei 9.032/1995. Violação do ato jurídico perfeito. Matéria pacificada no STF e nesta corte. Não incidência da Súmula 343/STF.

«1. O Supremo Tribunal Federal, ao reconhecer a repercussão geral da matéria, afirmou que os benefícios previdenciários devem ser regulados pela norma vigente na data em que forem concedidos, sendo indevida, em decorrência, a aplicação da Lei 9.032/1995 aos benefícios que foram concedidos antes de sua edição, não cabendo aplicar ao caso o critério da lei que seja mais benéfica. 2. Este Tribunal, revendo o entendimento sobre o tema, em sintonia com a orientação do Sup... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 138.5903.4000.9700)

80 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Processual civil e constitucional. Ação rescisória. Pensão por morte. Elevação para 100% (cem por cento) do salário de benefício. Impossibilidade. Incidência da norma vigente no momento do óbito do instituidor. Inaplicabilidade da superveniente Lei 9.032/1995. Violação do ato jurídico perfeito. Matéria pacificada no STF e nesta corte. Não incidência da Súmula 343/STF.

«1. O Supremo Tribunal Federal, ao reconhecer a repercussão geral da matéria, afirmou que os benefícios previdenciários devem ser regulados pela norma vigente na data em que forem concedidos, sendo indevida, em decorrência, a aplicação da Lei 9.032/1995 aos benefícios que foram concedidos antes de sua edição, não cabendo aplicar ao caso o critério da lei que seja mais benéfica. 2. Este Tribunal, revendo o entendimento sobre o tema, em sintonia com a orientação do Sup... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 138.5903.4000.9900)

81 - STJ. Seguridade social. Previdenciário. Processual civil e constitucional. Ação rescisória. Auxílio-acidente. Elevação para 50% (cinquenta por cento) do salário de benefício. Impossibilidade. Aplicação da norma vigente no momento dos fatos que amparam a concessão do benefício. Inaplicabilidade na espécie da Lei 9.032/95. Violação do ato jurídico perfeito. Matéria pacificada no STF e nesta corte. Súmula 343/STF. Não incidência.

«1. O Instituto Nacional do Seguro Social. INSS ajuizou ação rescisória com a finalidade de rescindir acórdão que, proferido em agravo regimental em recurso especial, desconstituiu julgado pelo qual o Tribunal Regional da 4ª Região reconheceu ilegal a aplicação retroativa do art. 86, § 1º, da Lei 8.213/91, com a redação conferida pela Lei 9.032/95, que elevou o auxílio-acidente para 50% do salário de benefício. 2. O Supremo Tribunal Federal, reconhecendo a repercuss... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7169.0800)

82 - STJ. Penhora. Execução. Bem de família. Locação. Fiança. Bem da família do fiador. Ação proposta na vigência da lei do inquilinato. Possibilidade. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. Lei 8.009/90, art. 3º, VII. Lei 8.245/91, art. 82. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. Inexistência de ofensa.

«Sendo proposta a ação na vigência da Lei 8.245/91, válida é a penhora que obedece seus termos, excluindo o fiador, em contrato locatício, da impenhorabilidade do bem de família. Não há ofensa ao art. 6º do Dec.-lei 4.657/42 (LICCB).»

Referência(s):
Locação (Jurisprudência)
Fiança (Jurisprudência)
Bem de família (v. Penhora) (Jurisprudência)
Execução (Jurisprudência)
Penhora (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Lei 8.009/90, art. 3º, VII (Legislação)
Lei 8.245/91, art. 82 (Legislação)
Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º (Legislação)
Opções

(DOC. LEGJUR 142.7980.7000.1600) LeaderCase

83 - STF. Recurso extraordinário. Plano de saúde. Repercussão geral reconhecida. Hermenêutica. Direito intertemporal. Aplicação retroativa de leis sobre planos de saúde. Ato jurídico perfeito. CF/88, art. 5º, XXXVI. Lei 9.656/1998, arts. 12 e 35. CF/88, art. 102, III e § 3º. Lei 8.038/1990, art. 26. CPC, art. 543-A.

«Há repercussão geral na questão sobre a aplicação retroativa de leis sobre planos de saúde aos contratos firmados antes da sua vigência, à luz da CF/88, art. 5º, XXXVI.»


Referência(s):
Recurso extraordinário (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Plano de saúde (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Repercussão geral (Jurisprudência)
Hermenêutica (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Direito intertemporal (v. Plano de saúde) (Jurisprudência)
Aplicação retroativa de leis sobre planos de saúde (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Repercussão geral) (Jurisprudência)
CF/88, art. 5º, XXXVI
Lei 9.656/1998, art. 12 (Legislação)
Lei 9.656/1998, art. 35 (Legislação)
CF/88, art. 102, III e § 3º
Lei 8.038/1990, art. 26 (Legislação)
CPC, art. 543-A.
Opções

(DOC. LEGJUR 140.3545.9007.6400)

84 - TJSP. Seuguro. Saúde. Cláusula contratual autorizadora de aumento das mensalidades em decorrência de aumento da faixa etária da autora. Abusividade reconhecida pela jurisprudência dominante. Hipótese de ajuste por trato sucessivo, que afasta aplicação da garantia constitucional ao ato jurídico perfeito. Reajuste anual autorizado pela ANS, após os sessenta anos. Cabimento. Recurso não provido.

Opções

(DOC. LEGJUR 108.5104.0000.2300)

85 - STJ. Sucessão. Família. Casamento. Pacto antenupcial. Regime de separação de bens. Morte do varão. Hermenêutica. Vigência do novo código civil. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. Testamento. Cônjuge sobrevivente. Herdeiro necessário. Interpretação sistemática. Amplas considerações do Min. Luis Felipe Salomão sobre o tema. CCB/2002, arts. 1.647, I, 1.687, 1.787, 1.845, 1.969, 2.039, 2.041 e 2.042. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. CF/88, art. 5º, XXXVI. CCB, art. 1.577.

«... 1. A questão submetida a julgamento é a seguinte: - Paulo Martins Filho casou-se com Mercedes Magdalena Serrador Martins segundo o regime de separação de bens acordado em pacto antenupcial celebrado em 19 de maio de 1950 e lavrado no 23º Cartório da Cidade do Rio de Janeiro; - Em 26 de maio de 2001, Paulo Martins Filho lavrou testamento público deixando a totalidade de seus bens para seu sobrinho Aloysio Maria Teixeira Filho, vindo a falecer em 26 de maio de 2... (Continua)

Referência(s):
Sucessão (Jurisprudência)
Família (Jurisprudência)
Casamento (Jurisprudência)
Pacto antenupcial (v. Casamento) (Jurisprudência)
Separação de bens (v. Casamento. Morte do varão. Hermenêutica. Vigência do novo código civil. Ato jurídico perfeito. Regime de separação de bens (v. Casamento) (Jurisprudência)
Morte do varão (v. Sucessão) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Testamento (Jurisprudência)
Herdeiro necessário (Jurisprudência)
Cônjuge sobrevivente (v. Herdeiro necessário) (Jurisprudência)
Interpretação sistemática (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
CCB/2002, art. 1.647, I
CCB/2002, art. 1.687
CCB/2002, art. 1.787
CCB/2002, art. 1.845
CCB/2002, art. 1.969
CCB/2002, art. 2.039
CCB/2002, art. 2.041
CCB/2002, art. 2.042
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CCB, art. 1.577
Opções

(DOC. LEGJUR 134.3833.2000.7000)

86 - STJ. Ação monitória. Advogado. Honorários advocatícios. Contrato de honorários. Cobrança de honorários contratuais. Assistência judiciária gratuita. Contratante que litigara sob a proteção da Justiça Gratuita. Irrelevância. Verba que não é alcançada pelos benefícios concedidos pela Lei 1.060/1950. Cláusula de sobredireito da intangibilidade do ato jurídico perfeito. Valor social do trabalho. Precedentes do STJ. Lei 1.060/1950, art. 3º, V. Lei 89.906/1994, arts. 22, § 2º e 23. CF/88, arts. 1º, IV e 5º, XXXVI e LXXIV. Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º. CPC, arts. 20 e 1.102-A.

«1. «Nada impede a parte de obter os benefícios da assistência judiciária e ser representada por advogado particular que indique, hipótese em que, havendo a celebração de contrato com previsão de pagamento de honorários ad exito, estes serão devidos, independentemente da sua situação econômica ser modificada pelo resultado final da ação, não se aplicando a isenção prevista no art. 3º, V, da Lei 1.060/1950, presumindo-se que a esta renunciou» (REsp 1.153.163/RS, Rel. Minis... (Continua)

Referência(s):
Ação monitória (Jurisprudência)
Advogado (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Honorários advocatícios (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Contrato de honorários (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Cobrança de honorários contratuais (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Assistência judiciária (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Assistência judiciária gratuita (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Justiça Gratuita (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Cláusula de sobredireito (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Valor social do trabalho (Jurisprudência)
Lei 1.060/1950, art. 3º, V (Legislação)
Lei 89.906/1994, art. 22, § 2º e 23 (Legislação)
Lei 89.906/1994, art. 22, § 2º e 23 (Legislação)
CF/88, art. 1º, IV
CF/88, art. 5º, XXXVI e LXXIV
Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º (Legislação)
CPC, art. 20
CPC, art. 1.102-A
Opções

(DOC. LEGJUR 142.0061.0004.8200)

87 - STJ. Seguridade social. Agravo regimental no recurso especial. Civil e processo civil. Previdência privada. Ex-empregado da cesp. Suplementação (psap). Posterior enquadramento judicial, com reconhecimento à complementação prevista na Lei estadual 4.819/58. Impossibilidade de complementação. Súmula 280/STF. Prequestionamento. Súmula 211/STJ. Ato jurídico perfeito. Matéria constitucional. Divergência com precedente do TST. Impossiblidade. Dissídio não comprovado. Agravo regimental desprovido.

Opções

(DOC. LEGJUR 108.5104.0000.2400)

88 - STJ. Sucessão. Família. Casamento. Pacto antenupcial. Regime de separação de bens. Morte do varão. Hermenêutica. Vigência do novo código civil. Ato jurídico perfeito. Direito adquirido. Testamento. Cônjuge sobrevivente. Herdeiro necessário. Interpretação sistemática. Amplas considerações do Min. Fernando Gonçalves sobre o tema. CCB/2002, arts. 1.647, I, 1.687, 1.787, 1.845, 1.969, 2.039, 2.041 e 2.042. Dec.-lei 4.657/42 (LICCB), art. 6º. CF/88, art. 5º, XXXVI. CCB, art. 1.577.

«... Na assentada do dia 19 de março de 2009, pelo voto do relator - Min. CARLOS FERNANDO MATHIAS - foi conhecido e provido o recurso especial interposto pelo ESPÓLIO DE PAULO MARTINS FILHO contra acórdão da Segunda Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, sendo acolhida a tese segundo a qual, na espécie, em vista das peculiaridades que cercam o caso em comento, deve ser afastada a invocação da regra de que a sucessão se subordina à lei vigente à época d... (Continua)

Referência(s):
Sucessão (Jurisprudência)
Família (Jurisprudência)
Casamento (Jurisprudência)
Pacto antenupcial (v. Casamento) (Jurisprudência)
Separação de bens (v. Casamento. Morte do varão. Hermenêutica. Vigência do novo código civil. Ato jurídico perfeito. Regime de separação de bens (v. Casamento) (Jurisprudência)
Morte do varão (v. Sucessão) (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Testamento (Jurisprudência)
Herdeiro necessário (Jurisprudência)
Cônjuge sobrevivente (v. Herdeiro necessário) (Jurisprudência)
Interpretação sistemática (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
CCB/2002, art. 1.647, I
CCB/2002, art. 1.687
CCB/2002, art. 1.787
CCB/2002, art. 1.845
CCB/2002, art. 1.969
CCB/2002, art. 2.039
CCB/2002, art. 2.041
CCB/2002, art. 2.042
Dec.-lei 4.657/42, art. 6º (Legislação)
CF/88, art. 5º, XXXVI
CCB, art. 1.577
Opções

(DOC. LEGJUR 138.4434.3003.2900)

89 - STJ. Família. Direito civil-constitucional. Escritura pública de adoção simples celebrada entre avós e neta maior de idade. CCB. Efeitos jurídicos restritos quanto aos direitos do adotado. Superveniência da CF/88. Isonomia entre filiação biológica e adotiva. Direito constitucional intertemporal. Retroatividade mínima da constituição. Alcance que não transmuda a essência do ato jurídico perfeito. Adoção cartorária entre avós e neta. Ausência de vínculos correlatos ao estado de filiação. Finalidade exclusivamente previdenciária. Valores não protegidos pela CF/88.

«1. Controvérsia acerca do alcance de escritura pública de adoção simples celebrada entre avós e neta maior de idade no regime do Código Civil de 1916, da qual não resultavam plenos direitos ao adotado, se comparada com a chamada adoção plena ou com a filiação biológica. Confronto entre tal sistemática e a Constituição Federal de 1988, que estabeleceu a igualdade de direitos entre filhos havidos ou não da relação de casamento (art. 227, § 6º). 2. Nos termos do e... (Continua)

Opções

(DOC. LEGJUR 136.7923.3000.1800)

90 - TJSP. MANDADO DE SEGURANÇA. Impetração. Procedimento de pedido de sequestro de rendas públicas. Extinção pelo Presidente do Tribunal em razão do advento da Emenda Constitucional 62/2009. Inadmissibilidade de sua aplicação retroativa. Precatório já expedido. Ato jurídico perfeito e direito adquirido. Precedentes do Órgão Especial. Determinação do prosseguimento do pedido de sequestro de rendas em seus trâmites normais. Segurança concedida.

Opções

(DOC. LEGJUR 137.1401.3006.1500)

91 - TJSP. Mandado de segurança. Impetração. Procedimento de pedido de sequestro de rendas públicas. Extinção pelo Presidente do Tribunal em razão do advento da Emenda Constitucional 62/2009. Inadmissibilidade de sua aplicação retroativa. Precatório já expedido. Ato jurídico perfeito e direito adquirido. Precedentes do Órgão Especial. Determinação do prosseguimento do pedido de sequestro de rendas em seus trâmites normais. Segurança concedida.

Opções

(DOC. LEGJUR 140.6591.0005.5300)

92 - TJSP. Desapropriação. Precatório judicial. Pagamento integral e completo da indenização. Pretensão da Fazenda do Estado ao reconhecimento de excesso do valor pago e à devolução aos cofres públicos do que fora supostamente pago a maior. Descabimento. Impossibilidade de rediscussão nos moldes pretendidos pela recorrente. Respeito ao ato jurídico perfeito, ao direito adquirido e à coisa julgada, garantias asseguradas constitucionalmente. Necessidade. Execução julgada extinta. Recurso improvido.

Opções

(DOC. LEGJUR 140.8133.0010.9700)

93 - TJSP. Compra e venda. Bem móvel. Veículo. Inadimplemento. Pactuação verbal. Ação de reintegração de posse com pedido de liminar. Improcedência. Contrato firmado pelas partes que representa negócio jurídico bilateral, sendo que a obrigação da vendedora consiste na entrega do veículo, enquanto que a prestação da adquirente se traduz no pagamento de um preço. Ausência de prova de inadimplemento do adquirente, máxime quando restou comprovado nos autos que o autor já entregou ao réu a documentação para transferência do bem (DUT) devidamente assinada. Ademais, o contrato de compra e venda se perfaz desde o momento em que as partes acordem quanto ao preço e a coisa, não servindo para desconstituí-lo a alegação de inadimplência do réu. Ato jurídico perfeito, sem que se possa falar em nulidades. Contrato que se tornou obrigatório e perfeito com o acordo de vontades, no tocante ao preço estipulado e a coisa alienada. Em caso de descumprimento do contrato, a questão pode ser debatida através de ação própria, não havendo se falar em reintegração de posse do veículo e consequente desfazimento do negócio por via unilateral. Recurso desprovido.

Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7511.2800)

94 - STJ. Tributário. Constitucional. Hermenêutica. Lei interpretativa. Prazo prescricional. Prazo de prescrição para a repetição de indébito, nos tributos sujeitos a lançamento por homologação. Lei Compl. 118/2005. Natureza modificativa (e não simplesmente interpretativa) do seu art. 3º. Inconstitucionalidade do seu art. 4º, na parte que determina a aplicação retroativa. Princípio constitucional da autonomia e independência dos poderes. Direito adquirido. Ato jurídico perfeito. Coisa julgada. CTN, arts. 156, VII, 168, I. Lei Compl. 118/2005, arts. 3º e 4º. CF/88, arts. 2º e 5º, XXXVI.

«Sobre o tema relacionado com a prescrição da ação de repetição de indébito tributário, a jurisprudência do STJ (1ª Seção) é no sentido de que, em se tratando de tributo sujeito a lançamento por homologação, o prazo de cinco anos, previsto no art. 168 do CTN, tem início, não na data do recolhimento do tributo indevido, e sim na data da homologação - expressa ou tácita - do lançamento. Segundo entende o Tribunal, para que o crédito se considere extinto, não basta o pag... (Continua)

Referência(s):
Tributário (Jurisprudência)
Constitucional (Jurisprudência)
Hermenêutica (Jurisprudência)
Lei interpretativa (v. Hermenêutica) (Jurisprudência)
Prazo prescricional (Jurisprudência)
Prescrição (v. Prazo prescricional) (Jurisprudência)
Repetição de indébito (Jurisprudência)
Lançamento por homologação (v. Tributário) (Jurisprudência)
Inconstitucionalidade (v. Constitucional) (Jurisprudência)
Princípio da autonomia e independência dos poderes (Jurisprudência)
Direito adquirido (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Coisa julgada (Jurisprudência)
CTN, art. 156, VII
CTN, art. 168, I
Lei Compl. 118/2005, art. 3º (Legislação)
Lei Compl. 118/2005, art. 4º (Legislação)
CF/88, art. 2º
CF/88, art. 5º, XXXVI
Opções

(DOC. LEGJUR 137.6000.9000.3300) LeaderCase

95 - STF. Seguridade social. recurso extraordinário. repercussão geral reconhecida. seguridade social. previdenciário. militar aposentado. ex-combatente. pensão por morte. revisão de ofício. redução da remuneração mensal. ausência de contraditório prévio. prazo prescricional. decadência. alegada ofensa ao ato jurídico perfeito. lei 9.784/1999, art. 54. lei 8.213/1991, art. 103-a. cf/88, art. 102, iii e § 3º. lei 8.038/1990, art. 26. cpc, art. 543-a.

Referência(s):
Recurso extraordinário (Jurisprudência)
Repercussão geral (Jurisprudência)
Seguridade social (Jurisprudência)
Previdenciário (Jurisprudência)
Militar aposentado (Jurisprudência)
Ex-combatente (Jurisprudência)
Pensão por morte (Jurisprudência)
Revisão de ofício (v. Pensão por morte) (Jurisprudência)
Redução da remuneração mensal (v. Pensão por morte) (Jurisprudência)
Prazo prescricional (v. Decadência) (Jurisprudência)
Decadência (v. Prazo prescricional) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (Jurisprudência)
Lei 9.784/1999, art. 54 (Legislação)
Lei 8.213/1991, art. 103-A (Legislação)
CF/88, art. 102, III e § 3º
Lei 8.038/1990, art. 26 (Legislação)
CPC, art. 543-A
Opções

(DOC. LEGJUR 140.6591.0000.1400)

96 - TJSP. Desapropriação. Precatório judicial. Valor da última parcela depositado pelo Tribunal de Justiça. Pretensão da Fazenda do Estado ao reconhecimento de excesso do valor pago e à devolução aos cofres públicos do que fora supostamente pago a maior. Descabimento. Impossibilidade de rediscussão nos moldes pretendidos pela recorrente. Respeito ao ato jurídico perfeito e acabado, ao direito adquirido e à coisa julgada, garantias asseguradas constitucionalmente. Necessidade. Execução julgada extinta. Recurso improvido.

Opções

(DOC. LEGJUR 142.0494.6002.1400)

97 - STF. Processual civil. Agravo regimental no recurso extraordinário com agravo. Preliminar de repercussão geral. Fundamentação deficiente. Ônus do recorrente. Violação ao direito adquirido, ao ato jurídico perfeito, à coisa julgada, ao acesso à justiça e aos princípios da legalidade, do contraditório da ampla defesa e do devido processo legal. Inexistência de repercussão geral da matéria. Are 748.371-rg (rel. Min. Gilmar mendes, tema 660). Ofensa relexa ou indireta à CF/88. Agravo regimental a que se nega provimento.


Referência(s):
Referência/STF - (Recurso extraordinário. Repercussão geral não reconhecida. Alegação de cerceamento de defesa. Tema relativo à suposta violação aos princípios do contraditório, da ampla defesa, dos limites da coisa julgada e do devido processo legal. Julgamento da causa dependente de prévia análise da adequada aplicação das normas infraconstitucionais. Rejeição da repercussão geral. Reafirmação da jurisprudência. CF/88, arts. 5º, XXVI, LIV e LV e 102, III e § 3º. Lei 8.038/1990, art. 26. CPC, arts. 467 e 543-A. Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º, § 3º).
Opções

(DOC. LEGJUR 140.6591.0018.1000)

98 - TJSP. Recurso. Agravo regimental. Contrato. Plano de saúde. Insurgência contra decisão monocrática que negou provimento ao apelo tirado contra sentença que julgou parcialmente procedente ação declaratória de nulidade de cláusula de reajuste por faixa etária, após os autores completarem 70 anos. A agravante insiste na afronta ao ato jurídico perfeito e na irretroatividade das leis, mas não inova os argumentos aduzidos no apelo. Manutenção da decisão de improcedência. Agravo regimental improvido.

Opções

(DOC. LEGJUR 134.3833.2000.7100)

99 - STJ. Ação monitória. Advogado. Honorários advocatícios. Contrato de honorários. Cobrança de honorários contratuais. Assistência judiciária gratuita. Contratante que litigara sob a proteção da Justiça Gratuita. Irrelevância. Verba que não é alcançada pelos benefícios concedidos pela Lei 1.060/1950. Cláusula de sobredireito da intangibilidade do ato jurídico perfeito. Valor social do trabalho. Precedentes do STJ. Lei 1.060/1950, art. 3º, V. Lei 89.906/1994, arts. 22, § 2º e 23. CF/88, arts. 1º, IV e 5º, XXXVI e LXXIV. Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º. CPC, arts. 20 e 1.102-A.

«... 2. A questão principal diz respeito ao alcance dos benefícios da justiça gratuita concedida com amparo no reconhecimento de hipossuficiência do litigante, precisamente se esses benefícios atingem também os honorários advocatícios contratuais, tornando o beneficiário isento do pagamento da mencionada verba enquanto durar o estado de pobreza (art. 12 da Lei 1.060/1950). A controvérsia, de fato, não é nova no âmbito desta Corte, tendo os órgãos fracionários, na ma... (Continua)

Referência(s):
Ação monitória (Jurisprudência)
Advogado (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Honorários advocatícios (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Contrato de honorários (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Cobrança de honorários contratuais (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Assistência judiciária (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Assistência judiciária gratuita (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Justiça Gratuita (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Cláusula de sobredireito (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Ato jurídico perfeito (v. Honorários advocatícios) (Jurisprudência)
Valor social do trabalho (Jurisprudência)
Lei 1.060/1950, art. 3º, V (Legislação)
Lei 89.906/1994, art. 22, § 2º e 23 (Legislação)
Lei 89.906/1994, art. 22, § 2º e 23 (Legislação)
CF/88, art. 1º, IV
CF/88, art. 5º, XXXVI e LXXIV
Dec.-lei 4.657/1942, art. 6º (Legislação)
CPC, art. 20
CPC, art. 1.102-A
Opções

(DOC. LEGJUR 103.1674.7115.4100)

100 - TJSC. Transação. Formalização nos autos de processo de execução. Homologação judicial. Desconstituição do ato jurídico pela via recursal. Inadmissibilidade. CCB, art. 1.030. CPC, art. 158 e 486.

«A transação formalizada pela partes é ato jurídico perfeito e acabado, obrigando definitivamente os contraentes, sendo inoperante o arrependimento unilateral, de sorte que a rescisão somente é possível em ação própria, «por dolo, violência ou erro essencial quanto à pessoa ou coisa controversa» (CCB, art. 1.030). A transação, muito embora independa de homologação judicial para ter eficácia jurídica (CPC, art. 158), na sentença homologatória, tem o efeito de p... (Continua)

Referência(s):
Transação (Jurisprudência)
CCB, art. 1.030
CPC, art. 158
CPC, art. 486
Opções
ÍNTEGRA NÃO DISPONÍVEL - EMENTA P/CITAÇÃO - INDICAR - ADICIONAR FAVORITO
  • Pagina: 1 de 4

Redes Sociais



LEGJUR.COM - Vade Mécum Digital 2005-2014 © Todos os direitos reservados.